Tag

Renata Vanzetto

DestinosNacionaisRecife

Dias felizes, Dias compartilhados

16 de outubro de 2014 1 Comentário

 

IMG_20140913_101846

 

Mês passado foi um mês pra lá de bom na minha vida, rs. Afinal, para mim a felicidade se resume em poucas palavras: viagem, amigas,  comida e família.  É isso e nada mais.
E mês passado tive todas essas palavras juntas em um fim de semana qualquer de Setembro.
Fomos eu, minha irmã,  minha prima e 3 super amigas para Recife, no mais que maravilhoso Resort Nannai!  Apenas um fim de semana, mas o bastante para engordar uns bons kilos,  dar muita risada e pegar “aquele” bronzeado!
Não foi a primeira vez que fui ao Nannai,  ano passado fui com minhas tias dar uma aula gastronômica para os hóspedes, e foi ai que conheci e me apaixonei por esse resort.
Muuita gente tem preconceito com “resorts”, falam que é só pra casais ou para mais velhos. Escrevo esse texto para acabar de uma vez com essa lenda! Fui uma vez com a família e uma vez com amigos e digo que com certeza,  foi uma das melhores viagens que já fiz! É a viagem perfeita para ter por poucos dias daquela vida que “pedimos a Deus”: água de coco,  sombra e água fresca!
Todos os funcionários são absurdamente simpáticos,  e fomos bem atendidas do começo ao fim!
No último dia já viramos amigas de pelo menos uns 4 garçons, rs!
O Nannai fica próximo de Porto de Galinhas,  e fora toda estrutura interna que eles oferecem, ainda tem uma agência de passeios dentro do Resort para todos ficarem por dentro das programações diárias e lugares incríveis para conhecer!
Dexei a melhor parte pro final…. comida! Vocês não podem imaginar o que é aquilo….!

IMG-20140914-WA0022

O café da manhã é gigante e não dá nem pra saber por onde começar.  Almoço com um Buffet mais que completo e, pasmem, antes do jantar tem mais uma refeição,  o Chá da Tarde, e é aí que a coisa pega! Tapioca,  torrada estrelada,  omelete,  mil bolos, mil pães,  suco de cajá,  suco de siriguela e outra delícias maravilhosas que o Nordeste oferece!
Ah e pra você curtir o dia na piscina, eles ainda oferecem uma batida de coco e goiaba, quantas vezes você quiser, e para quem quiser!
Enfim, poderia ficar escrevendo 10 mil linhas sobre as coisas boas de lá,  mas acho que vocês já entenderam né?! É tudo de bom!
Eu recomendo, pegue o próximo avião com destino a Recife e vai curtir uns dias de Rainha no Nannai!

DestinosNacionaisSão Paulo

Minha Liberdade

30 de agosto de 2014 2 Comentários

IMG-20140805-WA0009

 

O tema de hoje é liberdade,  não essa que vocês estão pensando, estou falando da Liberdade, um dos bairros mais famosos de São Paulo!

Para muitos, uma das melhores opções de lazer para fazer aqui na capital, é ir ao Shopping. Para mim, é com certeza ir para Liberdade.
Tirando a praia, ir à Liberdade é um dos meus programas prediletos! Se pudesse, passaria um dia inteirinho só andando pelas ruas, conhecendo lugares novos, descobrindo lojas e restaurantes incríveis! Mas sempre estou naquela correria de sempre do nosso dia a dia em SP.

Vou dar algumas dicas para vocês que assim como eu, ama descobrir lugares super diferentes para comer e comprar! 😉
A Liberdade é literalmente um outro mundo, um lugar a parte de São Paulo!  Até brinco com as minhas amigas que se você não pode ir à praia, vá à Liberdade mas não fiquei em “SP”!
Devido o trabalho no Marakuthai,  meu restaurante com influência tailandesa,  comecei a pesquisar lugares para comprar, desde louças até comidas mais exóticas.  E foi assim que descobri o pedacinho da Tailândia na Liberdade, a Towa! É lá que eu compro os ingredientes mais loucos e diferentes, e todos importados diretamente a Tailândia,  não da China nem do Japão,  mas sim Tailândia! Pastas de curry, hortaliças frescas, o famoso Nampla que é um molho de peixe maravilhosos, arroz jasmin, brócolis da flor amarela e milhões de outras coisas. A Towa é muita completa e cheia de coisas lindas! Todos os ingredientes que usamos no Marakuthai típicos da Tailândia, são comprados lá. Sem contar no preço,  já comprei shimeji por 3 reais!

