Categoria

Preparativos

As diferenças entre viajar de carro ou de avião causam dúvidas em muitos turistas. E não é para menos, afinal, as duas modalidades apresentam vantagens.

O planejamento da viagem deve ser feito com atenção para que o período resulte em boas experiências e lembranças. Por isso, além de definir a hospedagem e o roteiro, é importante escolher o meio de transporte adequado.

viajar de carro ou de avião

Pensando nisso, no post de hoje, vamos mostrar o que você deve considerar antes de escolher viajar de carro ou de avião. Continue a leitura e saiba mais!

Quando a viagem de carro é mais indicada?

As viagens de carro, geralmente, são mais indicadas para trajetos de curta duração. Assim, o motorista e os acompanhantes não ficam cansados com o percurso.

Para viagens organizadas em cima da hora, essa modalidade também pode ser mais interessante. Como nesses casos é um pouco mais difícil encontrar assentos livres em voos com horários convenientes, o trajeto terrestre se torna uma boa opção.

Quem deseja visitar mais de uma cidade, e tem um tempo longo para o passeio, pode optar pela viagem de carro para apreciar a paisagem e ter mais flexibilidade no percurso. Contudo, antes de planejá-la, é importante pesquisar sobre a situação das rodovias e fazer um levantamento dos custos com pedágio e gasolina, além da manutenção do veículo.

Algumas pessoas preferem viajar de carro para facilitar o deslocamento no destino, contudo, é preciso avaliar bem esse fator. Em determinadas regiões o trânsito é intenso, o que pode prejudicar o passeio. Em muitos casos, a melhor alternativa é optar pelo transporte público ou aplicativos de táxi.

Quando a viagem de avião é a melhor opção?

A principal diferença entre viajar de carro ou de avião é a rapidez, já que com o transporte aéreo é possível chegar em um tempo menor ao destino.

Para você ter uma ideia, o deslocamento entre São Paulo e Salvador por via terrestre dura cerca de 26 horas, sem considerar o período de pausas para refeições, pernoite e etc. Já o percurso de avião dura aproximadamente 2 horas e 20 minutos.

Além da viagem de avião ser a melhor opção para longas distâncias, ela também é indicada em outros casos. Confira!

Viagem solo

Se você pretende viajar sozinho, o deslocamento aéreo pode apresentar melhor custo-benefício e mais comodidade.

Para saber se essa opção é a mais vantajosa, é preciso calcular os custos com combustível, pedágios e desgaste do carro. Como não haverá amigos para dividir a conta e o volante, dependendo da distância, viajar de avião será mais econômico.

Além disso, você pode parcelar o valor da passagem para tornar a viagem mais acessível, ou ainda utilizar um programa de milhas.

Período curto para a viagem

Conseguiu uma folga ou tem poucos dias de férias? Nesses casos, a viagem de avião é a melhor alternativa. Assim, você pode aproveitar o tempo livre para passear pela cidade, conhecer os atrativos da região, entre outras atividades.

Em feriados, por exemplo, a movimentação nas estradas é intensa, por isso, o avião é mais vantajoso para quem não quer perder o tempo de folga no trânsito.

Baixa temporada

Planejar uma viagem na baixa temporada é bastante positivo, pois você encontra locais mais vazios, além de hospedagens e voos com bom custo-benefício.

Antes de definir viajar de carro ou de avião, verifique os preços das passagens aéreas. Em muitos casos, elas podem ser mais econômicas que os custos de um trajeto de carro.

Promoção de passagens

As tarifas promocionais também tornam a viagem de avião economicamente mais vantajosa. Cadastre-se no site da companhia aérea para receber informativos sobre descontos e fique atento às promoções.

Outros diferenciais da viagem de avião são a segurança e a tranquilidade para o deslocamento, já que muitos trechos rodoviários têm estradas de má qualidade e excesso de caminhões.

Como escolher a melhor modalidade?

Acima listamos as principais características de cada modalidade. No entanto, a escolha entre viajar de carro ou de avião dependerá de seus interesses, do perfil da sua viagem, além do tempo e orçamento disponíveis.

Faça um levantamento dos custos e veja o que é mais importante no seu caso. Se você não teve tempo de planejar o passeio, mas o local é próximo, o carro pode ser uma boa alternativa.

Agora, se você quer priorizar o tempo no destino ou ter mais conforto para o deslocamento, por exemplo, a viagem de avião será a melhor opção.

Como se preparar para uma viagem de avião?

Você analisou as principais diferenças entre viajar de carro ou de avião e optou pelo transporte aéreo? Essa modalidade tem algumas particularidades e recomendações. Veja, a seguir, como se preparar para a viagem:

  • pesquise as passagens. Analise o valor das passagens com antecedência para conseguir bons horários e valores;
  • prepare a bagagem. As bagagens da viagem de avião devem ter peso e dimensões adequadas. A mala de mão, por exemplo, não pode ter mais de 10kg. Se você adquirir franquia de bagagem, poderá despachar uma mala de até 23kg;
  • separe a documentação. Para o embarque em voos domésticos é preciso apresentar um documento original com foto;
  • planeje a chegada ao aeroporto com antecedência. Em voos nacionais, o recomendado é chegar cerca de 1 hora antes do horário de embarque para realizar o check-in e despachar as malas;
  • faça o check-in online. Para facilitar os procedimentos de embarque, você pode realizar o check-in online a partir de 72 horas antes do voo;
  • prepare sua mala de mão. Cada passageiro pode embarcar com uma mala de mão e um item pessoal. Separe os produtos que podem ser necessários durante o voo, como blusa de frio, itens de higiene e remédio, e coloque-os nesse acessório;
  • cuidado com a alimentação antes do voo. Se você tem enjoo em viagens de avião, evite consumir alimentos pesados ou bebidas alcoólicas antes de embarcar.

