Categoria

Destinos

Você é o tipo de viajante que fica sempre de olho no próximo feriado e não vê a hora de fazer as malas? Então é provável que já conheça várias cidades do Brasil e até mesmo do mundo. Mas você sabe quais são os destinos mais procurados da Avianca?

De norte a sul do país, são vários os locais que atraem turistas dos mais diferentes perfis. E são muitas as razões que fazem com que tantas pessoas escolham esses lugares para passar as férias ou mesmo para viajar com outros objetivos.

Ficou interessado em saber quais são essas cidades? Será que você já conhece todas elas? Continue a leitura e confira os 7 destinos mais procurados da Avianca!

O que leva um destino a ser muito procurado

De início, podemos pensar que o que faz uma localidade ser muito visitada é o preço das passagens. Mas nem sempre essa relação é o principal motivo para uma cidade entrar no ranking das mais buscadas pelos clientes.

Uma prova disso é que alguns desses destinos são muito visitados justamente nos períodos de alta temporada — conhecidos pelo aumento dos preços no setor do turismo em geral. Em contrapartida, nessas épocas, observa-se uma grande movimentação das pessoas que amam viajar e ficam atentas às promoções.

Mas, de modo geral, os destinos mais visitados variam de acordo com a sazonalidade e sofrem influência de diferentes fatores.

É comum, por exemplo, algumas localidades ficarem em alta a partir de postagens na mídia e em redes sociais. Atualmente, as telenovelas e os influencers digitais estão entre os principais responsáveis por fazer essa divulgação.

As movimentações do mundo corporativo e do entretenimento também contribuem para que um destino entre na lista dos mais procurados. Afinal, congressos, eventos e conferências são capazes de atrair um grande número de visitantes nacionais e internacionais.

Características das cidades mais visitadas

Todo mundo sabe que o litoral brasileiro é um dos mais lindos do mundo. Então, não é surpresa que 4 dos 7 destinos mais procurados pelos clientes da Avianca fiquem no nordeste do país. E eles são mais visitados durante o verão, férias escolares e grandes festas nacionais, como Carnaval e São João.

Outro fato interessante é que algumas das cidades são muito procuradas por estarem em regiões estratégicas. Ou seja, tornam-se ponto de embarque e desembarque para outras localidades.

É o caso, por exemplo, de Recife (que leva a Porto de Galinhas) e de Salvador (que é desembarque para Morro de São Paulo). Ou seja, nem sempre as localidades mais procuradas são os destinos finais dos passageiros.

Destinos mais procurados pelos clientes da Avianca

Como você viu, são vários os motivos que levam uma localidade a figurar entre as mais procuradas pelos turistas. Conheça agora as 7 cidades mais procuradas pelos clientes da Avianca nos últimos meses e o que esperar de cada uma delas!

1. Salvador

Além das praias incríveis, o Nordeste brasileiro é cheio de história e tem um cenário cultural muito forte. É também um destino democrático, já que atende desde famílias em férias até solteiros em busca de agitação.

Esses são alguns dos motivos que fazem Salvador ser a primeira cidade da lista das procuradas pelos clientes da Avianca!

2. Recife

Como dito anteriormente, Recife é um destino muito procurado tanto por sua rica cultura quanto pela proximidade de lindíssimas cidades — como Olinda, Porto de Galinhas e até Maragogi, no estado de Alagoas.

No Carnaval, o destino também é muito procurado por aqueles que apreciam os blocos de rua e não deixam de acompanhar o desfile do famoso Galo da Madrugada.

3. São Paulo

A maior cidade do Brasil e oitava mais populosa do mundo não poderia ficar de fora da lista. Afinal, lá é o centro dos grandes negócios e destino certo de investidores e empresários dos mais variados setores.

Mas São Paulo também é incrível para quem aprecia arte, cultura e os ares de uma cidade cosmopolita. O bairro da Liberdade e a Avenina Paulista, por exemplo, não podem ficar de fora do roteiro.

4. Fortaleza

A capital do Ceará é um dos destinos mais procurados por turistas do Brasil e do mundo. E o principal motivo são as exuberantes praias, a agitação noturna e, claro, a gastronomia típica da região.

A cidade também tem tudo a ver com férias em família, já que conta com diversas opções de lazer para todas as idades.

5. Rio de Janeiro

O grande cartão-postal do Brasil ainda é um dos destinos mais procurados pelos turistas. Calor de 40ºC, paisagem exuberante e muita música são a cara do Rio de Janeiro.