Outra loja que compro todas as louças mais lindas do mundo é a Ten Man Ya. Os potinhos, esteirinhas, pratos,  copos, talheres,  enfim, louças no geral, as mais lindas e diferentes, estão lá!

Quando digo que a Liberdade é um mundo à parte, quero dizer principalmente sobre as milhões de pessoas que trabalham lá,  todas japonesas, chinesas,  vietnamitas ou de qualquer lugar da Ásia! Nem todos falam português,  e os que falam, são bem complicados de entender! Por isso é preciso ter um pouco de paciência,  até porque os próprios vendedores não tem paciência nenhuma com ” nosso português “. Mas não se preocupe com isso, vale o programa!

Destinos

Beach Aholic

22 de julho de 2014 0 comentário

Foto Renata Capa

Acho que já falei algumas vezes sobre ilhabela por aqui, afinal foi lá que morei 18 anos da minha vida. Lá é minha terrinha, porto seguro e meu refúgio. Mas ultimamente tenho frequentado novas praias, descobrindo lugares incríveis e vendo que, apesar de ser apaixonada por Ilhabela, existem também praias encantadoras no Litoral Norte de São Paulo.

Confesso que sempre ouvi falar bastante sobre as praias do litoral norte: Camburi, Baleia, Barra do Una e Barra do Sahy. Mas até então, nunca havia sido uma grande frequentadora. Hoje posso dizer que descobri em cada uma delas, algo especial. Cada uma tem suas diferenças, seu estilo. E sendo assim, cada uma tem seus frequentadores assíduos. A Baleia, por exemplo, é um clima completamente família, criança correndo por todos os lados. Em Camburi já é um pessoal mais jovem, surfistas e skatistas.

A cada fim de semana, fui descobrindo também, aquilo que mais gosto, restaurantes! E não apenas restaurantes, mas também lanchonetes perfeitas para comer um super açaí, como o Tubarão em Camburi! Comi um bolo de cenoura uma vez, que nunca mais vou esquecer na vida… Isso sem falar das tortas deliciosas!

Outra grande descoberta é a Cantineta, também em Camburi. O ambiente é super agradável, o atendimento é ótimo, e lá, você não pode deixar de comer a barrinha de chocolate!

Outras excelentes pedidas são: Manaca, Aqua e o Pitangueiras, cada um com a sua especialidade. Enfim há vários restôs com comidas 5 estrelas e um ambiente de tirar o fôlego! O pitangueiras, por exemplo, é na pé na areia!

 

Bom, para você que, assim como eu adora passar o fim de semana na praia, minhas dicas estão dadas! 😉

 

Cantineta – Estrada do Camburi, 720 no Espaço Camburi – São Sebastião/SP

 

Tubarão – R Uberlândia, 184 – Camburí, São Sebastião, SP

 

Gastronomia

Ilha mais que bela

10 de Maio de 2014 0 comentário

Foto Renata

Sou paulista no papel, mas caiçara no coração. Até meus 18 anos, morei na praia mais linda do litoral – Ilhabela! E pensando sobre isso, me dei conta de que nunca havia escrito sobre a Ilha para vocês.

Ilhabela é uma cidade razoavelmente pequena, com cerca de aproximadamente 35 mil habitantes. Mas a cada ano esse número cresce e mil coisas surgem!

Cheia de praias e cachoeiras maravilhosas, num dia de sol, você tem muita coisa pra fazer. As praias mais lindas e paradisíacas são Castelhanos e Bonete. Com difícil acesso, são super preservadas. No Bonete você vai de barco ou a pé pela trilha, para Castelhanos da para ir de carro, mas é melhor que seja um 4X4!