Esses são os pontos que devem ser considerados antes de decidir viajar de carro ou de avião. Esperamos que o texto tenha esclarecido suas dúvidas e que você tenha uma boa experiência em sua próxima viagem!

E que tal começar a organizar sua viagem de avião hoje mesmo? Acesse o site da Avianca e conheça nossos destinos nacionais!

Os procedimentos para viajar de avião com crianças causam dúvidas em muitos pais, principalmente pelo fato de que muitas delas ficam entediadas e irritadas durante o trajeto.

Contudo, não dá para fugir de situações como essa, especialmente se você planeja organizar uma viagem em família para destinos mais distantes e precisa do transporte aéreo.

A boa notícia é que algumas atitudes podem facilitar a organização da viagem, tornando o período mais agradável. Quer saber quais são elas? Confira o texto e veja as nossas dicas sobre o assunto!

Viajar de Avião com Crianças

Conheça as regras para viajar de avião com crianças

O primeiro passo para uma viagem de sucesso é se informar sobre as regras e valores para embarcar com crianças.

Valor das passagens

O preço da passagem depende da política de cada companhia aérea. Geralmente, nos voos nacionais, em classe econômica, é cobrada uma taxa simbólica para crianças com menos de 2 anos, que devem viajar no colo de um adulto.

Já em voos internacionais é cobrada uma porcentagem do valor total da passagem, mais as taxas de embarque e impostos. As passagens para crianças entre 2 e 12 anos, em rotas domésticas, costumam ter 25% de desconto sobre a tarifa do adulto.

Documentação

A documentação varia de acordo com o destino da viagem. Em geral, é necessário levar:

  • certidão de nascimento ou documento de identidade, para voos nacionais;
  • documento de identidade em boas condições, para destinos da América do Sul;
  • passaporte e visto (se necessário), para outros destinos internacionais.

Se a criança tiver menos de 12 anos e for viajar com um adulto sem comprovação de parentesco, é preciso apresentar uma autorização assinada pelos pais, com firma reconhecida.

É possível contratar o serviço de Assistência a Menores Desacompanhados para jovens de 5 a 18 anos incompletos, sendo que para menores de 12 anos o serviço é obrigatório.

Já em voos internacionais, caso o jovem (menor de 18 anos) viaje apenas com um dos pais, com parentes de até 3 º grau ou com pessoas sem parentesco, os responsáveis devem emitir uma autorização.

Embarque e acomodação no voo

Ao viajar de avião com crianças de colo, você terá preferência no embarque, o que é positivo para acomodar as bagagens mais facilmente. No entanto, se conseguir entrar por último é melhor, pois assim você evita que os pequenos fiquem irritados antes mesmo da decolagem.

Outro ponto importante é que a maioria das aeronaves oferece berços para bebês com até 10 kg. Verifique a disponibilidade do serviço, as regras de uso, os assentos específicos e o período de reserva — normalmente, isso é feito em até 24 horas antes do embarque.

Mala de mão

Ao viajar de avião com crianças de até 23 meses é preciso organizar a mala de mão com cuidado e levar os itens necessários para qualquer imprevisto.

A dica é dividir a bagagem. Organize uma mala de bordo para seus pertences e uma mochila ou bolsa com os produtos do bebê, contendo lenços umedecidos, mudas de roupa, fraldas, trocador, mamadeiras, remédios, termômetro digital, alimentos, brinquedos, cobertor etc.

Além da bagagem de mão, você também terá direito a levar, gratuitamente, um bebê conforto ou um carrinho, que poderá ser despachado na porta da aeronave, facilitando o deslocamento dos pequenos por todo o trajeto.

Já as crianças acima de 2 anos têm direito a mala de mão e franquia de bagagens, conforme o serviço contratado.

Alimentos na bagagem de mão

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) esclarece que os alimentos para bebês e líquidos de dietas especiais podem ser transportados em quantidade satisfatória para o período total do voo.

O embarque com líquidos é bastante rígido em voos internacionais, a dica é levar o leite em pó em potes com as medidas exatas para a duração da viagem, ou em uma embalagem lacrada, e solicitar água mineral durante o voo para preparar as mamadeiras.

Checklist: 9 dicas para fazer o tempo voar

Agora que você já conhece os principais procedimentos para viajar de avião com crianças, continue a leitura e veja algumas dicas para tornar esse período mais agradável para os pequenos e para toda a família.

1. Opte por voos noturnos

Se o destino for distante, a melhor alternativa são os voos noturnos e, se possível, sem escalas. Assim, a chance da criança dormir em grande parte do trajeto é maior, minimizando o desconforto com a viagem.

2. Coloque alguns brinquedos na mala de mão

Livros, itens para desenho, brinquedos ou jogos eletrônicos sem som são ideias interessantes para entreter as crianças durante a viagem — e não incomodam os outros passageiros.

3. Utilize o entretenimento de bordo

Algumas companhias aéreas oferecem entretenimento de bordo, inclusive com filmes infantis. Sendo assim, ao viajar de avião com crianças, opte por empresas que ofereçam essa comodidade.

4. Vista as crianças com roupas confortáveis

Opte por vestir as crianças com peças confortáveis e que sejam fáceis de trocar. Assim, se cair algum líquido ou comida na roupa, a substituição será mais simples.

Embora as aeronaves contenham trocadores nos banheiros, a dica é trocar a fralda dos bebês um pouco antes do embarque para reduzir esse processo dentro do avião.

