Categoria

Destinos

Vamp, o Musical

Depois do sucesso no Rio de Janeiro, “Vamp, o Musical” desembarca na capital paulista e leva ao Teatro Sergio Cardoso a essência da novela que foi febre nos anos 90.

A adaptação do folhetim das telas da TV para o palco do teatro permite que o público mergulhe em um clima de nostalgia, leveza e irreverência.

Os fãs e até mesmo quem não assistiu à versão original se divertem e se envolvem na trama.

Enredo

Na narrativa, Natasha (Claudia Ohana) vende sua alma para o Conde Vladimir Polansky (Ney Latorraca) com o intuito de atingir o sucesso como cantora de rock. O objetivo é alcançado, mas a star se arrepende do acordo firmado e tenta revertê-lo.

A caça-vampiros Alice Penn Taylor (Helga Nemeczyk) é a parceira da vampira em sua viagem à Baía dos Anjos na busca pelo Medalhão do Poder. Na cidade, moram os recém-casados: Carmem Maura (Erika Riba) e Capitão Jonas Rocha (Luciano Andrey), seus filhos e a família Matoso.

Vlad descobre o plano da amada por meio de sua mãe Madrácula e manda Gerald à cidade para transformar alguns moradores em seu exército de vampiros do mal. Natasha também tem seus aliados do bem e a batalha acontece.

Para saber quem vence a disputa tem que assistir ao espetáculo. Só dá para adiantar que o final não é igual ao da novela.

Atores e Criativos

Com um total de 32 talentosos atores, a comédia de terror inclui performances surpreendentes, músicas contagiantes, bonitos cenários e figurinos, e efeitos especiais.

Ney Latorraca e Claudia Ohana protagonizam brilhantemente a trama. Ney arranca boas risadas da plateia com genialidade, humor e improviso. Claudia mostra todo o seu talento em atuações que incluem interpretação, canto e dança.

Helga Nemeczyk, Pedro Henrique Lopes e Claudia Netto dão show de humor e encantam o público com suas lindas vozes. Osvaldo Mil e Livia Dabarian também fazem atuações que mexem com os espectadores.

A concepção e a direção geral do musical são de Jorge Fernando e o texto de Antonio Calmon. A mesma dupla da versão exibida na TV. Diego Morais também faz parte do time como diretor.

Músicas

Entre as canções já conhecidas estão “Noite Preta”, “Sympathy to the Devil”, “Puro Êxtase”, “Gita”, “Felicidade Urgente” e “Doce Vampiro”.

O público vai ao delírio na apresentação de “Thriller”, de Michael Jackson, com uma envolvente coreografia de sapateado.

Algumas músicas foram compostas especialmente para a peça, como: “Conta, Natasha”, “A Tragédia de Vlad”, “Miss Penn Taylor”, “Mambo Saliente” e “Vampira Portuguesa”.

 

Serviço

  • Local: Teatro Sergio Cardoso
  • Endereço: Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista – São Paulo / SP
  • Temporada: de 15 de setembro a 29 de outubro
  • Horários: sexta às 20h30, sábado às 17h e 21h, domingo às 16h30
  • Vendas: Ingresso Rápido
  • Preços: a partir de R$ 50,00
  • Duração: 2h20 (com 15 min de intervalo)
  • Classificação etária: livre

 

Confira as Agendas Culturais com dicas de peças, shows, musicais e exposições!

Não é de São Paulo? Confira as ofertas de passagem para a capital paulista!

Hotel Belmond

Imagina um final de semana hospedado em um hotel bacana com jantares harmonizados, degustações, aulas de culinária e coquetéis. Legal, né? Agora una isso a presença de ícones da gastronomia mundial e as quedas das Cataratas do Iguaçu como cenário. Incrível!

Essa é a experiência que o Festival Foz Gastronômico propõe aos visitantes nos dias 8, 9 e 10 de setembro. O evento no Belmond Hotel das Cataratas irá reunir chefs renomados, alguns com estrelas Michelin, ao lado de uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza.

A programação conta com aulas de coqueteleira e de culinária. Degustação de cachaças, vinhos, chocolates e queijos. Além de jantares de degustação harmonizados de seis pratos preparados pelos estrelados da alta gastronomia.

Chefs Renomados

Conheça os superespecialistas que participarão do Festival Foz Gastronômico:

  • Benoid Vidal: chef no restaurante Atleier D’Edmond, na França. Duas estrelas no Guia Michelin.
  • Kazuo Harada: chef no restaurante MEE, no Rio de Janeiro. Uma estrela no Guia Michelin.
  • Gabriel Matteuzzi: chef no restaurante Tête-à-Tête, em São Paulo. Uma estrela no Guia Michelin.
  • Guilherme Vinha: chef do restaurante Tête-à-Tête, em São Paulo. Uma estrela no Guia Michelin.
  • Edmundo Santos: chef no Huto restaurante, em São Paulo. Uma estrela no Guia Michelin.
  • Pedro Siqueira: chef no restaurante Puro, no Rio de Janeiro. Chef Revelação 2017 pelo Prêmio Prazeres da Mesa.
  • Jean-Paul Barbier: chef do Restaurante Tragaluz, em Lima/Peru.
  • Clayton Aguiar: chef do Restaurante Itaipu, em Foz do Iguaçu.
  • Antonia Gomez: chef no restaurante Sax Palace , no Paraguai.
  • Jéssica Sanchez: Bartender do Ano 2017, do Prêmio Veja Rio Comer & Beber.
  • Nacir Zadona: chefe de bares do Belmond Hotel das Cataratas.

