Tag

Dicas Avianca

BogotáInternacionais

Bogotá em 10 atos

12 de agosto de 2015 0 comentário

FOTO BOG NOVA

Você sabia que desde setembro de 2014 nós voamos para Bogotá? E é por isso que hoje, nós aqui do blog vamos listar 10 coisas imperdíveis da cidade.

Mas antes de começar a nossa lista, aqui vão algumas curiosidades para você já ir se preparando.

Bogotá tem um clima ameno, com temperatura média de 14°C no ano. Isso se deve à cidade estar 2.640 metros de altitude, sendo a 3ª Capital mais alta do mundo! Ela é a 4ª cidade mais populosa da América do Sul, perdendo apenas para São Paulo, Rio de Janeiro e Buenos Aires, mas seus mais de 350 km de ciclovias dão uma boa aliviada no trânsito. Sua localização, em um planalto da Cordilheira do Andes, da um charme todo especial à capital colombiana.

Ela pode ser visitada o ano todo por conta do clima ameno, mas são nas duas estações secas, de dezembro a fevereiro e de junho a setembro, que costuma receber mais visitantes. Se você puder escolher, sem dúvida indicamos algum desses 2 períodos.

Com as informações básicas em mãos, vamos a nossa lista?

– Caminhar pela Candelária: É o bairro histórico da cidade. Caminhar por aqui é ótimo para conhecer um pouco da cultura dos bogotanos. Existem muitos museus, igrejas e casas com arquitetura dos tempos de colonização espanhola. É na Candelária que ficam algumas das nossas próximas dicas, também!

– Curtir a vista do Cerro Montserrate: É o ponto mais alto da cidade, a aproximadamente 500 metros acima de Bogotá. Para subir existem 3 opções: A primeira é de teleférico que funciona apenas no período da tarde. A segunda é o Funicular, que funciona no período da manhã. Agora, se você está com o fôlego em dia nós recomendamos subir a pé! Lá no alto, além da vista, você vai poder admirar 14 esculturas que representam a via crúcis, além do Santuário do Senhor Caído. Tem também uma feirinha de produtos locais e 2 opções de restaurantes, dá pra passar boa parte do dia!

– Visitar o Museu do Ouro: Dentre os mais de 60 museus da cidade, sem dúvida o Museu do Ouro é o principal. Em seu acervo, verdadeiros tesouros dos tempos pré-hispânicos. São mais de 34 mil peças de ouro em uma área de 13 mil metros quadrados. O museu usa o Ouro para contar a história dos povos que habitavam a Colômbia, antes da chegada dos espanhóis.

– Conhecer o Museu Botero: Impossível falar da Colômbia e não lembrar de Botero.  O museu tem  123 peças do artista mais emblemático do país. Suas famosas pinturas de “gordinhos” estão por todos os lados. É uma verdadeira escola para os amantes das artes plásticas. Detalhe, tanto o Museu Botero, quanto o Museu do Ouro estão na Candelária!

Visitar a Catedral de Sal de Zipaquirá: Ela não fica propriamente em Bogotá, mas está no roteiro de 10 entre 10 turistas que vistam a capital colombiana. E não é por menos, a Catedral de Sal está a 300 metros abaixo da terra, e tem um visual espetacular. Existem várias opções de pacotes para conhecer um ou mais lugares do complexo, mas a nossa dica é comprar o pacote completo por aproximadamente R$ 35,00 e curtir todos os cantos.

– Pedalar em alguns dos 340km de ciclovia da cidade: Diferente das grandes cidades Brasileiras, Bogotá tem um grande oferta de ciclovias! São 340km ao todo que permitem que o turista possa escolher conhecer todos os cantos da cidade sob duas rodas. E não são só os turistas que aproveitam dessa opção, cada vez mais bogotanos estão deixando os carros em casa e optando por esse meio de transporte.

– Comer um lanche no La Puerta Falsa: Aberto desde 1816 é um dos restaurantes mais tradicionais da cidade. O espaço é pequeno, mas muito aconchegante. É uma excelente pedida para experimentar a culinária colombiana.

– Curtir a noite na badalada zona T: A zona T está localizada no norte da cidade. Por lá ficam os melhores bares, restaurantes e baladas de Bogotá. É o lugar ideal para curtir a noite, seja a dois ou com os amigos! Destaque para o Rock Garden e a sua vasta carta de cervejas importadas.

– Visitar o Centro Cultural Gabriel Garcia Marquez: Mais um centro localizado na Candelária, o CCGGM tem exposições temporárias e uma livraria com mais de 70 mil títulos! Depois de curtir a exposição e a livraria, que tal tomar o famoso café colombiano no último andar, contemplando o a vista do centro de Bogotá?