5. Ofereça refeições leves antes da viagem

Comidas leves são a melhor alternativa para não causar mal-estar ou enjoo durante o trajeto. Leve alimentos que as crianças gostem e com os quais estejam acostumadas, como frutas secas, biscoitos, leite em pó e outros itens que não necessitam de refrigeração.

6. Veja se há refeições especiais para crianças

Normalmente, em voos internacionais há comidas específicas para bebês e crianças. Veja se isso se aplica no seu caso e solicite a refeição especial no momento da compra da passagem ou pela central de atendimento.

7. Dê algo para a criança sugar ou mastigar durante a decolagem e o pouso

Os momentos de decolagem e pouso podem causar incômodos no ouvido devido à diferença da pressão atmosférica. Para aliviar a situação, a dica é amamentar o bebê nesse período ou dar algo para que ele possa sugar, como uma chupeta.

8. Separe os medicamentos necessários

Se seu filho faz uso de algum medicamento, separe os itens necessários e a receita médica para acomodar na mala de mão.

Outra recomendação é levar a criança ao médico alguns dias antes da viagem para se informar sobre os medicamentos de primeiros socorros mais adequados para ela, como antitérmico, antialérgico e remédio para enjoo.

9. Procure manter a calma em caso de choro

Se seu filho começar a chorar durante o voo, procure manter a calma. O nervosismo dos pais pode aumentar a irritação das crianças.

O melhor a se fazer em situações como essa é oferecer algo para comer ou um brinquedo para se distrair.

Essas são as principais dicas para viajar de avião com crianças e fazer com que o período seja agradável para todos. Depois dessa etapa, é só aproveitar o destino e os dias de lazer e descanso com a família.

Está em busca de passagens aéreas para sua próxima viagem em família? Entre em contato conosco e conheça nossas rotas.

Seja para frequentar belas praias, aproveitar os preços convidativos dos outlets ou mesmo sair da rotina em um país de primeiro mundo, viajar para Miami é sempre uma experiência inesquecível.

É possível deixar o passeio ainda mais especial, escolhendo um hotel que atenda a suas necessidades e ainda ofereça um ótimo custo-benefício. Para ajudar você a decidir onde ficar em sua próxima estadia nos Estados Unidos, apresentamos os 10 melhores hotéis em Miami na avaliação dos hóspedes. Confira!

1. Aloft Coral Gables

Esse hotel é um dos preferidos em Miami por turistas de todo o mundo. E os motivos não são poucos.

Com wi-fi gratuito em todas as dependências, o Aloft Coral Gable ainda conta com piscina, academia e lounge. Os quartos são muito elogiados pelos hóspedes e todos têm banheiro privativo, mesa de trabalho, ar-condicionado e TV.

Mas a grande vantagem do Aloft Coral Gable é a localização. Fica a apenas 500 m da Miracle Mile Miami — parada obrigatória para quem deseja fazer compras — e a 5 km do Aeroporto Internacional de Miami.

2. Homewood Suites by Hilton Miami Dolphin Mall

Quem preza por uma boa relação custo-benefício não pode deixar de considerar essa opção. Isso porque, além de alguns dos quartos terem cozinha equipada com micro-ondas e geladeira, o Homewood Suites by Hilton Miami Dolphin Mall também serve diariamente um café da manhã continental. Outras vantagens são a piscina, a academia e o minigolf.

Se a ideia é aproveitar a viagem para ir às compras, esse hotel é um dos mais indicados, uma vez que fica a 500 m do shopping Dolphin Mall, que conta com alguns dos melhores outlets da cidade. O Aeroporto Internacional de Miami, por sua vez, está a 10 km do Homewood Suites.

3. EB Hotel Miami Airport

Se a ideia é aproveitar a estadia nas terras do Tio Sam para relaxar com muito conforto, você não pode deixar de conhecer o EB Hotel Miami Airport.

A apenas 4 km do Aeroporto Internacional de Miami, esse hotel conta com amplos apartamentos com TV de tela plana, wi-fi e mesa de trabalho. Os banheiros são um dos grandes diferenciais, já que são equipados com box espaçoso e chuveiro duplo.

Os hóspedes também podem usufruir de academia 24 horas totalmente equipada, bar e piscina. Há opções de diária com café da manhã e também serviço de traslado para o aeroporto.

4. Element Miami Doral

Se a sua viagem a Miami será em família, considere fazer uma reserva no Element Miami Doral. As acomodações são equipadas com TV, wi-fi e cozinha com geladeira, micro-ondas e utensílios. O banheiro privativo dispõe de secador de cabelo.

Entre as outras vantagens desse hotel estão o serviço de lavagem a seco, a facilidade de um mercadinho e a disponibilização de bicicletas. É perfeito para quem quer aproveitar a viagem para compras, já que fica a 5 minutos de carro do Dolphin Mall e de vários outlets.

5. SpringHill Suites by Marriott Miami Doral

Quando estamos de férias, nada melhor do que experimentar novos sabores e aproveitar a gastronomia local. O SpringHill Suites by Marriott Miami Doral é muito elogiado pelos hóspedes por seu café da manhã completo, com itens frescos. Além disso, nas proximidades há várias opções de restaurantes e outros comércios, como o Dolphin Mall (a 2,8 km de distância).

As acomodações também merecem destaque, já que contam com sofá-cama, TV de tela plana e cozinha compacta, com micro-ondas e geladeira pequena. Outra vantagem é a lavanderia self-service.

6. Hampton Inn & Suites by Hilton Miami Downtown/Brickell

Essa opção é a ideal para quem quer ficar no coração de Miami e aproveitar a vida noturna. O Hampton Inn fica a 1 minuto da estação Brickell do Metromover, em área cercada de ótimos bares e restaurantes. Para repor as energias, é possível desfrutar de um café da manhã completo e gratuito.