Serviço

Quando: de 8 a 10 de setembro

Onde: Belmond Hotel das Cataratas, Parque Nacional do Iguaçu

Conheça os pontos turísticos de Foz do Iguaçu!

A Avianca Brasil oferece voos diários com destino a Foz do Iguaçu. Confira!

Fim de Semana em Belo Horizonte

Passar um fim de semana em Belo Horizonte é uma ótima opção para quem quer sair da rotina e ficar mais próximo da cultura, das belezas e da culinária mineira. Confira o roteiro especial que preparamos como sugestão para você desbravar a capital de Minas Gerais!

Sexta (noite)

Para já entrar no clima de “Beagá”, comece a viagem relaxando em um dos botecos da cidade. Provavelmente terá um desses estabelecimentos que servem boa comida e bebidas próximo ao hotel em que estiver hospedado.

Se preferir, vá algum dos bairros de Belo Horizonte que são conhecidos pela vida boêmia: Savassi, Prado, Santa Tereza, Sion, São Pedro e Serra.

Bora botecar, mas com moderação, pois no sábado o dia será cheio!

Sábado (dia inteiro)

Manhã

Comece o dia tomando um café coado com pão de queijo. Provavelmente o hotel irá oferecer o desjejum, mas uma sugestão é experimentar essa combinação bem mineira na A Pão de Queijaria. Na verdade, eles oferecem a iguaria em todas as refeições com diferentes combinações e acompanhamentos.

O passeio pela capital mineira começa pelo Circuito Liberdade que reúne diversas instituições culturais, históricas e artísticas.

As atrações ficam ao redor da Praça da Liberdade e os destaques são o Palácio da Liberdade, a Biblioteca Pública, o Memorial Minas Gerais, o Centro de Arte Popular, o Museu das Minas e do Metal e o Centro Cultural Banco do Brasil.

Tarde

Próxima parada: Mercado Central de Belo Horizonte. No local, visitantes e locais se encontram para apreciar a cultura, o artesanato e a gastronomia de Minas Gerais.

Temperos, queijos, doces, cachaças e muito mais sabores mineiros estão reunidos no espaço. Almoce no Mercado Central, o restaurante mais badalado é o Casa Cheia que serve aperitivos, bebidas e pratos.

Para fazer a digestão, passeie pelo Parque Municipal e vá ao Palácio das Artes, um espaço que recebe shows, exposições e apresentações teatrais. Vale olhar a programação e ver se não há uma atração imperdível!

O melhor lugar para curtir o final da tarde é o bairro de Mangabeiras. Passe pela Rua do Amendoim, desligue o carro, tire o pé do freio e tenha a impressão de que o veículo está subindo a ladeira.

Quer curtir o pôr do sol? Escolha entre a Praça do Papa e o Mirante Mangabeiras.

Noite

Você pode escolher jantar em algum dos restaurantes renomados da cidade, como: o Glouton, o Vecchio Sogno e o Taste-Vin, ou fazer uma espécie de pub craw mineiro e passear por vários bares. A Rua Pium-í, no Sion, é o local ideal para essa experiência.

Domingo (manhã e tarde)

Domingo é dia de desbravar o cartão-postal de Belo Horizonte, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Sim, você precisa de praticamente um dia todo para curtir o local.

O complexo carrega o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, dado pela UNESCO, e abriga quatro edifícios projetados por Oscar Niemeyer localizados às margens de uma linda lagoa.

Além das obras de Niemeyer – Igreja de São Francisco de Assis, do Iate Tênis Clube, da Casa do Baile e do Museu de Arte da Pampulha -, o Estádio do Mineirão e do Mineirinho também ficam na região.

Para o almoço, a recomendação é degustar a culinária local no famoso restaurante Xapuri.

Dica de voos para esse roteiro:

A Avianca Brasil tem um voo que sai na sexta-feira às 20h45 de São Paulo (GRU) com chegada prevista às 22h05 em Confins, na Grande Belo Horizonte.

Na hora de voltar, no domingo, aproveite o voo da Avianca que sai às 18h45 de Confins e tem chegada prevista para às 20h04 no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Veja mais dicas de viagens!

Rio de Janeiro

O clima do Rio de Janeiro durante o inverno é predominantemente seco. As temperaturas são mais amenas do que as do verão, variando entre 18°C e 25°C. Geralmente o sol está presente e há ventos frios.

Os banhos nas águas dos mares cariocas são menos frequentes nessa época do ano. Porém, há muitas atrações que podem ser melhor aproveitadas na baixa temporada.

Sabe aqueles pontos turísticos que estão sempre lotados nos meses das férias de verão, como o Cristo Redentor, o Museu do Amanhã e o Bondinho? Então, o inverno é a época certa para visitá-los. Você não precisa disputar lugar com dezenas de turistas.

Para quem gosta de esportes e do contato com a natureza, o inverno é também um ótimo momento para visitar parques e fazer trilhas. Veja o que fazer!

#1 Passeie pelo centro do Rio de Janeiro

Visite as atrações do centro do Rio com tranquilidade, sem pegar as grandes filas dos museus. Tire fotos da área revitalizada sem que outras pessoas façam parte do seu registro.

Você pode começar o passeio pela Igreja de Nossa Senhora da Candelária e depois visitar espaços culturais. Entre eles o Centro Cultural Banco do Brasil, o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio.

Passe pela Praça Mauá e caminhe pela região portuária até o AquaRio – Aquário Marinho do Rio de Janeiro. Aproveite o passeio pelo centro para degustar as delícias da Confeitaria Colombo fundada em 1894.