Agora, falando em gastronomia, foi lá que nasceu o Marakuthai. Além dele, tem muitos restaurantes maravilhosos, pelos quais sou completamente apaixonada. Para quem está indo pela primeira vez, aqui vão as minhas dicas:

– Viana: Peça pela casquinha de Siri deles, você não vai se arrepender.

– Takê: Pra quem é fã de japonês, esse vale muito a pena. Minha sugestão aqui é o hot holl!

– Portinho: Como bom italiano que é, opte pelo penne ao limone.

Tori, Capitano, Famiglía Manzoli, enfim, são vários restaurantes que merecem sua visita pela sua gastronomia!

Isso sem falar do Megusta, mas desse sou suspeita! O Megusta é um projeto meu e do Ado Manetti, uma cevicheria com o cardápio todinho assinado por mim, mas ao contrário do que muitos pensam, não é só ceviche que você encontra, tem várias opções!  Faz um ano que abrimos e já esta fazendo o maior sucesso. O destaque vai para o prato chamado Ilhabela, uma chapa servida “fervendo” com frutos do mar (salmão, camarão e lula), ciabatta e tomate assado – é de dar água na boca. Para beber, o drink Pisco Sour, tradicional drink peruano. Quem sabe o Megusta não sobe a serra para a alegria dos paulistas?

Foto Renata 2

Ilhabela é uma cidade cheia de atrativos, com muita coisa pra conhecer e claro, comer!  Há milhares de Pousadas e Hotéis super gostosos com ótima localização para você escolher.  Se você ainda não conhece, não sabe o que está perdendo!

 

Viana: http://www.viana.com.br/o-restaurante.php

Portinho: http://www.restauranteportinho.com.br/

Capitano: http://www.pastadelcapitano.com.br/

Famíglia Manzoli: http://www.famigliamanzoli.com.br/site/

Marakuthai: http://www.marakuthai.com.br/

Gastronomia

O Ema

4 de dezembro de 2013 1 Comentário

Ema 2

Esse mês foi um mês de muita alegria, mais um projeto concluído, mais um restaurante!! Vou contar um pouquinho da história pra vocês!

Ah um tempo atrás, descobri que gostava muito de pintar, e sem muitas explicações, todas minhas pinturas eram Emas, sim, isso mesmo, todos meus quadros são emas!! De repente me deparei com milhões de quadros de emas de todos os tipos e tamanhos, e a cada quadro minhas Eminhas iam ficando cada vez melhores!

Na mesma época dessas entranhas pinturas, eu e minha prima Aline (também Chef, como já falei aqui), já estávamos conversando ha muito tempo a respeito de abrimos mais um restaurante. Queríamos algo diferente, outra proposta, outro conceito, outro tudo.

As duas historias se juntaram. Nasceu o Ema. Um pequeno sobrado nos Jardins com apenas 23 lugares, muito discreto e intimista! São 5 mesas no salão, e os demais lugares são em um balcão de frente para a cozinha!

O salão e os doces são comandados pela Aline, e entradas e pratos principais por mim! Como o espaço é minúsculo, aconselhamos sempre a fazerem reservas, e garantir seu lugar, afinal só abrimos de terça, quarta e quinta, a partir das 20hs.

Para achar a casa, costumo dizer que é quase um lugar secreto, uma pequena portinha na Rua Consolação, esquina com a Itu (muiiiiito perto do Marakuthai)! A proposta de uma culinária de raiz traz a releitura de diversos pratos da minha infância ligada a Ilhabela, litoral norte de SP, onde cresci!! Minha maior inspiração veio do Bonete, uma praia paradisíaca em Ilhabela, que só da para chegar pela trilha ou de barco! Uma caminhada de 4 horas ou um passeio de barco de 1 hora. É realmente encantador, uma pequena comunidade de pescadores, uma praia preservada, de areias brancas e águas cristalinas! Passar um fim de semana por lá, é melhor do que um SPA ou qualquer coisa do gênero rs! A Pousada Canto Bravo é minha recomendação!! Praticamente na praia, a pousada possui uma ótima estrutura, funcionários super acolhedores e o restaurante é ótimo!!!! Para chegar no Bonete, eu recomendo ir de barco, pois a trilha é longa e cansativa, sem contar que sempre vamos com malas! Existem diversos barcos de passeios em alguns pontos de Ilhabela que fazem essa travessia, o melhor de todos é o Bote Azul Marinheiro, com ele você pode ter certeza que será um passeio seguro e super tranquilo!! Passar uns dias no Bonete é como carregar toda energia e voltar cheia de inspirações para a vida! Sempre que vou, vou com minha turma de amigos (que não é pequena), fazemos almoços e jantares incríveis com peixes fresquíssimos, pescados por nós mesmos!! Cresci indo para esta praia e hoje ela me deu de presente o Ema, uma releitura dos meus pratos do Bonete!