As acomodações são confortáveis e equipadas com TV de tela plana, secador de cabelo, cofre, entre outras facilidades.

7. Hyatt Centric Brickell Miami

Se para você um hotel em Miami precisa contar com uma bela vista, o Hyatt Centric Brickell Miami pode ser exatamente o que você procura!

Localizado em uma das melhores áreas da cidade (próximo ao Bayfront Park e a 2,3 km do Porto de Miami), esse hotel oferece acomodações confortáveis e com várias facilidades, além de servir diariamente um delicioso café da manhã continental.

Para quem gosta de passeios culturais, outra vantagem é a proximidade do Adrienne Arsht Center for the Performing Arts e da Villa Vizcaya.

8. SLS LUX Brickell

Conforto, sofisticação e praticidade. Tudo isso você encontra no SLS LUX Brickell, localizado no coração da cidade — a 15 minutos a pé do Bayfront Park.

O grande diferencial desse hotel é a beleza dos jardins e da piscina, que oferecem um ambiente perfeito para renovar as energias e relaxar. As acomodações são modernas, confortáveis e, além do café da manhã, o hotel também oferece um excelente restaurante com pratos da culinária japonesa.

9. EAST, Miami

Para elevar a sua experiência na cidade a outro nível, conheça o EAST, Miami. Isso porque ele está localizado no Brickell City Center — um mall com lojas premium, restaurantes, cinema, bares, spas etc.

Além disso, o EAST conta com 4 piscinas (incluindo olímpica e de hidromassagem) e suítes modernas, com TV 50″ e varanda. No 40º está o rooftop, onde os hóspedes podem curtir as baladas apreciando a bela vista da cidade.

10. Hotel Beaux Arts

Não podíamos finalizar a nossa lista de hotéis em Miami sem citar uma opção bem perto da praia — mais precisamente a 11 minutos a pé! Além disso, o Hotel Beaux Arts conta com quartos espaçosos equipados com TV, sofá, Apple iPad e máquina de café expresso. Outro grande diferencial é o Bistro Modern, que oferece pratos da culinária francesa, e o Met Café and Bar, especializado em cozinha internacional.

Como você viu, o que não faltam são hotéis em Miami que esbanjam conforto, praticidade e ainda cabem no bolso. Então, está esperando o que para fazer a sua reserva?

E para continuar planejando cada detalhe da sua viagem, confira o nosso post sobre o que fazer em Miami Beach.

Garanta agora mesmo a sua passagem área para Miami!

São tantos tipos de mala que fica difícil definir qual é a melhor, não é mesmo? As principais diferenças estão no tamanho e nos materiais dos produtos. Mas, há ainda outros fatores que devem ser analisados para a escolha da mala perfeita!

É fundamental ter um equipamento apropriado para suas necessidades e para o porte de sua viagem. Do contrário, isso pode gerar transtornos, como dificuldades para locomoção, peso e tamanho acima do permitido, Além de confusão com a bagagem de outros passageiros, entre outros imprevistos.

Se você precisa comprar uma mala para sua viagem e está com dúvidas sobre qual modelo escolher, acompanhe o texto e veja quais critérios considerar antes de tomar sua decisão. Boa leitura!

Quais as principais diferenças das malas?

Tanto as viagens mais curtas quanto as mais longas, como férias ou destinos internacionais, precisam de uma bagagem adequada. Afinal, ela é essencial para levar os itens que você utilizará no passeio. Evite transtornos como a falta de peças de frio ou de um tênis para atividades esportivas.

Além de ficar atenta para não esquecer nada importante, é necessário investir em malas com boa estrutura. Para armazenar seus objetos pessoais de forma segura e evitar que elas quebrem durante a viagem. Veja a seguir as principais características das malas:

Tamanhos

Normalmente, as malas de viagem são classificadas em P, M ou G, mas pode haver variações na dimensão e na capacidade, de acordo com cada marca.

O tamanho da mala ideal dependerá da duração de seu passeio e da temperatura do local. Quem embarca em um feriado para destinos de praias pode adquirir uma mala menor. Já em viagens para destinos de inverno, como o Chile, é necessário investir em um produto maior para acomodar casacos e botas.

Entretanto, é preciso tomar um certo cuidado com malas muito grandes, a não ser que você realmente precise, pois elas podem ficar muito pesadas e difíceis de carregar.

Materiais

Hoje em dia, as principais malas encontradas no mercado são de tecido semiflexível ou rígidas. A grande diferença está na proteção, já que as malas tipo “caixa” asseguram maior integridade dos objetos durante o transporte das bagagens. Contudo, para ter essa vantagem é necessário escolher uma mala de boa fabricação e com material adequado.

Por outro lado, as malas de material semiflexível geralmente apresentam custo-benefício mais atrativo e se ajustam melhor aos itens que você precisará levar.

Rodas

As malas de rodinhas são as mais indicadas para as viagens de avião, pois facilitam a locomoção nos trajetos dentro do aeroporto, que geralmente são longos.

Hoje em dia, a maioria das bagagens conta com quatro rodas, permitindo o deslocamento delas em diferentes direções. Há ainda aquelas com oito rodas, o que dá mais mobilidade ao produto, sendo indicada para quem costuma viajar com malas pesadas.

Cores

Há uma diversidade de cores e estampas para as malas de viagem e a decisão varia de acordo com o perfil de cada um. A escolha de uma cor mais chamativa é positiva para identificar a mala na esteira do aeroporto e evitar confusões com a bagagem de outros passageiros. Já quem prefere cores mais sóbrias, mas deseja fugir do preto, pode apostar em azul-marinho, cinza ou marrom.