#2 Conheça os famosos Pontos Turísticos

Aproveite para fazer os passeios que geralmente são os mais disputados da cidade do Rio de Janeiro: o Corcovado e o Pão de Açúcar.

Fique atento se o céu está sem nuvens e neblina antes de subir ao Cristo Redentor. Tente fazer o passeio no final da manhã.

Se quiser apostar em uma maneira diferente de subir o Morro da Urca, utilize a trilha. Você pode continuar a subida ao Pão de Açúcar e/ou descer o morro de Bondinho.

#3 Admire as belezas naturais e históricas

Além de ser tranquilo e bonito, o Parque Lage proporciona uma vista bem legal do Cristo Redentor em meio a paisagem que o cerca. O local abriga ainda um café no pátio de um palacete histórico.

Caminhe às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas até a altura da Rua General Garzon, que nos leva para o próximo ponto a ser desbravado – o Jardim Botânico – e aprecie mais um dos cenários incríveis do Rio de Janeiro.

Conheça o Jardim Botânico do Rio de Janeiro com sua grande diversidade de flora, monumentos e instituto de pesquisa.

#4 Relaxe nas praias e aplauda o pôr do sol no Arpoador

Pode ser que você não tenha coragem de entrar no mar, mas as praias continuam lindas e prontas para serem admiradas.

Por isso, passe alguns momentos nas areias cariocas descansando, caminhe pelos calçadões, pedale pela ciclovia, tome uma água de coco e no fim da tarde vá ao Arpoador para recarregar as energias com um belíssimo pôr do sol.

#5 Faça trilhas

No verão, o calor do Rio de Janeiro é bastante intenso, o que torna as subidas nas trilhas mais desgastantes do que no inverno.

O clima mais ameno ajuda quem quer se arriscar em uma atividade física para ver a Cidade Maravilhosa do seu melhor ângulo: do alto.

As trilhas mais famosas são: Pedra Bonita, Pedra da Gávea, Morro Dois Irmãos, Costão de Itacoatiara, Pedro do Telégrafo e Trilha da Urca.

 

Conheça mais atrações do Rio de Janeiro!

Saiba o que fazer em um dia no Rio!

Centro Histórico de Santiago

Dizem que só vivemos e realmente conhecemos uma cidade quando caminhamos por ela. Por isso, preparamos um roteiro para desbravar a pé o Centro Histórico de Santiago, no Chile.

O passeio começa e termina próximo a estações de metrô. O início é na parada La Moneda e o final na Santa Lucia. Reserve um calçado confortável!

Palacio La Moneda

A primeira parada é no Palacio La Moneda que é a sede da Presidência da República do Chile e de outros órgãos do governo.

É possível visitar o interior do prédio fazendo o agendamento prévio pela internet com pelo menos uma semana de antecedência.

A troca de guardas do palácio acontece desde 1851 e é realizada a cada dois dias às 10h durante a semana e às 11h aos finais de semana e feriados.

Atrás do Palácio encontra-se o Centro Cultural La Moneda que abriga grandes exposições e tem entrada gratuita até às 12h. Na frente, é possível observar o Monumento al Presidente Salvador Allende, na Plaza de la Constitución.

Ahumada

Seguindo o roteiro, siga pela Rua Moneda e vire à esquerda na Ahumada. Ande pelo calçadão que reúne pontos de comércio popular, grandes lojas de departamento, bancos, cafés e casas de câmbio com boa cotação para a troca de Reais por Pesos Chilenos até chegar a Plaza de Armas.

Plaza de Armas

A Plaza de Armas concentra uma grande quantidade de chilenos e de turistas. Artistas de rua se apresentam e expõem suas obras na praça e algumas pessoas aproveitam o espaço para descansar.

Ao redor da Plaza de Armas estão a Catedral Metropolitana de Santiago e o Museu Histórico Nacional. Que valem a visita!

Mercado Central

Seguindo pela Puente, que é a continuidade da Ahumada, você chegará ao Mercado Central de Santiago. O local é bastante conhecido por suas especiarias gastronômicas locais com destaque para os frutos do mar.

São mais de 50 estabelecimentos com ofertas de peixes, mariscos, carnes, frango, empanadas, vinhos, sorvetes e muito mais. Aproveite para almoçar!

Museu de Belas Artes e Cerro Santa Lucia

Caminhe pela Ismael Valdés Vergara até chegar ao Museu Nacional de Belas Artes. O espaço cultural é dedicado às artes moderna e contemporânea.

Desça a José Miguel de La Barra e chegue ao Cerro Santa Lucia. A colina encanta pela natureza e tranquilidade que transmite mesmo estando no coração de Santiago e pela linda vista panorâmica da cidade com os Andes ao fundo a partir de seu topo. No caminho até o Mirante, passe pelo Castillo Hidalgo e pela Fuerte Neptuno.

Teatro e Biblioteca municipais

Se ainda tiver disposição, entre na Agustinas e depois à esquerda na San Antonio e chegue ao Teatro Municipal. Volte a Moneda e vire à direita na Miraflores para finalizar o roteiro na Biblioteca Nacional do Chile.

 

A Avianca Brasil possui dois voos diários e diretos para Santiago a partir do aeroporto internacional de São Paulo (Guarulhos). Reserve a sua passagem!

 

Conheça mais atrações de Santiago!

Confira mais matérias sobre os destinos operados pela Avianca Brasil!

Atrações em Miami Beach

Miami Beach é uma cidade da Flórida que fica ao leste de Miami. Isso mesmo, a ilha é um município independente, apesar de alguns visitantes acreditarem que faça parte de Miami.