Vou ficar muito feliz em receber todos vocês!!!!

Telefone:
(11) 3081-8358
Endereço:
Rua da Consolação, 2902

http://www.emarestaurante.com.br/index.html

Pousada Canto Bravo –http://www.pousadacantobravo.com.br/   

Bote Azul Marinho – http://azulmarinhoilhabela.wordpress.com/

Gastronomia

Andanças

21 de outubro de 2013 0 comentário

Capa Renata

Das minhas tantas viagens, com sempre os mesmos objetivos – a procura eterna por receitas, temperos e restaurantes pelo mundo –  hoje vou focar em apenas uma cidade, minha passagem por Portugal – Lisboa.

RenataAh quase um mês atrás fiz uma viagem relâmpago com as mulheres da minha família, para Lisboa e Paris. Uma dessas mulheres, era minha prima Aline, também Chef de cozinha, também louca e também Chef do Buffet Marakuthai. Aline é minha fiel “companheira de comer”, é com ela que literalmente “enfio o pé na jaca”.  Pela família fomos apelidadas por, loucas, compulsivas e fanáticas por comer e cozinhar. E claro, na Europa fixamos ainda mais esses adjetivos!

Foi uma viagem rápida, apenas 3 dias em Lisboa e 3 dias em Paris, porém uma das melhores viagens da vida, muitas risadas, muita comida boa e claro com ótimas companhias! E foi em Lisboa que conheci o melhor restaurante da viagem e talvez o… melhor do melhor de todos!  Chama-se Belcanto e fica num lugar maravilhoso, bem no centro histórico de Lisboa, um ambiente sóbrio e sofisticado e atendimento impecável! O Chef é o premiado José Avillez, só esse ano ganhou o premio Chef do Ano pelo Guia Boa Cama e Boa Mesa, e o Belcanto foi premiado com o Garfo de Platina (o melhor premio atribuído aos restaurantes).  Uma das coisas que mais me impressionou foram as louças! Tudo muito original, criativo e diferente, nada de pratos brancos comuns!

Agora vou falar do que realmente interessa, comida! Comemos muito e de tudo, pedimos um menu degustação com 1500 itens,mas os melhores foram: A entrada – Trilogia de Azeitonas, azeitonas apresentadas em 3 formas, realmente MARAVILHOSA. E  de prato principal, uma raia com caldas de diferentes vegetais, inspirados no quadro do Pollock! A semelhança do prato com o quadro é realmente incrível!

Restaurante-Belcanto (1)

Enfim, é isso, se for para Lisboa você é obrigado a ir no Restaurante Belcanto! Imperdível! Espero que gostem das fotos!

BELCANTO
+ 351 21 342 06 07
Largo de São Carlos, 10
1200-410 Lisboa

Gastronomia

As odiáveis delicias do inverno

19 de agosto de 2013 0 comentário

la vie en douce

Inverno = engordar. Tenho que assumir, eu engordo no inverno. Eu e 80% das mulheres! Não há como resistir a um chocolate quente, vinho, nutella, queijo, fondue, massas, sopas, pipoca, chocolate, chocolate e chocolate. Indignada com esse assunto e detestando esse verbo – engordar – decidi procurar e entender porque temos essa necessidade de comer coisas tão engordativas nesta estação! No inverno, a temperatura do corpo diminui e para se aquecer, ele gasta mais energia das nossas reservas, por isso sentimos mais fome. É natural e fisiológico! Ótimo, sou normal. Mas, uma chef de cozinha e uma pessoa descontroladamente apaixonada por comer, não consegue controlar as delicias gastronômicas da estação. Não sou tão normal assim.

