Relatos

Frases de Viagem

20 de março de 2014 0 comentário

André 2

São vários os mecanismos de influencia para alguém fazer uma viagem. Ou simplesmente viajar. E aqui já consegui fazer uma boa seleção deles. Falei sobre filmes com temática de viagem, sobre livros passados em terras estrangeiras, listei grandes navegadores e exploradores ancestrais, comentei sobre expedições a roteiros distantes, cenários paradisíacos e culturas distantes… Mas quando uma viagem é realmente transformadora, e o agente dessa viagem é algum gênio filósofo ou grande pensador, essa experiência pode ser traduzida em uma única frase inspiradora. Pequenas falas capazes de calar fundo na alma de qualquer um. Especialmente se este qualquer um for um viajante em busca apenas de um sopro de incentivo para desbravar as estradas do mundo mais uma vez.

 

Podemos começar remontando a tempos imemoriais, e as palavras simples porém valiosas de Confúcio: “Onde quer que você vá, vá com o coração!” Lição básica para qualquer viajante encarando qualquer tipo de viagem. Ainda ouvindo grandes nomes eternos, temos a frase de Buda: “Viajar bem é melhor do que chegar!”  Uma forma de valorizar o ato de viajar por si só, independente do destino.  Santo Agostinho também falou sobre o valor de explorar nosso planeta: “O mundo é um livro, e aqueles que não viajam conhecem apenas uma página.”

 

Grandes nomes da literatura também se debruçaram sobre esse tema. “Não gosto de me sentir em casa quando estou viajando.”, disse George Bernard Shaw, talvez querendo explicar o quão importante é descobrir novos lugares, pessoas, culturas… “Viajar é descobrir que todos estão errados sobre outros países.”, Aldous Huxley deixa claro a importância de ver com os próprios olhos e estar aberto a conhecer de verdade uma outra realidade. Gilbert K. Chesterton apontou para uma fundamental diferença de postura: “O viajante viaja para ver, o turista viaja para ver o que ele foi ver.”

 

Mais recentemente, com as facilidades de viajar pelos mais distantes e para os mais desconhecidos e inóspitos recantos do mundo, alguns exploradores modernos surgiram e colaboraram com dizeres importantes. “Viajar ensina.”, disse a modelo e cantora Solange Knowles. O auto-entitulado “vagabundo profissional”, Rolf Potts, diz que “Viajar é uma metáfora para as opções da vida, e se limitar a um único destino é se limitar a uma única visão de mundo.” Um dos mais interessantes aspectos de viajar foi destacado na frase do jogador australiano de futebol, Tim Cahill: “Uma viagem deveria ser medida em amigos feitos e não em milhas percorridas.”

 

Tentar encontrar o que mais toca a sua alma e conseguir identificar e traduzir o que mais que tocou nessa experiência, é guardar para sempre a sua viagem. Valorizar, disseminar e eternizar a sua viagem. É se tornar uma pessoa melhor

 

Como teria dito Maomé: “Não me diga o quanto você sabe, me diga o quanto você viajou.”.

Veja Também