No local estão concentrados Resorts, spas, centros de compras, restaurantes, casas noturnas, bares e museus. Além das lindas praias, que são ótimas para relaxar, se divertir e praticar esportes aquáticos, e dos edifícios de arquitetura art déco.

Acha que acabou? Miami Beach é um dos destinos mais populares do mundo para curtir as festas de spring break. Para facilitar as suas escolhas na hora de visitar a cidade, reunimos as Top 8 coisas para se fazer em Miami Beach. Confira:

#1 Divirta-se em South Beach

South Beach é o distrito mais badalado de Miami Beach.  A agitação ocorre tanto durante o dia quanto à noite. É nessa área ao sul da ilha que estão as opções mais famosas de entretenimento, como: casas noturnas, shows, eventos, clubes de praia, bares, restaurantes, cafés e boutiques. Aqui ficam as ruas Ocean Drive e Lincoln Road. Vale desbravar!

#2 Passeie pela Ocean Drive

A Ocean Drive é a principal rua de Miami Beach e uma das vias mais famosas dos Estados Unidos. Caminhe, alugue uma bicicleta ou um carro conversível, observe as peculiaridades dos edifícios em art déco, aproveite as opções no asfalto e na areia, descanse no Lummus Park e seja visto!

#3 Desbrave a Lincoln Road Mall

O Lincoln Road Mall é um shopping a céu aberto que fica na Lincoln Road, entre a Alton Road e a Washington Avenue. O centro comercial é uma boa dica para quem quer passear, comer e, é claro, fazer compras. Aqui é possível encontrar lojas como a Macy´s, MAC, Guess, Diesel, Gap e Fossil.

#4 Faça o Art Deco Historic District Tour

O tour guiado é oferecido por diferentes agências e leva os visitantes a saberem mais sobre o Art Deco Historic District de Miami Beach. O passeio é feito a pé e passa por hotéis, fachadas de lojas, restaurantes e edifícios que possuem o estilo arquitetônico implementado nas décadas de 1920 e 1930 na cidade. Além da art déco, ainda são discutidos os movimentos Mediterranean Revival e o MIMO (Miami Modern).

#5 Leve a família ao South Pointe Park and Pier

O South Pointe Park é ótimo para levar a família, andar de bicicleta, fazer piquenique, passear com o cachorro e deixar as crianças brincarem livremente nos playground. Outro ponto alto é o pier que permite uma vista incrível da cidade de Miami.

#6 Visite o Bass Museum of Art

O Bass Museum of Art é bastante recomendado não somente por sua coleção permanente, mas também por suas mostras temporárias. Em seu acervo há peças de arte contemporânea local e internacional. Temporariamente, o espaço dedicado ao museu está em reforma, porém suas exposições estão em outros pontos da cidade.

#7 Conheça o Holocaust Memorial

O Holocaust Memorial foi construído em tributo às vítimas e aos sobreviventes do holocausto. O local abriga uma série de estátuas, peças arquitetônicas, um jardim de meditação e um muro. A escultura principal apresenta dezenas de pessoas em busca de ajuda, compondo um braço estendido em direção ao céu.

#8 Relaxe no Haulover Beach Park

O Haulover Beach Park é um parque que fica na beira da praia e é mais tranquilo do que South Beach. A paisagem é linda, o local é propício para a prática de esportes e o grande diferencial é que nele a roupa é um artigo opcional. Portanto, esteja preparado para ver algumas pessoas aproveitando a praia nuas.

 

Voe para Miami (MIA) com a Avianca Brasil!

São Paulo (GRU): 23:55 (saída) – 07:25 (chegada)

 

Conheça o A330 o avião da Avianca Brasil que faz o voo Guarulhos (SP) – Miami!

Saiba mais sobre as atrações da cidade de Miami e seus arredores!

Sanduíche de atum empanado

 

O Rodrigo Hilbert preparou uma receita de sanduíche de atum empanado com gergelim especialmente para os leitores do blog da Avianca Brasil.

O modelo, ator e apresentador de um programa de culinária no GNT, o “Tempero de Família”, ensinou passo a passo como fazer esse lanche que é fácil, rápido e delicioso. Confira!

 

Sanduíche de Atum Empanado

Tempo de preparo: 20 minutos.

Rendimento: 1 sanduíche.

Ingredientes:

  • 1 peça de atum de 250 g
  • Gergelim para empanar
  • 1/2 cebola roxa
  • 3 colheres de sopa de molho shoyu
  • 1 colher de café de óleo de gergelim
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Coentro a gosto
  • Raiz forte a gosto
  • 1 colher de café de melado
  • 2 fatias do pão que preferir

Modo de preparo:

  1. Corte a cebola em rodelas bem finas e cubra-a com água gelada por 10 minutos para retirar a acidez.
  2. Faça um molho misturando shoyo, raiz forte, óleo de gergelim, coentro picado e melado ou teriyaki e reserve.
  3. Após 10 minutos da cebola na água, retire toda a água e coloque as rodelas de cebola para marinar no molho. Reserve.
  4. Tempere a peça de atum com sal a gosto.
  5. Empane completamente o atum com gergelim misturado à pimenta do reino moída.
  6. Coloque um fio de azeite na frigideira para grelhar o atum. Cada lado deve grelhar por aproximadamente 2 minutos.
  7. Coloque as fatias de pão na frigideira para dar uma leve tostada.
  8. Retire o atum da frigideira, corte em fatias de mais ou menos 1 cm. Junte a cebola temperada junto com um pouco de molho e sirva.

Bom apetite!