hamburguer

Não é só em relação a comida que as coisas se tornam mais difíceis, ir para academia é quase que impossível, acordar cedo é uma tortura, tomar banho, lavar louça, ou qualquer outra coisa ligada a água é um horror!!  Enfim, a preguiça se torna sua melhor (ou pior) amiga. A preguiça te acompanhará por cada dia, do começo ao fim, principalmente nas horas dos ataques nada magros à geladeira. É uma luta do nosso corpo para conseguir manter a temperatura interna na casa dos 36°C. Aí, as funções simples do dia a dia acabam usando 10% mais combustível que utilizariam se estivéssemos no verão. Ou seja, aquela barra de chocolate que você até comia de vez em quando, se torna algo irresistível e muito mais apetitosa no friozinho.

vinho

Mas como já dizia aquela frase “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”, vou deixar para vocês algumas dicas para você driblar os quilinhos a mais.

1.Substitua o leite integral pelo leite desnatado

2.Opte sempre por massa integral

3. Quando tiver vontade da xícara de chocolate quente, faça um chá sem açúcar.

4. Substitua o pedaço de bolo por 5 cookkies com gotas de chocolate

Bom, se você for um viciado em comida como eu, essas dicas não vão valer muita coisa. O negocio é esperar o frio passar e, enquanto isso, ser feliz!!

Eu falo para todo mundo que sou caiçara, mais vou contar um segredo… é mentira. Eu nasci em São Paulo (de fato sou paulistana) mas com apenas 1 ano de vida meus pais tiveram a brilhante idéia de fazer uma loucura e ir morar em Ilhabela. E foi lá que eu passei os meus primeiros 20 anos, tendo um juventude extremamente livre e caiçara, longe de qualquer medo, sistema e futilidade. Por isso, me considero 100% praiana, minhas raízes são de lá, minha história, minha vida…

Há 4 anos cai aqui na selva de pedras, (tudo pela minha profissão) já tinha o Marakuthai há 4 anos na Ilha e sentia, que lá estava pequeno para mim. Queria ver gente, aprender, conhecer restaurantes, ter concorrentes… queria crescer!

A vontade era tanta, que até investidor conseguimos e nos mudamos de mala e cuia para a capital. Os primeiros meses tive um arrependimento medonho, foi muito difícil… a crítica, o trabalho pesado e mais tudo aquilo que a cidade pode oferecer de ruim,  principalmente o medo da violência e o  transito caótico.

parede bucthers market

Acordar e não ver o mar como vi durante vinte anos, doeu muito para mim. Até eu perceber que São Paulo poderia ser muito bom, demorei. E eu digo que quem me salvou aqui foram os restaurantes, rs…. como sempre a comida. Descobri uma grande paixão, achar novos lugares para comer, comer e comer. Como eu sempre tenho a hora do  almoço livre e alguns começos da semana , aproveito para descobrir gastronomicamente São Paulo inteiro,  por isso, hoje eu posso dizer, eu amo São Paulo, ou melhor, eu amo a comida de São Paulo.

Já viajei bastante, ano passado foram 6 destinos internacionais só atrás de comida, mas para mim nada se compara com aqui, temos um grande tesouro nas mãos.

La Vie en Douce (3)

É por isso que nesse post resolvi falar do que eu mais amo comer em São Paulo meus pratos prediletos da atualidade.

No final de semana

O clássico francês Moules et Frites ( mexilhões com fritas ) do minúsculo e bombástico Le Jazz. Eles só servem esse prato no final de semana. É maraaavilhoso!

121212

Gordurinhas

O sorvete de pistache do Baccio di Latte é um vício para mim.

O quadrado de Nutella do Le Vie en Dulce , é o meu mini doce preferido, gosto tanto que nem reclamo de pagar R$ 9,00 por um quadradinho.

Panqueca de doce de leite argentino do restô 348. É de se jogar dentro e pedir mais.

O cremé brulé do Le Vin , devia ser proibido, um absurdo.

GUIA

Junk Food

 Nesse quesito sou dividida entre duas paixões, o Dinner 210 do chef Benny Novack e o super descolado Butcher´s Market . Os melhores hamburgers da cidade para mim.