Divisórias

A divisão do compartimento interno também é um fator relevante na escolha da mala, pois permite uma melhor organização dos itens. Há produtos que apresentam bolsos para pequenos objetos, dois compartimentos separados — o que é positivo para organizar roupas e sapatos —, entre outras características. Sendo assim, avalie aquele que for mais adequado no seu caso.

Segurança

Os tipos de malas disponíveis no mercado apresentam dois modelos de segurança, com o cadeado separado ou embutido. Este garante maior segurança a sua bagagem, uma vez que o puxador do zíper é preso junto ao cadeado. Além disso, evita-se que ele seja esquecido em casa ou no hotel.

Como escolher a mala mais adequada?

A escolha da melhor mala depende do perfil de cada viajante. Há pessoas que gostam de ter todos os itens organizados. Nesses casos, a mala com mais divisórias será uma boa alternativa. Para quem utilizará a mala para viagens de negócio, a melhor opção talvez sejam os produtos com tons mais sóbrios. Já as malas rígidas podem ser úteis para quem gosta de trazer lembrancinhas da viagem — como alguns presentes são mais frágeis, esse tipo de mala apresenta mais utilidade.

Dessa forma, analise seu perfil e os fatores que listamos acima antes de escolher sua bagagem. Para quem viaja com frequência, uma boa sugestão é investir em kits de mala, assim você terá tamanhos adequados para cada estilo de viagem.

Qual mala levar dentro da cabine?

Além da bagagem despachada (quando a passagem incluir franquia para esse serviço), os viajantes podem levar uma mala de mão dentro da cabine e é comum haver dúvidas quanto ao tamanho dela.

O peso máximo é de 10 kg e a mala não pode ter mais que 115 cm, considerando a soma de comprimento, altura e largura. Essas especificações são importantes para que a bagagem caiba no compartimento do avião. Se esse limite for ultrapassado, a companhia aérea poderá solicitar que ela seja despachada.

O que levar na mala de mão

A mala de mão é um item imprescindível para todo viajante e quem não for despachar a bagagem precisa organizar todos os itens da viagem dentro dos limites de peso e dimensão.

Para otimizar o espaço, a dica é dar preferência aos produtos de higiene em tamanhos menores ou utilizar embalagens específicas para viagem. A escolha das roupas e sapatos também deve ser feita com atenção para garantir que você tenha uma quantidade adequada para os dias de passeio e com diferentes possibilidades de combinação.

Se você for despachar sua bagagem, a recomendação é levar na mala de mão itens que você poderá precisar dentro da aeronave, como uma blusa de frio e produtos de higiene pessoal, além de documentos e eletrônicos.

Outro ponto fundamental é verificar as regras quantos aos produtos proibidos dentro do avião: objetos pontiagudos, armas de fogos e substâncias inflamáveis não são permitidas. Além disso, não se esqueça de conferir os limites e regras para o embarque com líquidos.

Como você viu, existem diversas características que devem ser analisadas antes de escolher um produto para armazenar seus pertences. Agora que você já sabe quais são os principais tipos de mala, poderá escolher e organizar sua bagagem com mais facilidade!

Além de escolher as malas, quem vai viajar com animal de estimação também precisa de um compartimento adequado para levá-lo. Veja nosso próximo artigo e saiba quais os procedimentos para o transporte de pets!

 

A Baixa Temporada é a época do ano em que um destino é menos procurado pelos viajantes. O período é perfeito para quem quer aproveitar melhor o lugar visitado e economizar na viagem. Confira as vantagens de viajar na baixa temporada:

#1 Passagens aéreas em promoção

As companhias aéreas costumam realizar grandes saldões de passagens aéreas para a Baixa Temporada. Com exceção dos feriados, esse é geralmente o período de embarque determinado nas tarifas promocionais. Ideal para quem está “paquerando” aquele destino mais distante.

#2 Lugares mais vazios

Se você não gosta de pegar filas gigantes em atrações turísticas, disputar espaço na praia, não tem paciência de esperar para conseguir uma mesa no restaurante e prefere conviver mais com os moradores locais do que com outros turistas, essa é a época perfeita para você viajar!

#3 Fotos melhores

As fotografias ficam bem melhores quando não tem um monte de pessoas disputando espaço com os monumentos, as paisagens ou os edifícios. Será mais fácil conseguir capturar as imagens desejadas e achar o melhor ângulo para o clique.

#4 Refeições mais baratas

Os preços das comidas e bebidas geralmente aumentam na Alta Temporada. Sendo assim, na Baixa, é possível gastar menos nas refeições, comer nos restaurantes mais disputados e economizar nesse que é um dos maiores gastos de uma viagem.

#5 Economia na hospedagem

Hotéis, pousadas, aluguel de casas e até hostel ficam mais baratos na Baixa Temporada. O preço das diárias podem cair até 50% em comparação à época de grande procura por hospedagem.

#6 Queda no preço dos passeios

Os passeios turísticos ficam bem mais baratos quando a procura não é tão grande. Sem contar que é possível fazer melhores negociações de preço. Ideal para quem quer conhecer mais lugares, gastando menos.

Quando é a Baixa Temporada?

No Brasil, a Baixa Temporada acontece nos meses de março, abril, maio, agosto, setembro, outubro e novembro. Já a Alta Temporada ocorre nos meses de férias escolares: dezembro, janeiro, fevereiro, junho e julho.

 

Para onde viajar na Baixa Temporada?

Veja alguns exemplos de destinos que valem a pena ser visitados na Baixa Temporada: Porto de Galinhas, Maceió, Natal, Bonito, Serra Gaúcha, Fortaleza, Foz do Iguaçu, Balneário Camboriú, Caldas Novas, Campos do Jordão, Minas Gerais e Santiago.