Fez a receita do sanduíche de atum empanado? Posta uma foto e marca a Avianca Brasil no Instagram! Queremos saber como ficou o seu lanche. #aviancabrasil @aviancabrasil

Rodrigo Hilbert foi capa da Avianca em Revista. Leia a entrevista!

Há dúvidas sobre o que fazer em Foz do Iguaçu, além de conhecer as mundialmente famosas Cataratas. Porém, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o destino possui outros pontos turísticos que valem a visita. Além de passeios diferentes para quem quer ver as quedas d´água.

Parque Nacional Iguaçu

O que fazer em Foz do Iguaçu

O Parque Nacional do Iguaçu está do lado brasileiro das cataratas e possui uma estrutura com muitos passeios e vistas diferentes. Como:

Panorâmico de helicóptero: uma das muitas formas de se observar as belas quedas das Cataratas do Iguaçu é lá de cima, num passeio panorâmico de helicóptero. Esse é um dos passeios mais requisitados nas Cataratas! Tem opções de voos de 10 e 35 minutos.

Macuco Safari: o passeio começa com uma trilha pela Mata Atlântica e termina com uma aventura dentro do Rio Iguaçu. São 600 metros de trecho cheio de paisagens impressionantes e um “banho de cachoeira” indescritível!

Trilha do Poço Preto: esse passeio relembra todo o caminho que os índios faziam para contornar as Cataratas do Iguaçu. São 9 kms que podem ser feitos com caminhada, bicicleta ou carro elétrico. Depois, você pode apreciar o Rio Iguaçu com uma navegação em um barco a motor. A volta é feita pelas corredeiras, com passagem pela Ilha dos Papagaios.

Trilha das Bananeiras: esse passeio é para quem quer esquecer do mundo e se aventurar no Parque Nacional Iguaçu. O trajeto de 1,5km pode ser feito a pé ou em veículo elétrico, além de combinado por um passeio navegando pelo Rio Iguaçu. Retornando ao cais Bananeiras, você também pode alugar caiaques infláveis para explorar ainda mais a região.

Marco das Três Fronteiras

No Marco das Três Fronteiras é onde acontece o encontro entre Brasil, Argentina e Paraguai. Além disso, os Rios Paraná e Iguaçu também se juntam e proporcionam uma bela paisagem durante o pôr do sol.

O ponto turístico passou por uma revitalização há pouco tempo, e hoje é lugar indispensável pra quem visita Foz do Iguaçu.

Ao caminhar pelas praças e ambientes, uma “viagem” no tempo com a Vila Cenográfica das Missões Jesuíticas, que faz a ambientação histórica do local em que viviam os índios e os padres jesuítas nos séculos 16 e 17.

Além de poder ter um belíssima vista do Rio Iguaçu e Paraná, enquanto faz uma refeição no Restaurante Cabeza de Vaca.

Usina de Itaipu (Foz do Iguaçu)

A Usina de Itaipu é a maior geradora de energia elétrica do mundo! Ao fazer o passeio de Visita Panorâmica, você pode chegar ao vertedouro da usina, que tem uma bela vista.

Uma das paradas feitas na Visita Panorâmica é no mirante central. De lá, dá pra ver em destaque a barragem e o vertedouro e o trajeto é todo feito em ônibus de dois andares.

Também é possível conhecer os detalhes em um passeio inesquecível pelo seu interior. O Circuito Especial passa pela sala de comando central, pelo condutos da usina e muito mais.

Parque das Aves

O que fazer em foz do iguaçu

Está a caminho do Parque Nacional do Iguaçu e é uma parada obrigatória! O Parque das Aves tem 16,5 hectares de Mata Atlântica e cerca de 143 espécies diferentes. Lá, você vivenciará uma experiência com mais de 1300 aves, como chegar bem pertinho de um tucano, por exemplo.

Ciudad Del Este

Pertinho de Foz do Iguaçu, a Ciudad Del Este fica no Paraguai e é bastante conhecida pelas boas compras que dá pra fazer por lá. Cheia de lojas de eletrônicos, perfumes, brinquedos, roupas e acessórios e muito mais. Para chegar até o país vizinho, é preciso passar pela Ponte da Amizade.

Templo Budista

Muito visitado pelos turistas em Foz do Iguaçu, o Templo Budista está localizado numa região mais alta, proporcionando uma vista do centro da cidade e da Ciudad Del Este (Paraguai). Além de poder conhecer um pouco a filosofia de Buda, claro.

Hotel Belmond

O que fazer em Foz do Iguaçu

Único dentro do Parque Nacional do Iguaçu, o hotel permite que os hóspedes tenham acesso às Cataratas mesmo antes do parque abrir. Além de oferecer quartos com uma vista maravilhosa e restaurantes deliciosos.

Parque Nacional Iguazú

O lado argentino das Cataratas fica no Parque Nacional Iguazú. Lá tem várias opções de trilhas para se fazer, cada uma com níveis diferentes de dificuldade, de acordo com a quantidade de metros de caminhada. A mais tranquila tem 655 metros, enquanto a mais longa tem 7 mil metros.

O Trem da Selva faz um caminho de 25 minutos entre as estações Central e Garganta del Diablo. Além de ser um passeio ótimo, o trem é movido a gás natural e seu trajeto se converteu em um dos passeios mais atraentes do Parque.

A Garganta do Diabo é a maior e mais impressionante de todas as quedas das Cataratas do Iguaçu. Apesar da maior parte da queda ficar no lado argentino, ela é dividida pela linha de fronteira entre o Brasil e a Argentina, e os dois fornecem uma bela vista.