Na sua próxima oportunidade, aproveite para conhecer ou revisitar alguns dos pontos turísticos e se apaixonar novamente pela cidade maravilhosa: Pão de Açúcar, Cristo Redentor e Praia de Copacabana não podem ficar de fora.

6. Brasília

Quando pensamos em Brasília, política e viagens a negócios vêm à mente. Mas a cidade também conta com um impressionante conjunto arquitetônico e é ponto de partida para diversas outras localidades.

Caldas Novas, Rio Quente e Chapada dos Veadeiros são alguns dos destinos turísticos muito procurados a partir do aeroporto de Brasília.

7. Juazeiro do Norte

O último local do ranking tem relação direta com a religiosidade do povo brasileiro. Juazeiro do Norte, a cidade de Padre Cícero, é considerada um dos maiores centros de religiosidade popular da América Latina.

Com 27 metros de altura, a estátua do padroeiro recebe ao longo de todo ano um grande número de romarias e atrai milhões de pessoas.

Como você viu, os destinos mais procurados da Avianca são variados e atraem viajantes de diversos perfis. Por esse motivo, na hora de escolher o local das próximas férias, leve em conta o ranking de popularidade, mas também os seus objetivos e interesses.

Outra dica é tentar se surpreender por um lugar que você nunca pensou em visitar. Toda cidade tem opções incríveis de cultura, lazer e entretenimento que certamente vão agradar você e toda família.

E, para não desperdiçar nenhum feriado em casa, uma ótima estratégia é atentar para os voos de contrafluxo e os destinos menos requisitados.

Seguindo essas dicas, você consegue se programar tanto para conhecer os destinos mais procurados da Avianca quanto para fazer viagens mais rápidas e econômicas!

Pronto para arrumar as malas e curtir as próximas férias? Então, entre em contato com a Avianca e faça sua reserva!


Antes de embarcar em uma viagem, você já sentiu um friozinho na barriga? Para quem adora explorar o mundo, partir em uma nova jornada é muito mais do que um passeio. As experiências que vivemos em cada aventura são aquelas que ficam marcadas em nossa trajetória.

Os destinos dentro do Brasil são grandes oportunidades de viajar mais, mesmo que seja por períodos curtos. Graças à excelente malha aérea brasileira, um turista pode cruzar o país em questão de poucas horas. Essa economia de tempo com os deslocamentos faz com que essas folgas sejam bem aproveitadas.

O litoral do Nordeste conta com praias paradisíacas, muitas opções culturais e uma gastronomia saborosa, além de ótimas estruturas de hospedagem e serviços. Em tempos de dólar alto, essa região é uma chance de os viajantes curtirem a vida no território brasileiro.

Você já conhece a capital do Rio Grande do Norte? Neste guia, vamos contar tudo o que você precisa saber para fazer uma viagem para Natal. Vamos falar de fatos e histórias sobre a cidade, bem como indicar uma porção de atrações para aproveitar. Boa diversão!

Conheça mais sobre Natal

A história de Natal remete aos anos da chega dos portugueses ao Brasil, em 1500. Devido à sua posição estratégica, a região foi por várias décadas objeto de disputa entre indígenas, portugueses, franceses, holandeses e ingleses.

Foi apenas no final do século XVI que essa área do litoral do Nordeste foi dominada por Portugal, que começou a enviar centenas de colonos para garantir a sua soberania. No ano de 1597, a Coroa Portuguesa mandou uma expedição comandada por Mascarenhas Homem e Jerônimo de Albuquerque para expulsar os franceses.

Para evitar novas invasões estrangeiras ou ataques de indígenas, os exploradores portugueses começaram a erguer um dos pontos turísticos mais famosos de Natal até hoje: a Fortaleza dos Reis Magos.

Fundação da cidade

Em 1599, às margens do Rio Potengi, foi fundada a Cidade dos Reis, que depois ficou conhecida como Cidade de Natal. O povoado ainda estava em desenvolvimento quando, em 1633, a região foi dominada pelos holandeses, que mudaram o nome para Nova Amsterdam.

O domínio da Holanda no litoral do Nordeste durou 21 anos, deixando marcas que podem ser vistas até hoje em muitas construções, como pontes e casas. Depois da expulsão dos conquistadores estrangeiros, Natal passou a crescer de forma lenta até o final do século XIX, época em que contava com cerca de 16 mil habitantes.

Desenvolvimento

A partir da virada para o século XX, a cidade passou por seu período de maior expansão, com as primeiras obras de urbanização e o crescimento da economia local.