– Passear pelo Parque Metropolitano Simón Bolívar: Falamos de Museus, restaurantes e catedrais, mas ainda não falamos de parques. E se você está procurando um na cidade, o Simón Bolivar é o indicado. É uma ótima opção para relaxar com a família, fazer atividade física ou ainda curtir a natureza.

 

Programe sua viagem para Bogotá com a gente e confira de perto esses e muitos outros pontos incríveis da cidade!

CuritibaDestinosNacionais

Curitiba dos Curitibanos

21 de Maio de 2015 0 comentário

Curitiba

Aqui no Blog nós sempre contamos um pouco da história e de curiosidades da cidade, e depois listamos algumas dicas para você curtir ainda mais a sua viagem. Hoje vamos fazer um pouco diferente.

Separamos algumas dicas fora dos guias de viagem, aquelas lugares que são frequentados muito mais pelos curitibanos do que por turistas, e que você não pode deixar de conhecer. Vamos lá?
Praça do Japão: Localizada no bairro da Água Verde, a Praça do Japão é pequena, mas muito charmosa. Remonta os tradicionais jardins japoneses, com lagos com carpas, museu, cerejeiras e até cerimônia do chá (todas ás quintas feiras).

Bar do Torto: Típico Boteco Brasileiro: Mesa de sinuca, petiscos consagrados como empadas de frango, de palmito, bolinho de carne, bolinho de arroz etc. Suas paredes são tomadas por fotos e recordes de boleiros das antigas. Destaque para Garrincha! Como não podia deixar de ser, a Cerveja aqui é o “prato principal” e sai estupidamente gelada da geladeira do “Magrão”. :

Caminhar e se perder pelas ruas do Juvevê até chegar a pé no Museu do Olho: Famoso pela sua generosa oferta de bons restaurantes, o bairro do Juvevê agrada a todos os paladares. A dica aqui é caminhar pelas ruas do bairro, escolher um bom restaurante e depois ir ao Museu do Olho. Mais uma impressionante obra de Oscar Niemeyer, o Museu do Olho surpreende pela arquitetura e pelo rico acervo. Em seus 2 prédios, um deles em formato de olho, o Museu tem como foco as artes visuais, a arquitetura e o design.

Caminho do vinho: O ponto de partida é em São José dos Pinhais, cidade vizinha de Curitiba. São aproximadamente 5 horas de passeio onde o visitante aprende os costumes dos imigrantes italianos, o processo produtivo do vinho, e passa por lugares muito interessantes como o tanques de vinho, adegas, cafés coloniais e restaurantes. Para saber mais acesse: http://www.caminhodovinho.tur.br/

– Bar Baran: Bar tipicamente Ucraniano, o Baran fica quase escondido em uma entrada lateral do prédio da Sociedade Ucraniana do Brasil. Por lá você saboreia os petiscos clássicos de um bar, mas também as receitas típicas ucranianas. Destaque para Varenique e Holoptchi. Ficou curioso? Visite o Bar Baran e depois nos conte se valeu a pena!

– Comer um Carne de Onça no Fantinato: Sem dúvida a melhor Carne de onça do Brasil! Mas você sabe o que é Carne de Onça? Ela é feita de carne bovina mesmo, moída muitas vezes. O prato tem ainda alho, cebola, azeite, cebolinha, conhaque, páprica, sal e pimenta. Tudo é bem misturado para que você coloque sobre o pão como se fosse uma pasta! Sabe aquela frase de que se você foi à Bahia e não comeu Acarajé, você não foi à Bahia? O mesmo vale para a Carne de Onça no Fantinato!

Terrazza 40: Sua localização não poderia ser melhor! Está na cobertura do prédio mais alto da cidade. Só pela vista já vale a visita, mas o Terraza reserva ainda ótimas opções no seu cardápio.

 

E ai, você conhece algum desses lugares? Na sua próxima visita à Curitiba, não deixe de visita-los!

Temos diários para Curitiba partindo de Brasilia e Campo Grande, que ligam a cidade a todos os cantos do Brasil!

Petrolina

Do Bode ao Vinho, Petrolina está pronta para te receber!

Banhada pelo famoso rio São Francisco, Petrolina consegue produzir vinhos que estão sendo considerados tão bons quanto os do sul do país. Quem diria que por lá, um dos roteiros mais procurados pelos turistas são as visitas às vinícolas com direito a caminhada entre os parreirais e tudo?