Aproveite as ofertas de passagem aérea para Baixa Temporada!

Escolha o seu próximo destino!

Dicas para agilizar o embarque

Férias escolares, datas festivas, feriados, eventos locais e datas especiais fazem com que os aeroportos recebam um fluxo de passageiros maior do que o do dia a dia. Por isso, reunimos algumas dicas para agilizar o check-in e o embarque de passageiros na alta temporada. Confira!

Recomendações para agilizar o embarque:

  1. Revise todos os dados do seu bilhete, veja se eles estão corretos e atente-se aos horários e aos terminais de embarque e desembarque.
  2. Faça o check-in antecipado pela internet ou pelo aplicativo da companhia aérea.
  3. Organize a sua bagagem, confira se está levando os itens permitidos e dentro da franquia de bagagem determinada pela empresa para a rota comprada.
  4. Se necessário, contrate antecipadamente o excesso de bagagem.
  5. Verifique e separe os documentos necessários para o embarque.
  6. Chegue com antecedência ao aeroporto.
  7. Nos aeroportos, utilize preferencialmente os totens de atendimento para fazer o check-in (caso não tenha feito online).
  8. Fique atendo aos dados do cartão de embarque e dos painéis de informações para o caso de possíveis mudanças no voo ou no número do portão de embarque.
  9. Acesse a área de embarque com antecedência.
  10. Retire antecipadamente os acessórios que precisam passar na esteira no momento do raio-x, como: cintos, pulseiras e chaves ou outros objetos que podem interferir no detector de metais. Separe o notebook.
  11. Atente para o seu grupo de embarque nas filas de embarque.
  12. Esteja com os documentos para o embarque em mãos.
  13. Se precisar, peça ajuda aos comissários de bordo para localizar o seu assento.

Depois é só curtir a viagem!

Faça seu check-in online na Avianca Brasil!

Confira as dicas para arrumar a mala de viagem!

Saiba o que permitido e o que proibido na bagagem de mão!

Como é feito o transporte de pets na Avianca Brasil

Dúvida muito comum para quem tem um pet é se ele pode viajar na cabine com o dono durante o voo. Pode sim!

Mas existem alguns procedimentos que devem ser feitos antes para que a viagem dele e dos outros passageiros seja segura.

Confira:

Transporte de pets

🐕🐇 Idade:

  • Filhotes com mais de 8 semanas
  • Menos de 12 semanas só com certificado veterinário

 

🐶🐱 Fêmeas grávidas, no cio ou amamentando:

  • Até 63 dias de gestação e com certificado veterinário
  • Não transportamos animais no cio ou amamentando

 

⏹🐩 Transportar no Pet Contêiner que deve:

  • Ser de plástico rígido ou tecido resistente
  • Ser totalmente fechada e com ventilação
  • Ter beiradas arredondadas
  • Permitir que o animal se movimente
  • Ser limpa e à prova de vazamentos
  • Tamanho:
Altura – 25 centímetros
Largura – 26 centímetros
Comprimento – 40 centímetros
  • O peso do animal + contêiner deve ser de até 10kg

 

📄📑 Documentos:

  • Certificado de vacinação (> de 3 meses de idade) com:

– nome do laboratório produtor,

– tipo de vacina

– número de vacina/ampola utilizado

  • Atestado sanitário emitido pelo veterinário (validade de 10 dias da data de emissão)

 

🐺😎 Cão-guia:

  • É transportado gratuitamente na cabine, no chão da aeronave, perto do dono
  • O cão deve viajar com coleira e sob controle do dono
  • Apresentar a mesma documentação pedida para transporte de animais

 

💲 Valores

Com exceção ao cão-guia, que é isento de taxas, o custo do transporte de pets na cabine é de R$ 200,00 (taxa fixa). A cobrança é válida por trecho (Origem – Destino, não se aplicam cobrança por escalas e conexões).

Para mais informações, consulte-nos através da Central de Vendas nos telefones 4004-4040 (principais capitais) e 0300-789-8160 (demais localidades).

Dicas de ViagemPreparativos

Como organizar a mala de viagem?

29 de setembro de 2016 1 Comentário

Viagem planejada, passagens compradas, hotel reservado. Chega a hora de fazer a mala e… por onde começar? Como organizar a mala de viagem?

como_arrumar-a-mala

Arrumar a mala nem sempre é sinal de facilidade. Momento incerto para muitos, resulta na maioria da vezes em roupas amassadas e objetos desnecessários na bagagem.

Com a ajuda das meninas do Bem Disposto, montamos um passo a passo perfeito para você não se perder mais quando for fazer as malas e deixar tudo bem organizado e sem apertos.

Veja nossas dicas:

1- Primeiro passo é começar a preparar a mala de viagem com alguns dias de antecedência, assim é possível revisar o conteúdo que será levado, tanto na mala maior como na de mão.

2- Considere o tempo que vai ficar fora, clima e tipo de viagem (negócios, aventura, praia, montanha…). Separe peças básicas que podem ser combinadas várias vezes, assim não precisa levar o armário inteiro no passeio.

3- Itens pesados ficam no fundo da mala, perto das rodinhas, assim não amassam o resto das roupas.

4- Forre as laterais da mala com os sapatos guardados em saquinhos.

Como organizar a mala de viagem

5- Itens pesados como a necessaire (não esqueça do kit de primeiros socorros também) e o secador de cabelo devem ser colocados no fundo da mala.Como organizar a mala de viagem

6- Por cima dos itens pesados coloque as calças com as pernas esticadas para fora.

Como organizar a mala de viagem

7- Em caso de frio, dispor os casacos volumosos guardados em sacos à vácuo. Estes produtos também podem ser usados para guardar as roupas sujas no fim da viagem.

