Categoria

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

O clima do Rio de Janeiro durante o inverno é predominantemente seco. As temperaturas são mais amenas do que as do verão, variando entre 18°C e 25°C. Geralmente o sol está presente e há ventos frios.

Os banhos nas águas dos mares cariocas são menos frequentes nessa época do ano. Porém, há muitas atrações que podem ser melhor aproveitadas na baixa temporada.

Sabe aqueles pontos turísticos que estão sempre lotados nos meses das férias de verão, como o Cristo Redentor, o Museu do Amanhã e o Bondinho? Então, o inverno é a época certa para visitá-los. Você não precisa disputar lugar com dezenas de turistas.

Para quem gosta de esportes e do contato com a natureza, o inverno é também um ótimo momento para visitar parques e fazer trilhas. Veja o que fazer!

#1 Passeie pelo centro do Rio de Janeiro

Visite as atrações do centro do Rio com tranquilidade, sem pegar as grandes filas dos museus. Tire fotos da área revitalizada sem que outras pessoas façam parte do seu registro.

Você pode começar o passeio pela Igreja de Nossa Senhora da Candelária e depois visitar espaços culturais. Entre eles o Centro Cultural Banco do Brasil, o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio.

Passe pela Praça Mauá e caminhe pela região portuária até o AquaRio – Aquário Marinho do Rio de Janeiro. Aproveite o passeio pelo centro para degustar as delícias da Confeitaria Colombo fundada em 1894.

#2 Conheça os famosos Pontos Turísticos

Aproveite para fazer os passeios que geralmente são os mais disputados da cidade do Rio de Janeiro: o Corcovado e o Pão de Açúcar.

Fique atento se o céu está sem nuvens e neblina antes de subir ao Cristo Redentor. Tente fazer o passeio no final da manhã.

Se quiser apostar em uma maneira diferente de subir o Morro da Urca, utilize a trilha. Você pode continuar a subida ao Pão de Açúcar e/ou descer o morro de Bondinho.

#3 Admire as belezas naturais e históricas

Além de ser tranquilo e bonito, o Parque Lage proporciona uma vista bem legal do Cristo Redentor em meio a paisagem que o cerca. O local abriga ainda um café no pátio de um palacete histórico.

Caminhe às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas até a altura da Rua General Garzon, que nos leva para o próximo ponto a ser desbravado – o Jardim Botânico – e aprecie mais um dos cenários incríveis do Rio de Janeiro.

Conheça o Jardim Botânico do Rio de Janeiro com sua grande diversidade de flora, monumentos e instituto de pesquisa.

#4 Relaxe nas praias e aplauda o pôr do sol no Arpoador

Pode ser que você não tenha coragem de entrar no mar, mas as praias continuam lindas e prontas para serem admiradas.

Por isso, passe alguns momentos nas areias cariocas descansando, caminhe pelos calçadões, pedale pela ciclovia, tome uma água de coco e no fim da tarde vá ao Arpoador para recarregar as energias com um belíssimo pôr do sol.

#5 Faça trilhas

No verão, o calor do Rio de Janeiro é bastante intenso, o que torna as subidas nas trilhas mais desgastantes do que no inverno.

O clima mais ameno ajuda quem quer se arriscar em uma atividade física para ver a Cidade Maravilhosa do seu melhor ângulo: do alto.

As trilhas mais famosas são: Pedra Bonita, Pedra da Gávea, Morro Dois Irmãos, Costão de Itacoatiara, Pedro do Telégrafo e Trilha da Urca.

 

Conheça mais atrações do Rio de Janeiro!

Saiba o que fazer em um dia no Rio!

DestinosNacionaisRio de Janeiro

Parabéns Rio!

1 de março de 2014 0 comentário

AAAAAAAAAAA

Se existe um lugar no mundo que sempre surpreende, não importa quantas vezes você visite, esse lugar é o Rio de Janeiro!

Hoje a cidade completa 449 anos e a melhor maneira de homenagea-la, é dando as dicas de como aproveitar tudo que ela tem para oferecer. Opções para todos os gostos e bolsos não vão faltar, afinal não é qualquer cidade que é mundialmente conhecida como “Cidade Maravilhosa”!

Pra começar muito bem o dia, experimente tomar café da manhã no Parque Lage. Difícil definir o que encanta mais, se são as opções do D.R.I bar, ou se é a experiência de tomar café contemplando os jardins do Parque, o Corcovado e o Cristo Redentor. Nada mal começar a dia assim né?

Se você é fã de praia, não precisa nem se preocupar para onde ir depois do café, a cidade tem praias maravilhosas de ponta a ponta, de norte a sul, do Leme ao Pontal (Obrigado Tim). Mas se você procura um programa diferente, que tal um passeio pelo centro da cidade? Não importa a sua religião, a Igreja de São Francisco da Penitência é parada obrigatória. Com arquitetura barroca e toda revestida em ouro, é considerada uma das igrejas mais bonitas do Brasil!

Ainda pelo centro, outro ponto imperdível é o Theatro Municipal. Eleito uma das 7 maravilhas do Rio de Janeiro, é a principal casa de espetáculos do Brasil. Mas fique atento, as visitas são guiadas, por isso é importante agendar com antecedência para não perder a viagem.

