Dicas de ViagemNo Aeroporto

No more FILAS!

5 de fevereiro de 2015 0 comentário

1

“Você deve encher o saco de viajar tanto, né?” É uma das perguntas que mais me fazem quando descobrem que ganho a vida fazendo (entre inúmeras outras coisas –como escrever essa coluna-) um programa de viagens para a TV. E a resposta é sempre a mesma: Não, eu nunca me canso de viajar. Adoro conhecer novos destinos, povos, culturas… Criar novas histórias, experimentar novas comidas, passar perrengues inusitados… Mas, para ser bem sincero, tem uma parte de viajar que não me incomodava tanto mas que, depois de encarar por mais de 5 anos uma rotina que envolve mais de 40 vôos por ano, começa a ficar cada vez mais insuportável. Pouca gente leva em consideração na hora de escolher seu destino de viagem ou seu roteiro de férias, mas a quantidade de horas que você vai passar esperando em Salas de Embarque, aguardando sua bagagem, fazendo hora entre uma escala e outra… se acumulam somando as horas mais desagradáveis de uma viagem.

Se não bastassem esses desagradáveis, porém inevitáveis momentos, ainda tem gente que consegue transformar em um suplício (para quem está atrás dela) detalhes corriqueiros e que poderiam passar despercebidos: as filas de segurança. Sabe aquela filazinha antes de você passar sua bagagem de mão no raio-x e cruzar um simples detector de metais? Pois é, coisa rápida, né? Nem sempre. Tem gente que ignora e rasga todas as regras de bom senso e consideração com o próximo e transforma algo que poderia levar 10 segundos em um procedimento digno de prisioneiros ingressando em Guantánamo. Então, seguem algumas dicas para tornar a sua (e a minha) vida mais fácil.

  • Tenha seus pertences à mão

Nada mais irritante que aquela pessoa que passa 5 minutos na fila olhando pro nada ou falando no celular e deixar para começar a catar carteira, headphone, mochila… na hora de ser atendido!

  • Lembre-se de tirar cinto e sapatos

Se puder ir de chinelo ou sapatos sem cadarço, melhor. Foi-se o tempo que havia um “código de vestuário” para andar de avião. Mas, se não for possível, ao menos desamarre os cadarços e descalce a parte de trás para ganhar tempo. E vai tirando o cinto durante o caminho, amigão. Suas calças não vão cair.

  • Moedas apitam no raio-x

Sim, elas apitam. Esvazie os maldito bolsos. Não passe no raio-x, volte, fique se perguntando o que apitou, busque no casaco, na mochila… É o troco do pão de queijo frio que você comeu uma hora arás e esqueceu no seu bolso!

  • Casaco

Não, não pode passar vestindo casaco. Não deixa para perguntar para a atendente. Se está na dúvida, porque não tire logo meu amado Jesus? Ninguém morre congelado por ficar sem casaco dentro de um aeroporto climatizado por alguns míseros minutos.

  • Líquidos

Shampoo, higienizador bucal, cremes hidratantes… Se você vai passar pouco tempo fora, não precisa mais do que a quantidade permitida. Se vai morar fora, pode comprar quando chegar ao seu destino. Ou seja: levar mais do que o mínimo permitido é um sinal clássico de estupidez!

  • Laptop

Não tente bancar o espertinho e não retirar o laptop da mochila pó preguiça. Ele vai ser identificado, você vai ter que retira-lo da mochila e vai atrasar a fila para todos os seus companheiros de fila. Se é um saco perder tempo com essa mis encene, imagina para o coitado atrás de você que está sem laptop me tem que esperar o dobro do tempo porque um babaca preguiçoso quis ser mais malandro que a malandragem.

  • Afaste-se

Quando você chega ao fim da escada rolante você para pra amarrar os sapatos? Então, porque parar no meio do caminho (e vestir casaco, calçar sapato, botar cinto…) atravancando toda a fila? Afaste-se e faça seus arranjos pessoais em lugar seguro e que não atrapalhe os demais. Bom senso é vital para a vida e sociedade.

Eu garanto que, se você seguir todas essas regras, passará a economizar preciosos minutos durante esse enfadonho processo de segurança. O que, no somatório de um ano viajando, pode equivaler a uma volta em uma Montanha Russa na Disney, uma saideira em um barzinho em Salvador, ou até mesmo o tempo necessário para você não perder seu próximo vôo.

Veja Também