8- Inclua as jaquetas, casaquinhos, blusas, camisetas, saias, vestidos, shorts e pijamas.

9- Peças íntimas, meias e cintos podem ser distribuídos nos vãos entre as roupas ou guardados em saquinhos caso a mala esteja mais vazia.

Como organizar a mala de viagem

10- Dobre as pernas das calças e em cima delas coloque as roupas delicadas.

11- Pronto! Agora não se esqueça de identificar suas malas e, na bolsa de mão, tenha uma troca de roupa, passagem e documentos.

Tenha uma boa viagem! 🙂

 

Gostou? Quais dicas você gostaria de ver aqui no Blog da Avianca? Deixe nos comentários!

 

Na hora de viajar, um dos momentos mais complicados é o de fazer a mala. E quando já não cabe mais nada dentro dela, pensamos: “O que levar na minha bagagem de mão?”

Principalmente, porque não são todas as coisas que você pode levar na bagagem de mão, Para não ter mais dúvidas, é só você seguir este guia com algumas dicas e tudo fica mais fácil!

bagagem de mão - guia

* com a nova resolução da ANAC, é necessário tirar o notebook da bagagem de mão para inspeção.

Lembrando que o peso máximo são de 10kg e ela deve ser uma bolsa, maleta ou equipamento. Ele deve poder ser acomodado embaixo do assento do passageiro ou em compartimento próprio da aeronave.

Confira mais informações sobre viagens em nosso site.

capa_1_andrefran

 

A melhor maneira de conhecer um país a fundo é interagir com os locais. Em tempos antigos, isso era quase que uma parte intrínseca do ato de viajar. Você invariavelmente tinha que pedir informações, direções, tinha que conhecer pessoas da área para saber os melhores detalhes de seus roteiros, muitas vezes entrava em contato com um guia para apresentar um roteiro especial… Mas, com o advento da tecnologia, especialmente da internet móvel, todas essas necessidades e funções começaram a caber na palma da mão. Mapas, roteiros, dicas locais, informações de trânsito, moeda, idioma… Tudo isso estava disponível através de apps nativos de qualquer aparelho ou gratuitos e a distância de um clique.

Hoje em dia você pode comprar sua passagem, reservar o hotel, criar um mapa de atividades, calcular o troco, traduzir placas.. tudo isso de forma quase instantânea com seu aparelho celular pessoal. A praticidade foi ganhando lugar da interação pessoal tão importante e necessária. Uma viagem de mochilão em que você não precisa falar com ninguém, um jantar romântico em que o casal não tira os olhos de suas telinhas iluminadas, um roteiro dos sonhos registrado em muitas fotos no Instagram e poucas memórias de verdade. Mas eis que, para nossa surpresa, a própria tecnologia começa a tentar buscar a solução para essa questão.

Alguns sites e apps estão sendo criados para promover essa interação pessoal que tanto faz falta no mundo acelerado, otimizado, prático e insensível de hoje.

Swap and Surf- troca de casas no estilo airbnb só que entre surfistas. A ideia é não só ter um local para ficar em sua viagem mas também contra com um amigo para lhe apresentar os melhores picos para pegar onda no local.

EatWith- sensacional ideia onde em vez de ir comer em um restaurante tradicional, você pode escolher jantar na casa de um chef local, cozinhando em sua própria cozinha e apresentando alguns dos menus típicos de sua cidade.

Spinlister quer fazer trekking, andar de bicicleta, fazer snowboard? Alugue o equipamento direto de um local que vai poder te dar dicas, orientar detalhes do que você vai usar e mostrar onde e como melhor fazer uso desses.

Meet2Talk- pratique uma língua estrangeira conversando com um local sobre os seus interesses reais. Você seleciona no site o país, seu estilo, temas favoritos, assuntos que gosta de debater e encontra alguém com essas características e fluente no idioma que você quer aprender.

A tecnologia, as redes sociais, os aplicativos e sites são ferramentas, quem escolhe se isolar ou interagir é você. Faça o esforço, sobretudo em viagens, vale muito a pena. Sempre!

Dicas de ViagemPreparativos

Medo de Viajar?

27 de março de 2014 0 comentário

Dia-dos-Comissários-Capa-680x250

Na verdade, o título desse texto é mentiroso. O que é ótimo sinal! Não existe exatamente um medo de viajar. O que existe é uma combinação de vários medos (ou um medo muito grande de algo específico) que impede a pessoa de dar aquele primeiro pequeno passo que é necessário para encarar uma grande e enriquecedora viagem. Medos bobos, sem fundamento e muitas vezes exagerados que impedem as pessoas de ter uma das grandes experiências da humanidade: viajar e conhecer novas culturas, paisagens e pessoas.

 

O primeiro deles é o mais óbvio (e desnecessário), o Medo de Voar.

Sim, aquele papo de que o avião é meio de transporte mais seguro do mundo é verdade. É fato e as estatísticas comprovam. Ainda assim, alguns medos são completamente irracionais. As distrações a bordo hoje em dia são muitas e super interessantes: revistas, filmes, séries de TV. E a tecnologia permite até que você leve sua própria distração na forma de um ipad ou iphone carregado com o entretenimento de as preferência. Você ainda pode levar um laptop e trabalhar durante um vôo mais longo. E, se nada funcionar, pílulas para dormir são sempre uma boa solução.

 

Depois vem um medo que chega quase a ser uma fobia: Medo de Doença. Como se ninguém pegasse doença em casa. Estatísticas provam que a maioria das emergências em viagens é decorrente de acidentes e não doenças. Tipo, quando você está viajando, e isso faz parte, você tende a se aventurar em ações que não faria normalmente, tipo: bungee jump, escaladas, rapel, cavalgadas… Ou seja, para se prevenir contra doenças, mesmo, basta dar uma pesquisada no seu destino e tomar certas precauções básicas como: beber água da torneira, nada de gelo, passar repelente, se manter hidratado, etc.