Mas se você é “cabra arretado”, e gosta mesmo de comer um bom bode, está no lugar certo! Com fama nacional na iguaria, Petrolina montou um Bodódromo na cidade para satisfazer a grande demanda. Lá existem vários restaurantes especializados no prato, mas que também servem carneiro, peixes e carne de sol. É um verdadeiro paraíso da culinária regional.

As carrancas, caras normalmente assustadoras feitas de madeira, podem ser facilmente encontradas por lá. Isso se deve ao grande trabalho da artesã Ana das Carrancas, que embora tenha falecido há 7 anos, ainda tem muitas obras expostas e vendidas. Outros artesãos também produzem as famosas Carrancas de Petrolina e montaram uma oficina para exporem e comercializarem suas obras.

Petrolina, não tem mar, mas faz do Velho Chico um excelente ponto de diversão, gastronomia e saúde. Isso porque em suas margens, existem ótimos restaurantes, bares, além de pista s de caminhada e corrida. Contemplar o pôr-do-sol às margens do São Francisco é sem dúvida um dos pontos altos da cidade.

Separamos ainda, mais 2 dicas de como aproveitar ao máximo, tudo que Petrolina tem para oferecer:

– Museu do Sertão: Ótimo lugar para conhecer um pouco mais sobre a cultural e a história do povo Sertanejo. Nas 5 galerias do museu, existe um rico acervo de móveis, fotos e documentos que ilustram bem como foi a vida no sertão.

Ilha do Rodeadouro: Localizada há 12 km do centro da cidade, a ilha com suas areais brancas, águas doces e calmas é muito procurada pelos turistas e o povo local. A ilha oferece inúmeras barracas com comidas regionais, é claro. Para chegar lá, os moradores da ilha oferecem o “transfer” em barcos que na alta temporada são responsáveis pelo sustento das famílias ribeirinhas.

 

E ai, ficou com vontade de conhecer Petrolina? Temos voos diários partindo de Brasília, Salvador e Recife que ligam a cidade ao resto do Brasil!

A agradável cidade de Campo Grande, capital do Mato Grosso do sul (região Centro-Oeste do Brasil), é uma das principais portas de entrada para o Pantanal, um fantástico bioma que abriga espécies de belezas raras e em enorme quantidade.

Ao chegar na cidade já é possível sentir os ares pantaneiro, pois não é difícil encontrar araras, papagaios ou tucanos voando livremente, algo que surpreende qualquer visitante.

Há parques arborizados, restaurantes com ótima gastronomia, shoppings, noites agitadas com música sertaneja, e em poucos meses será inaugurado o magnífico Aquário do Pantanal, deixando o destino ainda mais completo e encantando a todos que visitam.

Além disso, o Aeroporto Internacional de Campo Grande – CGR é um dos mais próximos da cidade de Bonito, que é tão visitada por suas águas de rio cristalinas e perfeitas para mergulho, conhecida como a capital do Ecoturismo do Brasil. Sem esquecer da grande proximidade do Paraguai, onde muitos brasileiros aproveitam os preços baixos para compras.

Uma dica de roteiro é reunir todos esses destinos em uma única viagem. Incrível né?

O destino é muito indicado para quem gosta de contato próximo com a natureza e quer se aventurar por regiões únicas que só o Brasil tem para oferecer!

Aproveite a viagem para visitar a Fazenda São Francisco (município de Miranda), que possui uma externa área territorial com atividades voltadas para agricultura, pecuária e ecoturismo, onde apresenta aos visitantes o Pantanal. Nela é possível ver milhares de animais, como pássaros, tamanduás, jacarés e até mesmo a Onça-Pintada. É fantástico!

A 330 quilômetros de distância de Campo Grande,  encontra-se Bonito, a cidade que tanto encanta e atrai turistas de todas as partes do mundo, principalmente por suas águas claras onde quem mergulha tem a sensação de se estar em um aquário rodeados de peixes. Não é Bonito, é Lindo!

 

Boa viagem!

Texto e fotos: Falando de Viagem.

Para mais informações acesse: http://www.falandodeviagem.com.br

Relatos

Viajando pelo Pinterest

28 de agosto de 2014 0 comentário

PinterestTravel (1)

Estou de mudança. Sim, começo esse texto falando de minha vida pessoal mas calma que o link com viagens já vem aí.  Passada a parte chata de mudar de casa (negociar contrato, burocracia, papelada e, claro, a grana absurda que se gasta geralmente com imóvel aqui no Rio) finalmente estou encarando o lado mais leve e divertido desse processo. Já devidamente instalado em meu novo espaço, é hora de transforma-lo em um lar. Escolher a TV ideal, a decoração mais bacana, o papel de parede mais moderno, os enfeites que mais tem a ver com minha personalidade…. E uma ferramenta que muito tem minha ajudado nessa missão é o site Pinterest.