Como é um dos pontos das Américas mais próximo da Europa, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) a região recebeu as instalações de uma base americana, tornando o nome de Natal conhecido em todo o planeta. Depois do fim do conflito, a cidade se desenvolveu como um importante centro de negócios, recebendo milhares de moradores nos anos seguintes.

A partir dos anos 1980, a história de Natal tem uma grande virada. Graças às suas praias maravilhosas, a natureza exuberante e a cultura rica em tradições, essa bela capital do Nordeste passou a fazer investimentos pesados na área de turismo.

Hoje a cidade é um dos destinos mais procurados pelos visitantes do Brasil e do mundo. Sua infraestrutura hoteleira e de serviços turísticos tem altos padrões de qualidade, além de Natal oferecer roteiros para os gostos mais distintos.

Localização e população

Natal fica localizada na região central do litoral do Rio Grande do Norte. Está a 189 quilômetros ao norte de João Pessoa (PB) e a 525 quilômetros ao sul de Fortaleza (CE).

Devido à sua posição geográfica, essa é a parte do Brasil que recebe os primeiros raios do sol todas as manhãs.

Segundo dados de 2018 do IBGE, a população estimada de Natal é de um pouco mais de 800 mil habitantes.

Clima

Assim como no restante do Nordeste, o clima em Natal é ensolarado e quente em boa parte do ano. No verão (de dezembro a março), as temperaturas ficam na casa dos 30 graus durante o dia, em média. As noites também são de calor, por volta de 24 graus.

Entre os meses de março e julho, ocorre o período de chuvas, mas as temperaturas seguem altas como durante o verão. Mesmo quando há muita precipitação, ainda assim é possível aproveitar as praias e outras atrações da cidade e seus arredores.

A região recebe forte incidência de ventos, que aliviam o calor e refrescam a vida dos visitantes. Por causa dessa particularidade natural, o estado do Rio Grande do Norte é um dos maiores produtores de energia eólica do país.

Natureza

Natal e os municípios vizinhos são dotados de vida natural extraordinária, com muitas lagoas, áreas verdes preservadas, praias incríveis, dunas e falésias bem altas, além de um mar multicolorido e de águas transparentes, ideais para a prática de mergulho.

Um dos pontos turísticos naturais mais famosos da região é conhecido como O Maior Cajueiro do Mundo. Brotando de uma única árvore, os seus galhos e folhas cobrem mais de 8.500 metros quadrados.

Quem gosta de contato com a natureza vai encontrar em Natal um excelente destino, pois a fauna e a flora são abundantes e podem ser apreciadas em diversos pontos dessa cidade incrível.

Aeroporto

A cidade conta com um aeroporto que faz conexão direta com as principais capitais do Brasil e do mundo. O Aeroporto Internacional de Natal – Governador Aluízio Alves fica em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal.

Aproveite as belas praias da região

O grande atrativo de Natal e região são, sem dúvida, as lindas praias. A cidade conta com ótimas opções para aproveitar o dia à beira-mar, para quem quer só relaxar na areia ou também para os visitantes que gostam de agito.

Os destinos recebem turistas de todos os perfis, sejam eles famílias e casais ou quem procura viagens para fazer sozinho.

A seguir vamos falar sobre as principais praias para aproveitar durante a sua visita à “Cidade do Sol”, como Natal é conhecida.

Ponta Negra

Praia mais famosa da capital, a badalada Ponta Negra é onde ficam muitos hotéis e pousadas, além de contar com excelente estrutura de bares, restaurantes, cafés, sorveterias, lojas e empresas de serviços de turismo.

Durante o dia a animação fica na areia, onde existem centenas de vendedores ambulantes e quiosques, que servem porções e bebidas deliciosas. Na orla também é possível contratar passeios de barco, roteiros de buggy pelas dunas, além de aluguel de equipamentos para esportes aquáticos, como surfe, windsurf, kitesurf, mergulho, entre muitos outros.

O mar é excelente para banhistas, mas é necessário ter cuidado quando as ondas estão quebrando muito forte. Os visitantes são monitorados a todo instante por brigadas de salva-vidas, que garantem a segurança e a diversão de todos. Respeite a sinalização na areia e a orientação dos profissionais, evitando pontos que representam perigo.

No canto direito de Ponta Negra fica o Morro do Careca, uma duna com mais de 100 metros de altura que é cercada de vegetação. Esse ponto turístico é um dos cartões-postais de Natal que, por medidas de preservação, tem o acesso fechado ao público.