A pouco mais de 1 km do Municipal, você vai encontrar uma das regiões mais boemias e “cariocas” da cidade: o bairro da Lapa. Lá você vai encontrar diversas opções de bares e restaurantes, e ainda vai conhecer um dos cartões postais carioca, os Arcos da Lapa.

Se a sua é esporte, o Rio de Janeiro é a cidade ideal. Com opções no mar, na terra e no ar, a cidade oferece desde a adrenalina de um voo de asa delta, até uma divertida e surpreendente pedalada pela orla carioca.

Com o final do dia se aproximando, a melhor pedida é ir admirar o por do sol da Mureta da Urca. De lá, você vê o sol se despedindo da Baía da Guanabara, proporcionando uma das mais belas vistas da cidade.

Pra fechar o dia com chave de ouro, você tem que conhecer um dos botequins mais tradicionais do Rio, o Jobi. Fundado em 1956, ele é uma das opções mais procuradas pelos turistas e moradores da cidade em busca de uns bons petiscos e claro, um chope gelado.

É por essas e por muitas outras opções que o Rio continua surpreendendo quem o visita.

Parabéns Rio de Janeiro!

 

 

Parque Lage: Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico

Igreja de São Francisco da Penitência: Largo da Carioca, 5 – Centro

Theatro Municipal: Praça Marechal Floriano, s/n – Centro

Arcos da Lapa: Praça Cardeal Câmara, s/n – Largo da Lapa

Mureta da Urca: Rua Cândido Mendes – Urca

Jobi: Av. Ataulfo de Paiva, 1.166 – Leblon

Época de férias e um monte de gente me liga, manda e-mail, inbox, tuíta,… Perguntando: pra onde eu vou viajar. Muitos querem dicas, sugestões inesperadas, roteiros fora do padrão, destinos inexplorados… E quase todos acabam se decepcionando com a resposta. A grande verdade é que, para alguém que viaja como profissão, a última coisa que quero fazer quando tenho um tempinho para dedicar aos amigos e família é viajar.

Não me entendam mal, eu amo o que faço! Acho que viajar é a maior aula que a vida pode oferecer e não perco a oportunidade de desbravar praias virgens na Grécia, curtir as delícias culturais da Europa ou me divertir nos brinquedos novos da Disney. Mas a questão é que, esse período de recesso e férias coletivas é quando posso estar junto dos meus amigos e familiares. Portanto, não faz sentido se aventurar solitário, em casal ou com um grupo específico de companheiros quando posso ficar na minha “hometown” e dedicar uma enormidade de dias, eventos e programações a meu (felizmente) imenso grupo de amigos do peito.

Minha cidade Natal, no caso, é o Rio de Janeiro. Consequentemente, existe uma boa quantidade de roteiros que já percorri por aqui com amigos locais e visitantes. Sendo assim, o que não faltam são roteiros diferenciados. Do Turistão Básico ao Viajante Tradicional passando pelo Explorador Alternativo. Deixarei aqui, então, alguns dos points mais deliciosos de minha amada e exaustivamente explorada cidade natal do Rio de Janeiro. Locais que podem agradar a todos os gostos e que nem sempre são encontrados nos Guias mais comuns.

Segue, roteiro do Fran de um dia na Cidade Maravilhosa:

 1- Café da manhã no Forte de Copacabana: OK, talvez este seja mais comum, mas a dica aqui é chegar cedo. Antes das 10h, o horário mais fácil de achar vaga na área, é quando o Forte abre as portas para os visitantes. Assim você consegue garantir uma mesa na Confeitaria Colombo e provar a Torrada Petrópolis com Vaca Preta (Sorvete de Creme com Coca-Cola).

 2- SUP em Copa: Stand Up Paddle é a modalidade de esporte que contagiou o Rio e a melhor maneira de praticar um esporte leve e prazeroso logo pela manhã. Parece mais difícil do que é. Em alguns segundos qualquer um consegue se equilibrar em pé na prancha e passear a remadas pelo canto da praia de Copacabana e observar sua beleza do melhor ângulo: o de dentro da água. Tombos são refrescantes, divertidos e parte da experiência.

 3- Almoço em Santa Teresa: o Aprazível é o lugar! Ambiente agradável e uma vista deslumbrante (desta vez, do alto). E a comida é excelente! Você consegue até vistas melhores, mas sem esforço e acompanhada de uma caipirinha e um prato de filé de tilápia com arroz de coco, só aqui mesmo.

 4- Trilha do Morro Dois Irmãos: O café foi light, o esforço do SUP não foi quase nada e o almoço foi leve e tranqüilo. Há espaço para fazer uma trilha até o alto do Morro Dois Irmãos. São apenas 40 minutinhos e não têm escaladas ou trechos radicais como a da Pedra da Gávea ou cachoeira do Horto. Lá do alto você tem uma das vistas mais lindas da Lagoa Rodrigo de Freitas, o único ângulo em que ele forma a imagem de um coração.

 5- Chopp na Mureta da Urca: Para fechar o dia com chave de ouro! E chopp gelado! E mais uma vista deslumbrante da cidade mais linda do mundo! 😉

 

 

André Fran é um dos apresentadores do programa “Não Conta lá em Casa” cuja temporada em Israel e Palestina vai ao ar toda 5a feira às 21h30 no canal Multishow.