DestinosRelatos

Sozinho na estrada…

16 de janeiro de 2014 2 Comentários

Foto Fran 2

Ao longo de minhas colunas aqui no Blog da Avianca já dei dicas de roteiros radicais, como fazer suas malas, destinos românticos, como se divertir em sua terra natal… Mas só hoje percebi que nunca parei para tentar auxiliar ou dar o meu tostão de sabedoria para aquele tipo mais obstinado, fiel e corajoso de turista: o viajante solitário. Confesso que inicialmente não era muito fã de viajar sozinho. Meu primeiro mochilão pela Europa, quando ainda estava na faculdade, foi realizado totalmente by myself por esse mundão. Tentei ficar na casa de, ou contar com a companhia de amigos em cada uma das paradas previamente planejadas. Mas isso não foi sempre possível. Lisboa e Berlim foram duas cidades que descobri sem ter com quem fazer um comentário ou ajudar a se localizar no mapa. As fotos eram selfies, mesmo, e antes do termo existir. Desde então concluí que viajar com um camarada, namorada ou grupo de amigos é sempre mais divertido.

Quando comecei a viajar para filmar os locais mais inóspitos e incompreendidos do globo parte desse problema (viajar sozinho) estava solucionado, a necessidade de contar com a nossa equipe era a garantia de desbravar roteiros inusitados e vivenciar a história com alguns de meus grandes amigos. Só que, ironicamente, foi justamente durante essas viagens que comecei a aprender as delícias e prazeres de viajar sozinho. Não é tão fácil assim coordenar as agendas de quatro pessoas com interesses e atividades paralelas, sendo assim acaba que na maioria de nossas peregrinações pelo mundo acabamos partindo em momentos e de lugares distintos. E foi nesses voos solitários, escalas infinitas e atrasos inesperados que me vi obrigado a vagar por terras estrangeiras por conta própria. E não é que peguei gosto pela coisa? Acho que uma série de fatores colaborou para isso, e divido aqui com os fiéis leitores dessa coluna na esperança que isto sirva de alento e incentivo para que outros como eu saiam desembestados em busca do voo mais próximo.

1-    Adeque sua personalidade ao seu destino. Têm locais que pedem a interação com o povo, outros são mais contemplativos.  Veja qual seu espírito para o momento e planeje a viagem de acordo.

2-    É sempre mais fácil conseguir hospedagem, carona, companhia… se você está sozinho. Aproveite (se quiser)!

3-    Leia e escreva. São as melhores maneiras para se distrair, refletir sobre o local/ povo/ cultura que você está conhecendo e guardar boas e significativas memórias.

4-    Aprenda (pelo menos um pouco de) uma língua diferente! Sozinho você se vê obrigado a interagir com os locais, seu estilo e sua cultura.

5-    Aproveite a liberdade! Cronogramas, roteiros, horários… Você decide!

 

André Fran é um dos apresentadores do programa “Não Conta lá em Casa” cuja temporada em Israel e Palestina vai ao ar toda 5a feira às 21h30 no canal Multishow.

Veja Também

2 Comentários

tiago gomes torres 16 de janeiro de 2014 at 16:58

ola meu nome e tiago ; andre sou fan de viagens como a sua livre sozinho leve e solto
acho que viajar sozinho e muito melhor do que acompanhado tem menos gasto não ter pessoas
barulhando na sua orelha falando oque vc tem que fazer e muito bom adorei ler seu blog espero que mais pessoas
venham pegar gosto de se aventurar sozinho pelo brasil e o mundo boa sorte em suas viagens

Responder
Priscylla 31 de janeiro de 2014 at 01:53

Ola, boa noite! André sou a moça que falou com você na CONVENÇÃO da AVIANCA em Brasilia! O Site do meu amigo é: http://www.fmgomes.com/topicos/volta-ao-mundo/ nos conhecemos quando ele passava por PORTO SEGURO – BA em uma das viagens de volta ao mundo, ele é uma pessoa maravilhosa, vale a pena saber mais sobre ele e sobre as viagens, acredito ser um assunto que te interessa, é seu colega de projeto e estilo de vida! Abraço, Priscylla Cangussu

Responder