Dicas de Viagem

Eco Viajante

31 de outubro de 2013 1 Comentário

Tuvalu Capa

Em uma época em que, felizmente, assuntos como ecologia, sustentabilidade, vegetarianismos e direito animal ganham as pautas das redações e da mesa de jantar da família brasileira, é ótimo analisar essas questões do ponto de vista do viajante. Já plantei árvores para anular a pegada de carbono da quantidade absurda de voos que fui obrigado a pegar em determinado ano. E já parei de comer carne por compaixão aos animais para depois descobrir que o pum do gado criado para abate é um dos principais inimigos da camada de ozônio. Conheci teorias ainda impossíveis de serem realizadas, como as que pregam o fim dos voos domésticos. E visitei países paradisíacos que se encontram ameaçados de extinção em função do aquecimento global e a elevação das marés.

 

Muitos dizem que as consequências de nosso estilo de vida baseado no consumo e das décadas de agressão desmedida ao meio-ambiente são irreversíveis. Nações inteiras se recusam a adotar uma postura mais comedida e ecologicamente correta em nome da preservação da natureza que, em última instância, está diretamente ligada a sobrevivência da raça humana. Preferem cair no abismo fumegante do aquecimento global acelerando em uma SUV enquanto engolem um double extra-large X-Burger com refrigerante (diet).

 tuvalu1

Mas existem algumas maneiras que nós, enquanto indivíduos, podemos adora em nome da salvação do nosso planeta, nossos amigos animais e de nossos futuros descendentes. Algumas delas são tão fáceis e práticas como fechar a torneira enquanto escovamos os dentes, desligar a luz dos ambientes quando saímos, não consumir produtos de couro (melhor ainda se não consumirmos carne), reciclar o lixo, usar transporte público sempre que possível… Além destas medidas tão corriqueiras quanto efetivas, existem aquelas que podemos aplicar em qualquer viagem. De férias ou a trabalho, sozinho ou com a família, na pousada ou em um resort.

 

Por exemplo: Shampoozinho de hotel é super legal, né? Mas se você levar seu próprio shampoo e condicionador o hotel não precisa consumir plástico fazendo outros. Peça ao hotel para não imprimir contas, recibos… Em vez disso, enviar a você por e-mail. As árvores agradecem. Um simples aviso de “Não Perturbe!” pode ser bastante ecológico: ele evita que recolham toalhas, lençóis, cobertores… que terão que ser lavados gastando material químico, água, detergentes… E você ainda economiza eletricidade gasta e aspirador de pó, ferro de passar etc.

 

Não é tão difícil, né? E não afeta em nada a sua viagem. Mas garante que gerações e gerações ainda tenham a oportunidade de conhecer nosso lindo planeta.

 

André Fran é um dos apresentadores do programa “Não Conta lá em Casa” cuja temporada em Israel e Palestina vai ao ar toda 5a feira às 21h30 no canal Multishow.

Veja Também

1 Comentário

italo ribeiro 5 de novembro de 2013 at 04:57

Sou totalmente a favor para salvar o restinho da nossa natureza, para que os nossos filhos e netos possam desfrutar.
Faço a minha parte sem olhar que não faz a sua, se todo mundo tiver o mesmo pensamento nos iremos mudar isso.

Responder