Conheça outros destinos no Sul do Brasil!

Voos de São Paulo e Rio de Janeiro para Foz do Iguaçu

Iniciamos hoje mais dois voos diários em Foz do Iguaçu. Ligando a cidade aos aeroportos internacionais de São Paulo e Rio de Janeiro. As novas operações complementam o destino paranaense, que passou a ser atendido diariamente no dia 6/03. Com um voo de ida e volta para Guarulhos.

“Iniciamos nossas atividades em Foz do Iguaçu em 6 de março, com o compromisso de oferecer um número adequado de frequências. A partir de hoje, os clientes têm à disposição mais opções de viagens em vários horários, o que é muito vantajoso – principalmente ao passageiro corporativo. A oferta também atende àqueles que embarcam ou chegam nos voos internacionais de conexão das nossas parceiras da Star Alliance”, disse Tarcísio Gargioni, vice-presidente da Avianca Brasil.

Foz do Iguaçu

No oeste Paraná,  a cidade tem cerca de 260 mil habitantes. Seu aeroporto fica próximo às famosas Cataratas do Iguaçu, a 13 quilômetros do centro da cidade.

Os bilhetes de e para a cidade paranaense estão disponíveis para compra pelo site da Avianca Brasil, pelos telefones 4004-4040 (São Paulo e principais capitais) ou 0300-789-8160 (demais localidades), e via agências de viagens.

As tabelas abaixo contêm mais informações sobre as operações da companhia no destino:

Voo Frequência Origem Partida Chegada Destino
6182 Diário São Paulo (Guarulhos) 9:15 10:50 Foz do Iguaçu
6183 Diário Foz do Iguaçu 18:05 19:55 São Paulo (Guarulhos)
6184 Diário São Paulo (Guarulhos) 12:25 14:10 Foz do Iguaçu
6185 Diário Foz do Iguaçu 14:43 16:30 São Paulo (Guarulhos)
6288 Diário Rio de Janeiro (Galeão) 15:00 17:15 Foz do Iguaçu
6289 Diário Foz do Iguaçu 11:30 13:35 Rio de Janeiro (Galeão)

Para saber mais sobre Foz do Iguaçu e seus atrativos, leia a nossa matéria do Blog neste link.

DestinosNacionaisNavegantes

O que fazer em Blumenau?

3 de maio de 2017 1 Comentário

Blumenau será atendida pelo aeroporto de Navegantes

A 59km do aeroporto de Navegantes (as operações da Avianca vão ter início no dia 15 de maio), Blumenau é oficialmente a Capital Brasileira da Cerveja.

Blumenau, Santa Catarina

Cheia de características alemãs em sua arquitetura, a cidade possui também uma diversidade de cervejarias artesanais na região e em municípios vizinhos. Além de muitos museus, igrejas, praças, atrativos naturais e monumentos.

É em Blumenau que acontece a maior festa alemã da América do Sul, a Oktoberfest. A primeira versão da festa, no Brasil, foi em 1984 e hoje já reúne mais de 500 mil pessoas por ano, fazendo de Blumenau o principal destino turístico de Santa Catarina no mês de outubro.

Blumenau - Santa Catarina

Não só a Oktberfest, a cidade também possui uma série de outros atrativos. Eventos, festas e festivais, como:

  • Festival Brasileiro da Cerveja
  • Sommerfest
  • Magia de Natal e Weihnachtsdorf (Vila de Natal)
  • Osterdorf (Vila de Páscoa)

No centro histórico, fica o patrimônio cultural edificado, a Catedral São Paulo Apóstolo. Diferente das igrejas católicas tradicionais, esta tem uma arquitetura moderna com pedras de granito vermelho.

CATEDRAL SÃO PAULO APÓSTOLO

Blumenau tem opções para todos os bolsos para hospedagem, entre hostels, pousadas e hotéis.

Para saber mais sobre a cidade, como chegar e onde se hospedar, acesse o site: turismoblumenau.com.br.

As passagens aéreas para Navegantes já estão à venda! Para comprar, acesse o site da Avianca Brasil ou entre em contato pelos telefones 4004-4040 (São Paulo e principais capitais) ou 0300-789-8160 (demais localidades) e via agências de viagens. Saiba mais aqui.

Balneário Camboriú será atendido por Navegantes

A 16km do aeroporto de Navegantes (as operações da Avianca vão ter início no dia 15 de maio), Balneário Camboriú é considerada capital catarinense do turismo.

Localizada no litoral norte de Santa Catarina, a cidade tem praias paradisíacas e atrações pro ano inteiro.

Balneario Camboriú

A Praia de Laranjeiras é uma das preferidas dos turistas. Além de uma água limpa e esverdeada, ela tem restaurantes para todos os gostos e bolsos. É daqueles tipos de praia que dá pra passar o dia todo e ainda levar uma lembrancinha para os amigos, aproveitando o artesanato local.

Praia de Laranjeiras, Balneario Camboriu. Santa Catarina

Praia de Laranjeiras

Existem vários passeios interessantes para se fazer na cidade, desde mergulhos, escunas e helicóptero, até os mais simples como caminhadas ao ar livre, que podem ser feitas em frente aos prédios ou mais perto das áreas verdes, em parques como o Unipraias, por exemplo. Este parque é muito conhecido pelos bondinhos, que interliga três estações: entre o lado sul da orla de Balneário Camboriú, o Morro da Aguada e a praia de Laranjeiras. É o único do mundo a ligar duas praias com uma vista privilegiada da Mata Atlântica e do mar.