Se você for no Dinner não deixe de provar o cookies quentinho de chocolate na sobremesa. É para enfiar o pé na jaca mesmo.

Meu predileto

 Agora o meu prato predileto é um bem feito Steak Tartare , no mínimo uma vez por semana saio para comer , amo, amo , amo! Já provei o do Le Jazz, do Ici Bistro, do Le Vin, Tavares, Tartar & Co, Miya, sou viciada, mais estranhamente o que eu mais gosto não é de nem um restô francês, e sim do moderninho Lorena, é ma ra vi lho so! Fora que já virei tão cliente que agora eles trocam as fritas por uma batata doce da chapa, é bom dar uma variada

steak-tartare-1064652-flash

Finos

 Agora, se for para gastar um pouco mais e ser tratado que nem rei… ai tem vários! Seguem os restos  que eu mais amo! Sorry, não sei escolher um prato de cada, tem que ir lá e provar tudo, rs

Maní

Epice

Attimo

Carlota

Due Cuocchi

Brasil a Gosto

Jam

Nagayama

Ici Bistro

 

Meu nome é Renata Vanzetto, sou chef de cozinha dos restaurantes Marakuthai – em Ilhabela e São Paulo – e sou uma pessoa extremamente viciada em comida e tudo que gira em torno dela. Um dos meus grandes prazeres, já que cozinhar para mim é sinônimo de trabalho, é jantar fora.

 Estou sempre conhecendo novos restaurantes e voltando naqueles que amo. Ha mais ou menos 3 anos estou investindo nos internacionais em tours gastronômicos pelo mundo. Acabo de voltar de Nova York , passei uma semana lá  descobrindo todas as novidades do mundo das panelas. Foi tao bom que engordei 2,5 kg em 6 dias. Como? É fácil, só seguir minhas regras de viagem:

Renata 6

1- Não desperdiçar  nenhuma refeição, sem essa de tomar um mega café para pular o almoço.

2- Levar muito Eno na mala, a ideia é comer demais e pode ser que você tenha azia.

3- Roupas largas. No final você vai precisar delas, pode acreditar.

4- Fazer tudo a pé, para perder um pouco do peso na consciência.

5- Não economizar em comida, controle o cartão em lojinhas!

6- Não pule etapas. Tem que ter entrada, prato e sobremesa, se não, não valeu

7- Sair do Brasil com todas as reservas nos restôs que são muito bombásticos. Nem pensar em ficar para fora.

8- Além de todas as refeições, jamais esqueça a hora do café com direito a docinhos.

9- Nunca, jamais, never… viajar e não conhecer um mercado local e a melhor loja de utensílios de cozinha.

10- E para finalizar, o mais importante, la fora não existe caloria entendeu? É psicológico, isso não existe, nada de ligar para essa besteira. Rs!!

Renata 5

Segui todas as  minhas  regras e fiz uma viagem maravilhosa. Foi a quarta vez que fui para NY e não será a última. Com certeza é um dos melhores lugares do mundo para se comer BEM! Tem lugares que sempre volto, como o Spotted Pig, restaurantezinho badalado com a decor toda inspirada em porquinhos. É bem under ground, som alto, garçons moderninhos, o hambúrguer de lá para mim é um dos melhores da cidade. O Balthazar é um clássico, fica no Soho, é super famoso por lá. É um restaurante mais clássico, comida francesa, preço salgadinho mais o brunch de lá é um dos mais bacanas da city , vale a pena conhecer, só cuidado com o português, os brasileiros batem ponto lá.

Além desses, tenho que citar o Pastis, o Café Habana ( nunca, absolutamente jamais, vá a NY e não coma o milho mexican style do Café Habana, é o melhor milho do mundo). Tem também o La Esquina, bar/ restaurante super style, você tem que descer uma escada que passa dentro da cozinha para chegar nele, é demais!! Lá dentro bomba de gente bonita, som bom, drinks maravilhosos e o melhor, comida boa. Faça reserva, é muito lotado, e cuidado, não se engane, quando chegar no La Esquina peça para descer, muitos desavisados ficam na parte de cima que não tem graça nenhuma. Esses são meus queridinhos que eu sempre repito, agora vamos as novidades.