 

E os Perigos Imprevisíveis? Bom, meio difícil se prevenir contra algo imprevisível, né? E de imprevisto você pode morrer até engasgado comendo uma inofensiva coxinha de galinha. Mas em termos de se perder, ser assaltado, acabar seu dinheiro… Quanto a isso há sempre uma solução. A tecnologia pode ser um grande aliado nessas horas. Existem maneiras de você conseguir controlar e efetuar pagamentos usando apenas um celular com acesso à internet. A mesma coisa vale para conferir mapas e até mesmo localizar áreas mais perigosas que os turistas devem evitar. Com certeza, hoje em dia há um aplicativo perfeito para o seu temor.

 

Apesar desses medos básicos (e de mais alguns outros que não consegui listar aqui mas que as mentes mais neuróticas não conseguem esquecer), nunca conheci alguém que não tenha enfrentado seus medos e vivido os seus sonhos! Abrace o caos e boa viagem!

Preparativos

A Viagem começa na mala!

30 de dezembro de 2013 0 comentário

post_mala_reveillon

Passagem comprada, hotel reservado, passeios programados, mas ainda falta um “detalhe”; Fazer a mala.

Momento de tortura para a maioria dos viajantes, fazer a mala pode ser muito mais fácil do que você imagina. Separamos algumas dicas para você passar logo por essa etapa e ir direto ao que interessa: Curtir sua viagem!

1-) Sempre comece a mala colocando os sapatos. Eles devem ficar no fundo para não amassar nenhuma das suas roupas. Meias, cuecas ou calcinhas e até cintos podem ir dobrados dentro dos calçados. Isso irá poupar muito espaço na sua mala!

2-) Necessaire: Se você não pode viver sem seus cremes, xampus e condicionador, substitua as embalagens originais, que são na maioria das vezes enormes, por outros frascos menores, com a quantidade que você usará nos dias em que estiver viajando.

3-) Invista nas peças coringas: De preferência para as peças que combinam com tudo, assim você poderá montar varias combinações.

4-) Arrume a mala com antecedência: Se você deixar para arrumar a mala na última hora, acaba colocando muito mais roupa do que precisa.

5-) Enrole as roupas: Você sabia você economiza muito espaço enrolando ao invés de só dobrar as peças de roupa? Além do espaço, você garante que elas amassem muito menos!

6-) Bagagem de Mão: Na dúvida leve. Nela você pode colocar os seus itens mais importantes e frágeis. Será muito útil também, nos passeios que você fará durante a sua viagem.

7-) Não podíamos deixar de fora, as cores das roupas, se sua viagem for de Reveillon.

Branco: Cor mais usada no Reveillon, transmite paz!

– Amarelo: É a escolha certa para quem deseja um 2014 cheio de dinheiro!

– Vermelho: Se você está apaixonado, ou à procura de uma grande paixão, essa é a sua escolha!

Verde:  Para quem busca calma e equilíbrio.

 

Para facilitar ainda mais a sua vida, existem 2 aplicativos de celular que prometem te ajudar a não esquecer nada e ainda fazer um mala adequada com o destino e a época do ano que você vai viajar. O primeiro chama “Lista de Viagem” que divide os itens da mala em categorias para ajudar a se organizar. O segundo chamado “Packing Pro” te da uma lista de opções de acordo com os filtros que você colocar (destino, clima esperado, duração da viagem etc). Ai fica muito fácil né?

Depois dessas dicas, aposto que você passará por essa etapa da viagem sem stress.

Boa Viagem!!

Preparativos

Fazendo a Mala

5 de março de 2013 2 Comentários

Como disse em minha coluna de estreia neste blog, aqui você não vai encontrar relatos de viagens perigosas ou roteiros de destinos tradicionais. Quer saber como foram minhas férias na rota do vinho californiana? Googlem, o que o que não falta na internet é relato de casais que fizeram esse trajeto. Quer detalhes de minha última aventura em Chernobyl? Assistam na TV ao fantástico programa “Não Conta lá em Casa” (Multishow). Iniciarei meu serviço de utilidade pública nesse site com dicas insuspeitas, porém fundamentais, para sua viagem.

 

Depois de escolher seu destino, pesquisar preços, comprar passagem… qual a primeira coisa a fazer? A mala, claro. O que pode parecer um pequeno detalhe ou passar despercebido no planejamento de uma viagem de trabalho (ou de lua de mel) pode acabar sendo determinante no sucesso de seu negócio (ou de seu casamento). Vamos então a algumas dicas fundamentais para este vital Primeiro Ato.

 

1-   Despachar pra que? Faça o esforço que for para comprimir seus pertences em uma mala de mão. Problemas na bagagem podem “selar o destino” de qualquer empreitada. Ah, e lembre-se: quanto mais roupas usar no avião, menos roupas ocupando a bagagem.

 

2-    Leve sempre metade das roupas e o dobro do dinheiro que está planejando. Renove o guarda-roupa e já o ponha pra teste durante a viagem.

 

3-   Combinações: abuse da criatividade transformando poucos itens em diversos looks diferentes. Matematicamente, com três calças e três blusas você tem nove looks diferentes.

 

4-   iPad: diversão, informação, mapa e leitura em um único e leve aparelho. Louvai Santo Steve Jobs!

 

André Fran é um dos criadores/ apresentadores da série de TV “Não Conta lá em Casa” (Multishow), onde quatro amigos encaram os roteiros mais polêmicos do planeta.