Balneário Camboriú é muito valorizada pelas belezas naturais,mas também possui muitas opções noturnas, como bares, baladas e restaurantes. Durante a noite, vale a pena passear pelo calçadão central, nem que seja apenas para observar o movimento.

Balneario Camboriu

Para saber mais sobre a cidade, como chegar e onde se hospedar, acesse o site: http://www.secturbc.com.br.

Saiba mais aqui sobre as operações da Avianca Brasil para Navegantes, que se iniciam no dia 15/05.

As passagens aéreas para Navegantes já estão à venda! Para comprar, acesse o site da Avianca Brasil ou entre em contato pelos telefones 4004-4040 (São Paulo e principais capitais) ou 0300-789-8160 (demais localidades) e via agências de viagens.

DestinosNacionaisNavegantes

O que visitar em Itajaí?

19 de abril de 2017 2 Comentários

Itajaí é cheio de praias lindas. Veja quais conhecer.

A 24km do aeroporto de Navegantes (as operações da Avianca vão ter início no dia 15 de maio), Itajaí é uma terra cheia de encantos.

A cidade fica no litoral centro-norte do Estado de Santa Catarina, na margem direita do maior rio do estado.  Com mais de 180 mil habitantes, Itajaí está em constante crescimento, um local de riquezas históricas, culturais e tradicionais com festas típicas que acontecem durante o ano, cheias de boa gastronomia, entretenimento e cultura.

Igreja Matriz - Itajai

Igreja Matriz

 

Itajaí possui belíssimas paisagens naturais que não se pode deixar de visitar, campos e, principalmente, praias. Praia Brava, Praia da Solidão, Praia de Cabeçudas e Praia do Geremias. 

Itajaí - Praia Brava

Praia Brava

 

Itajai - Praia de Cabeçudas

Praia de Cabeçudas

 

Além disso, atrativos naturais como: Bico do Papagaio, Farol e Molhes da Barra, Morro da Cruz, Parque Natural Municipal da Atalaia, Saco da Fazenda e Viveiro Fazenda Nativa.

Também é possível praticar esportes de aventura nesses locais, e tem para todos os gostos. Caminhadas, surfe, cicloturismo, voo ao ar livre, trilhas, rapel…

Praia-Brava-Itajaí

Para saber mais sobre a cidade, como chegar e onde se hospedar, acesse o site visiteitajai.com.br.

As passagens aéreas para Navegantes já estão à venda! Para comprar, acesse o site da Avianca Brasil ou entre em contato pelos telefones 4004-4040 (São Paulo e principais capitais) ou 0300-789-8160 (demais localidades) e via agências de viagens. Saiba mais aqui.

DestinosNacionaisNavegantes

Voos para Navegantes

17 de março de 2017 3 Comentários

Nossos voos para Navegantes começam no dia 15 de maio. Compre já sua passagem.

Expandimos a nossa malha doméstica! Vamos iniciar as operações em Navegantes no dia 15 de maio. A venda de passagens já começou em todos os canais e vamos operar três voos (dois deles, diários) ligando a cidade ao aeroporto internacional de São Paulo (Guarulhos), inicialmente.

“Navegantes é um destino importante, não apenas por causa do forte apelo turístico, com as belas praias e resorts, mas porque a região do Vale do Itajaí abriga um dos principais pólos da indústria naval brasileira. Iremos oferecer uma frequência adequada à cidade, que tem essa forte demanda corporativa”. Disse Rodrigo Napoli, diretor Comercial da Avianca Brasil. “O investimento também demonstra nossa confiança na aviação nacional e reflete nosso compromisso com todo o Brasil, já que a aviação funciona como um indutor na economia, gerando empregos diretos e indiretos, com impactos positivos sobre dezenas de outros setores”.

Os voos serão operados pelas modernas aeronaves da Airbus. Somos a única do país a ter todos os assentos de todos os aviões classificados na categoria “A” da ANAC. Atestando conforto superior, e a oferecer sistema de entretenimento em 100% dos voos. Além disso, oferecemos também serviço de bordo aos nossos clientes, composto por sanduíches recheados, quentes ou frios, e bebidas variadas.

Os bilhetes estão disponíveis para compra pelo site www.avianca.com.br, pelos telefones 4004-4040 (São Paulo e principais capitais) ou 0300-789-8160 (demais localidades) e via agências de viagens.

A tabela abaixo contém mais informações sobre os novos voos:

Voo Frequência Origem Partida Chegada Destino
6104 Diário Guarulhos 08:30 09:45 Navegantes
6105 Diário Navegantes 10:20 11:35 Guarulhos
6106 Seg. a Sex. Guarulhos 13:20 14:35 Navegantes
6107 Seg. a Sex. Navegantes 15:05 16:20 Guarulhos
6108 Diário Guarulhos 17:35 18:50 Navegantes
6109 Diário Navegantes 20:00 21:15 Guarulhos

Saiba mais sobre os destinos atendidos pela Avianca Brasil aqui.

DestinosHospedagemInternacionais

O que visitar em Madrid?

5 de janeiro de 2017 1 Comentário

Uma viagem a Madrid deve começar pela visita a Puerta del Sol, é o que dizem… Depois de seguir à risca esse conselho, discordo que seu roteiro também deva começar assim.

Madrid

Existe muita história por trás do burburinho de um dos pontos mais movimentados de Madrid. Em formato circular e com várias ruas saindo como raios em direção à cidade – daí vem o nome Puerta del Sol –, a praça tem duas estátuas importantes: a de Carlos III, sempre lembrado pelas melhorias que fez por Madrid durante seu reinado da Espanha, entre 1759 e 1788; e o famoso monumento “El Oso y el Madroño”, símbolo madrilenho que representa a fertilidade e as terras de cultivo com a imagem de uma ursa e um arbusto.