 Renata 4

A sensação do momento na “big apple” eram o ACME e o NoMad – esses dois acabaram de abrir – estão super na mídia tanto de lá quanto aqui no Brasil, li muita coisa sobre eles falando bem.

Tive um mega jantar no Acme, provei 8 entradas, 3 pratos e 2 sobremesas, foi de sair rolando, estava tudo muito bom. O chef é ex Noma, por isso, fui com uma expectativa grande. O ambiente é gostoso, nada muito formal graças a Deus.

Já no NoMad não posso falar a mesma coisa, infelizmente me atrasei e perdi meu horário, só comi uns snacks no bar, quase chorei, sai em depressão. Fiz de tudo, mas não consegui nenhuma mesa. Vou ter que voltar só para ir no NoMad, rs. Ah, e diferente do Acme, o salão é super formal, pessoas sérias, silêncio e gente chique.

Conheci também o Mary’s Fish Camp, mi-nus-cu-looo! Tipo vinte e poucos lugares apertados e bomba muito. Fiquei 1 hora na fila de espera, mas valeu a pena! Os tomates verdes fritos e a salada picante de melão são inesquecíveis. Sonho com eles!!!!

 

A surpresa da viagem, foi o Pasta Basta. Uma amiga que mora lá há 25 anos falou que era o restaurante predileto dela e……… lá fomos nós. Óbvio que torci o nariz quando ela me falou que tinha uma pegada japonesa e italiana, achei esquisitérrimo!!!! Mas olha, só o fato de entrar naquele lugar e ver uma cozinha no meio do salão totalmente aberta já me ganhou. Tudo girava em torno da cozinha, sensacional! E não é que a comida também era demais? As lâminas de salmão com rabanete,wassabi e gelatina de sakê estavam incríveis. Destaque para a salada ceasar que vem uma alface romana inteira e para o Spaghetti que é finalizado dentro da peca de parmesão. De se jogar dentro!

 Renata 1

Essas são as dicas de restôs que acho que devem ser compartilhadas.

Além delas eu sempre recomendo ir no Eataly, mega mercado com restaurantezinhos dentro incríveis, é de pirar. Pra mim, o melhor lugar do mundo!!!

Ah, o Chelsea Market também é outro mercado muito bacana, dentro tem um lugar que vende lagostas e ostras frescas  muito bom!!!!

 

 Renata 2

Beijo, tchau, mês que vem tem mais textinhos engordativos!!!

Gastronomia

Conheça os Segredos da Chef Renata Vanzetto

27 de Abril de 2013 0 comentário
Renata Vanzetto Chefe

Foto – Tateu Brunelli

Nascida em São Paulo, mas criada em Ilhabela, a paulistana e chef de cozinha Renata Vanzetto é uma autodidata. Cozinha desde os 9 anos, mas foi a partir dos 13 no restaurante da mãe, que assumiu as primeiras responsabilidades. Era ela quem fazia as entradas com toque tailandês.

Passou por estágios em renomados restaurantes como a Brasserie Les Varietés, em Saint Rémy, e no Villaurrutia, em Terragona.

Em 2007, abriu em Ilhabela o seu próprio restaurante, o Marakuthai, contemporâneo de sotaque tailandês e “pé na areia” que se tornou um grande sucesso. Atualmente o restaurante possui outra unidade no bairro jardins, em São Paulo.

Foto – Ancar Barcalla

Apesar de nova, Renata já ganhou vários prêmios como chef Revelação do Guia Quatro Rodas (2008), Casa Boa Mesa (2010), Melhor Restaurante Novo (2010) segundo a revista Época e Melhor Restaurante Contemporâneo (2011) segundo a revista Go Where.

Sempre em busca de novos desafios, a chef abriu no final de 2012 o bar MeGusta especializado em em ceviches e pisco, no coração de Ilhabela.

Para conhecer mais sobre a vida e carreira da Renata Vanzetto, e ainda pegar a receita do delicioso peixe com curry verde, folha de limão e capim santo, que ilustra nosso texto, não deixe de ler a matéria  da jornalista Carla Palmieri na revista de bordo ou acessar: www.aviancaemrevista.com.br