Já quando a noite cai, a animação fica nos bares e baladas do bairro, que recebem turistas de todas as partes do mundo. Existem opções de entretenimento para todos os gostos, desde shows musicais de diversos ritmos até apresentações de folclore do Nordeste, com destaque para bumba meu boi, os folguedos e os reisados.

Durante o carnaval, a região concentra muitas festas e desfiles de blocos, que arrastam multidões de turistas e moradores locais. Como a festa mais popular do Brasil é realizada na alta temporada, o ideal é fazer as suas reservas de passagens aéreas e hospedagens com bastante antecedência.

Genipabu

Dentro do Parque Turístico Ecológico Dunas de Genipabu ficam algumas das atrações mais buscadas de Natal. Essa grande área é preservada e tem controles rígidos para o acesso ao parque, que cobra ingressos.

Os turistas podem viver a experiência incrível de descer as enormes formações de areia, que são desbravadas a bordo de buggys radicais. Os passeios podem ser contratados com empresas especializadas e têm durações que vão desde 1 hora até roteiros para o dia todo, que passam por paisagens inacreditáveis.

Antes de descer as dunas, os motoristas fazem a clássica pergunta aos visitantes: o passeio será com ou sem emoção? A resposta define qual a velocidade que o veículo vai andar, além da rota e das manobras realizadas. Escolha a opção que mais combina com o seu perfil e aproveite momentos inesquecíveis.

Além das maravilhosas dunas, a região de Genipabu conta com belas praias de águas calmas, excelentes para as famílias brincarem. O acesso a alguns pontos pode ser difícil dependendo da maré. Então, antes de seguir para o destino, informe-se sobre as condições do mar.

Durante o período mais chuvoso do ano, são formadas lagoas entre as dunas e a vegetação, que podem ser curtidas pelos viajantes nos meses seguintes.

Pirangi

Você gosta de uma praia mais sossegada, sem a presença de milhares de turistas, vendedores ambulantes e tráfego intenso? Então deve seguir para a região sul de Natal. Essa parte da cidade é mais frequentada pelos moradores locais, então, é possível aproveitar a paz e a tranquilidade da orla de Pirangi.

Essa área tem longas faixas de areia, com mar de ondas médias e muito vento — o que atrai praticantes de esportes como vela, windsurf e kitesurf. Quem tiver disposição pode contratar aulas dessas atividades, que são oferecidas na praia.

Os corais que cercam as praias são bastantes procurados por mergulhadores, pois a região é rica em vida marinha. Busque por empresas especializadas na prática e descubra os mistérios extraordinários que o fundo do mar esconde.

Essas praias ficam no caminho para O Maior Cajueiro do Mundo, facilitando a visita a duas atrações diferentes no mesmo passeio.

Pipa

Seguindo mais ao sul de Natal fica a charmosa Pipa, uma antiga vila de pescadores que se desenvolveu como um ótimo destino turístico. Muitos visitantes aproveitam a estadia em Natal para esticar até esse paraíso, que fica a apenas 80 quilômetros da capital do estado, no município de Tibau do Sul.

A orla dessa região é muito bela, com destaque para a Praia do Amor, que é cercada por enormes falésias em forma de coração. Outra que não pode faltar no seu roteiro é a Praia do Madeiro, onde as águas calmas são convidativas para um banho de mar. Desde a areia é possível apreciar grupos de golfinhos, que fazem espetáculos que encantam aos visitantes.

No final do dia, vale a pena seguir até o Chapadão, um grande conjunto de falésias de cores avermelhadas intensas. O alto da formação oferece uma linda vista de Pipa, além de um pôr do sol impressionante.

A vila conta com uma estrutura de primeira, com hotéis e pousadas — das mais simples às sofisticadas. A vida noturna é bastante animada, com dezenas de opções de bares com música ao vivo, drinques e saborosas porções.

Os restaurantes de Pipa são uma atração à parte. Os viajantes encontram uma grande variedade de cozinhas, que servem desde comida típica do Nordeste até pratos das culinárias italiana, japonesa, francesa, espanhola, entre muitas outras.

É possível visitar as praias de Pipa em um passeio de um dia. No entanto, as belezas naturais e o conforto encontrados por lá merecem uma estadia maior. Organize o seu roteiro e desfrute por alguns dias essa parte do litoral potiguar.

Maracajau

Conhecida como “o Caribe do Rio Grande do Norte”, a região da Praia de Maracajau encanta aos turistas por suas águas transparentes e as impressionantes formações de corais, onde habitam milhares de espécies marinhas.