Também é aqui que fica a Casa de Correios e o emblemático relógio que dá as 12 badaladas à meia-noite do 31 de dezembro, quando muitos festejam a chegada do ano novo com o curioso ritual espanhol de comer 12 uvas nos primeiros 12 segundos – uma a cada campanada. Um olhar atento para as laterais da Puerta del Sol também revela uma placa que faz referência à batalha dos mamelucos de 1808 e outra em agradecimento às ajudas recebidas após o atentado de março de 2004 na estação de trem Atocha.

Madrid

A Plaza Mayor

Com uma importância histórica sem igual, a Puerta del Sol é um ícone de Madrid, mas está longe de ser o passeio mais apaixonante para a estreia da visita à cidade. O charme das construções antigas, da efervescência cultural, dos jardins bem cuidados e da rica gastronomia está em outro lugar. A própria Plaza Mayor, que fica a uma rápida caminhada da Puerta del Sol, ganha a cena com seus prédios baixos de arquitetura barroca pintados de vermelho e branco, rodeando toda a praça e acolhendo restaurantes com mesas na rua e guarda-sóis.

Criada para ser um mercadão do século 16, a Plaza Mayor teve seus dias de zona comercial de pães, carnes, legumes, verduras e frutas. Hoje, por trás de cada janelinha vivem famílias – à exceção da pequena fachada de desenhos coloridos que abriga a secretaria de turismo. De todos os lados, o acesso à Plaza Mayor é feito por arcos e passarelas, que levam em direção a esse marco madrilenho já reconstruído três vezes por conta de incêndios. Não há dúvidas de que, vira e mexe, suas andanças pela capital desembocarão – quase sem querer – na Plaza Mayor.

 

Madrid
Da Plaza Mayor à realeza

Caminhando para o outro lado de Madrid, o Palácio Real fica a menos de 1km de distância da Plaza Mayor.  Carlos III foi o primeiro rei a morar no suntuoso palácio de mais de 4 mil cômodos. A visita pelo interior impressiona pela riqueza dos quartos. Eles são excessivamente decorados com tapeçarias, porcelana e obras de arte de artistas, como Goya, Velázquez e Caravaggio. Ao lado do Palácio estão a Catedral de la Almudena, construção em homenagem a uma santa árabe, inaugurada em 1983, e os Jardins de Sabatini, tão bem cuidados quanto o francês de Versalhes.

A guia brasileira Andrea Lima nos acompanha por essas andanças. Mostrou o prédio onde morava Velázquez, pintor oficial da corte espanhola nos anos 1620.

“É do lado do Teatro Real, onde acontecem apresentações de ópera, por isso é comum ver pessoas com roupas de gala e segurando seus binóculos passando por aqui”. Explica Andrea, fundadora da empresa de turismo Descubra Madrid que, há cinco anos, oferece tours para brasileiros. Podem ser feitos a pé ou de carro e incluem passeios de um dia para as cidades vizinhas.

Clássico madrilenho

Para fechar uma autêntica viagem madrilenha, o roteiro inclui a “hora do vermute”. A bebida é à base de vinho, vodca, ervas e especiarias. Voltou à moda e virou a queridinha para começar o dia “tapeando”. As tapas viraram verbo  e motivo para seguir de bar em bar no sábado ou domingo à tarde.

“A hora do vermute começa ao meio-dia. Vamos indo pela rua em vários bares, até terminar o dia em uma balada, teatro ou jantar”. Conta Carlos Calvo, gerente do hotel ME Madrid, revelando que a Calle Ponzano é o destino preferido para a noite.

Aos domingos à tarde, é a região La Latina que vibra com bares e mesas ao ar livre. Muitas pessoas “salindo de caña” – outra expressão importantíssima, que significa sair para beber cerveja. Os domingos também são movimentados nessa região. El Rastro é uma feirinha de rua que acontece aos domingos há 400 anos na rua Ribera de Curtidores. Vendedores de antiguidades e quinquilharias se reúnem entre fotogênicos prédios baixos com sacada de ferro. Atraindo milhares de pessoas para suas barraquinhas. Uma muvuca boa para deixar lembranças animadas de Madrid.

Hotel Ritz - Madrid
Onde ficar

No palácio da Belle Époque, o hotel Ritz nos leva de volta aos tempos de sua inauguração. Nesta época, ela foi exclusiva para os convidados do rei Afonso XIII. Muitos detalhes são preservados: os tapetes persas feitos à mão, a fachada de pedra branca, os lençóis de linho. Além do deslumbrante jardim que fazia parte do Real Jardim Botânico. Hoje recebe eventos, jantares e o tradicional brunch de domingo.

As 108 suítes já hospedaram celebridades, como Nelson Mandela, Frank Sinatra e Eva Perón. Elas têm decoração palaciana e varandinha com vista para o Museu do Prado e Triângulo de Ouro da Arte. O hotel foi comprado pelo grupo Mandarin Oriental em 2015 e passará por uma restauração em breve.

Como chegar

A Avianca Brasil tem acordo de codeshare com a Air Europa, companhia aérea espanhola. Com isso, o bilhete aéreo pode ser comprado pelo site da Air Europa ou da própria Avianca Brasil. Operado diariamente em um avião Boeing 777-300, o voo é direto.

Voo para Madrid (MAD): 16:05 São Paulo (GRU) – 05:30 Madrid (MAD)

Por Camila Silva Balthazar