É tipo uma rede social de referencias, onde os usuários postam imagens mais bacanas em seus murais divididos por temas: Arte, Moda, Lar, Comida e… Viagens! Logo que percebi que ali era um excelente local para navegar por horas a fio por imagens acachapantes de destinos dos mais variados, me peguei deixando de lado meu objetivo doméstico de pesquisar cadeiras, tapetes e quadros e me peguei divagando por fotos fantásticas da Ásia Central. São milhares de viajantes que tem o cuidado de garimpar roteiros incríveis retratados em fotos magistrais e alinhados em pastas temáticas. Um achado!

Resolvi criar então o meu Pinterest, e assim fui montando meus boards e separando na pastinha Viagens as minhas referencias favoritas. (Ainda está bem no começo, mas você pode dar uma bisbilhotada aqui). E fui pesquisar melhor a relação do Pinterest com as Viagens.

Pesquisando bem, você consegue passear por referencias macro (fotos de paisagens, retratos culturais…) até as mais micro (restaurantes interessantes, lugares escondidos…). Os próprios criadores do site já viram a força do foco em viagens por ali, e prometeram criar em breve uma opção de Mapa. Nele, os usuários poderão “pinar” suas referencias organizadas por local, criando assim roteiros colaborativos e super úteis. Vou seguir usando e navegando e recomendo aos amantes de viagem darem uma passeada por lá!

ChapecóDestinosNacionais

Parabéns Chapecó

25 de agosto de 2014 0 comentário

 

post

 

Com apenas 97 anos completados hoje, a “Capital do Oeste” tem muita história para contar e muitas atrações para conhecer.

Você sabia que o nome Chapecó tem origem “indígena”? A palavra quer dizer chapéu de cipó!

Você sabia, também, que a cidade é conhecida como a capital do turismo de negócio? Isso se deve à sua localização privilegiada e a grande oferta de empregos em virtude do seu crescimento acelerado nos últimos anos.

Outra curiosidade de Chapecó  é que ela é uma das 3 cidades do interior do Brasil que conta com um time de futebol na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O ilustre Chapecoense conseguiu o feito terminando o campeonato da serie B em 2013 em segundo lugar, atrás apenas do Palmeiras.

Nós aqui do blog separamos alguns dos principais pontos da cidade que você não pode deixar de visitar.

Balneário de águas termais: Se você está viajando com crianças, essa é uma das paradas obrigatórias! O Balneário conta com 5 piscinas de águas quentes, além de play-ground, restaurantes, quadras e trilhas para caminhada. Para quem quiser alongar a estada, tem também com uma área para camping.

Casa do artesão: Para conhecer um pouco da cultura local e ainda levar alguma lembrança, a casa do artesão é o lugar ideal. Por lá você encontra tapeçarias, bolsas, roupas e vários outros produtos que são feitos ali mesmo!

Catedral Santo Antônio: A Catedral que está localizada no centro da cidade, conta com 2 torres com mais de 40 metros de altura. É um dos cartões postais da cidade e consequentemente um dos lugares mais visitados. Ela fica aberta para visitação de segunda a sábado em 2 horários, de manhã e a tarde. Vale a visita.

Ecoparque: Se você está em busca de um lugar para se exercitar em meio a muito verde, aqui é o lugar! Aberto diariamente das 06:00 ás 21:00, não tem desculpa para ficar parado né?

Museu Tropeiro Velho: Fica dentro de uma propriedade privada, aberta ao público para mostrar o acervo que retrata a vida dos antigos moradores da cidade. Além de ficar por dentro da cultura tropeira, por lá você encontra ainda área de lazer e lanchonetes. Boa opção para ir com a família.

Choperia Getúlio: Se você está em busca de um lagar para relaxar, paquerar e curtir com os amigos, a Choperia Getúlio te espera! Com ótimas opções de petiscos e cervejas, é uma dos lugares preferidos dos chapecoenses e turistas. Perfeita para quem quer curtir um HH ou até mesmo uma música ao vivo!

 

E ai, sentiu falta de alguma dica? Mande para a gente a sua sugestão de Chapecó!

É por tudo isso e muito mais que não podíamos deixar de homenagear Chapecó no dia do seu aniversário

 

É por você!

 

Como Chegar: Temos 2 voos diários que ligam Florianópolis a Chapecó!