No Aeroporto

Diversão no Aeroporto

19 de março de 2013 2 Comentários

Inaugurei minha coluna aqui dizendo de cara que não haveria tema fixo. Seria sobre nada! Ou tudo. Mas o foco não seriam destinos, mas a própria arte de “viajar”. Para garantir uma narrativa interessante fui meio que definindo meus temas como o passo a passo de uma viagem. Dos preparativos (bagagem) à chegada. Após o intervalo não-comercial do último texto, voltemos a nossa programação normal.

Quando você olha pela janelinha nessa situação, por mais bonito que seja você quer mais é chegar logo no aeroporto!

Aeroportos não são conhecidos como o lugar mais agradável do mundo. Até certo tempo, eram motivo inclusive de deboche em função daquele povo que encarava esses estacionamentos de avião como lazer. Homens e mulheres debruçados em um terraço impessoal assistindo aviões pousando e decolando por horas a fio. Provavelmente sonhando estar embarcando em um deles, e de preferência com passagem só de ida, diziam os mais maldosos. Felizmente, marketeiros de todo o mundo passaram a perceber que quem mais passava tempo nesse local transitório era justamente aqueles que mais viajavam. Voar é apenas metade da viagem. Ou menos!

 

Pouco a pouco, aeroportos de todo o mundo começaram a se desdobrar em atrações e atrativos para agradar os frequent flyers. Hoje, essas atrações vão desde Playground para crianças (Chicago O`Hare), museus particulares (Washington Dulles), livrarias (Amsterdam Schiphol) e até um tour do próprio aeroporto (San Diego). Mas, como bom nerd que sou, vou focar nas atrações tecnológicas.

 

 

1-      Nada barra o aeroporto de Changi, em Singapura. Além de ter internet WiFi velocíssima em toda a sua extensão, você ainda encontra quiosques com laptops à disposição, rolam pelo menos duas salas de cinema grátis (exibindo sempre os mais recentes lançamentos) e, em um dos portões, tem várias estações de vídeo-game (Xbox e PS3, para agradar aos fãs de ambos).

 

2-      O aeroporto de Tallin possui terminais que permitem as pessoas realizarem chamadas de Skype grátis para parente e amigos. Idéias que unam viagem + comunicação + tecnologia são sempre grandes sacadas. Ponto também para os executivos do Skype que levaram adiante a iniciativa! http://www.tallinn-airport.ee/eng/services/wifi/?articleID=3525

 

3-      Os aeroportos JFK e La Guardiã, em Nova Iorque, são alguns dos piores dos Estados Unidos (segundo a própria Delta), mas a ideia de instalar ipads nas mesas da área comum próxima aos portões de entrada foi bem interessante. Seguindo na onda do cliente querer acesso ao seu próprio conteúdo.

 

4-      Essa pode não ser tão diretamente interessante ao viajante enfastiado em uma escala longa, mas não deixa de ser uma iniciativa das mais brilhantes e antenadas com o planeta: o painel solar gigante do aeroporto de Dusseldorf. O tamanho equivale a 6 campos de futebol e garante o fornecimento de uma parte significativa da energia do lugar. E ainda rola um painel eletrônico interativo que mostra aos viajantes o quanto de carbono o painel economiza desde sua instalação.

Tecnologia à parte, no aeroporto de Narita, no Japão, o que vale é que tem sushi no lounge!

 

5-      Agora, o terminal que promete mesmo ser o creme-de-la-creme dos aeroportos mundiais está ainda para ser inaugurado. Em 2016, o Kuwait promete lançar aquele que será a referência internacional na categoria. Autêntico oásis no deserto que transformará a cidade em hub mundial da noite para o dia. Entre centenas de inovações hi-tech, a mais impressionante são os painéis que receberão luz natural da região garantindo iluminação natural ao mesmo tempo em que filtra os raios UVA e UVB.  Simples, né?

 

 

André Fran é um dos criadores/apresentadores da série de TV “Não Conta lá em Casa” (Multishow), onde quatro amigos encaram os roteiros mais polêmicos do planeta e semanalmente escreve aqui no nosso blog!

Veja Também

2 Comentários

Fabrício 25 de março de 2013 at 11:24

Pois é, Fran. Enquanto isso, nos aeroportos brasileiros, achar wifi funcionando de forma satisfatória é um grande sonho!
Parabéns pela coluna!

Responder
Goytá 19 de outubro de 2014 at 04:26

Eu acrescentaria o aeroporto de Incheon, que serve Seul, na Coreia do Sul, que rivaliza com o de Singapura nas formas de passar o tempo. O Skype no aeroporto de Tallinn não me surpreende, porque o Skype foi desenvolvido originalmente lá, na Estônia (uma ex-república soviética que hoje é possivelmente o país mais digitalizado da Europa, com várias iniciativas pioneiras sempre citadas nos sites de tecnologia). Faltou mencionar o aeroporto de Frankfurt, que dentre mil outras coisas tem uma… mega-sex shop! E uma correção: o aeroporto menor de Nova York é LaGuardia (sem espaço e sem til), homenagem a um antigo prefeito da cidade, Fiorello LaGuardia (americano filho de italianos), que incentivou a construção dos dois aeroportos atuais da cidade (o já citado e mais o JFK, que antigamente se chamava Idlewild).

Responder