O destino, que fica a cerca de 60 quilômetros ao norte de Natal, é muito procurado para a prática de mergulhos, tanto por amadores quanto por profissionais. Como as áreas de corais ficam longe da costa, o ideal é contratar uma escola que leve os alunos de barco até as formações.

O acompanhamento de profissionais também é necessário por segurança, além de garantir o acesso às regiões que são de preservação ambiental e que têm fiscalização constante.

Curta os espaços culturais na sua viagem para Natal

Muito além das belas praias, dunas, lagoas e falésias, a cidade de Natal oferece aos visitantes um cardápio recheado de atrações culturais. São dezenas de museus, igrejas, centros de artesanato, teatros, espaços de cultura e áreas para apresentações musicais.

Esses locais dedicados à arte, ao lazer e ao entretenimento são uma ótima alternativa para curtir durante os dias de chuva, por exemplo. Contudo, esse roteiro cultural também pode ser aproveitado entre as atividades na natureza.

Veja agora quais são as melhores atrações para conhecer em Natal.

Catedral Metropolitana de Natal

O Brasil é conhecido por ter milhares de igrejas históricas, que foram sendo construídas a partir do descobrimento do país até os dias atuais. Quando um viajante explora o território nacional, um dos passeios que mais revelam sobre a alma e a história de uma cidade são os seus templos.

Em Natal existem muitas igrejas de grande importância para a vida da cidade, cujos estilos misturam influências do barroco e o clássico. No entanto, o edifício onde fica a Catedral Metropolitana de Natal é uma atração à parte.

Projetada com linhas ousadas, essa igreja inaugurada em 1988 impressiona por seu espaço interno amplo e pé-direto alto. Durante as celebrações, a catedral comporta 3 mil pessoas sentadas, o que revela a imensidão do local.

Faça belas fotos da fachada da igreja e gaste alguns momentos para apreciar a decoração interna, que conta com vitrais coloridos muito bonitos. O endereço é Av. Marechal Floriano Peixoto, 674, Tirol.

Memorial Câmara Cascudo

Instituição que homenageia o escritor, antropólogo e historiador potiguar Luís da Câmara Cascudo. Autor de muitos livros e ensaios, morou por toda a sua vida em Natal, onde desenvolveu importantes trabalhos de pesquisa sobre a cultura brasileira.

O memorial tem um acervo incrível de objetos e livros, que pertenceram à Câmara Cascudo e hoje são usados para contar a história desse grande personagem da cidade.

Veja de perto as peças coletadas pelo historiador durante toda a sua trajetória, como máscaras e ferramentas indígenas, imagens de arte sacra, quadros, esculturas e mobiliário.

Também estão em exposição itens pessoais do escritor. São muitas comendas, títulos e homenagens recebidas por Câmara Cascudo ao longa de sua vida profissional, bem como objetos de uso diário. Por exemplo, pratos e xícaras de porcelana, utensílios domésticos, óculos, chapéus e bengalas. Fica na Av. Câmara Cascudo, 377, Cidade Alta.

Centros de Artesanato

Natal tem uma rica tradição na produção de artesanato. Há diversos pontos especializados na criação e venda de lembrancinhas lindas a preços populares.

Um dos locais mais conhecidos fica em frente à Praia dos Artistas, onde um centro comercial conta com dezenas de estandes, nos quais os pequenos produtores expõem e comercializam suas obras. Por ali é possível encontrar verdadeiras obras de arte, produzidas com os mais diversos materiais.

Perto da badalada Praia de Ponta Negra, o Shopping do Artesanato Potiguar oferece centenas de lojinhas de artesãos locais, que vendem desde belas toalhas de renda, passando por roupas, calçados e acessórios e até pequenas lembranças. O endereço é Av. Engenheiro Roberto Freire, 8.000.

Fortaleza dos Reis Magos

Local histórico de Natal, a Fortaleza dos Reis Magos é uma construção de pedras do final do século XVI. Foi projetada em formato de estrela e até hoje guarda os canhões usados pelos portugueses na defesa da cidade.

Os visitantes podem conhecer o interior do forte, as instalações usadas pelos soldados, objetos de época e uma pequena capela. Os mirantes da atração proporcionam belas paisagens do mar, das praias e os prédios de Natal. O endereço é Av. Presidente Café Filho, 1, Praia do Meio.

Saboreie a deliciosa gastronomia potiguar

Um passeio em Natal deve incluir no roteiro as delícias da culinária local. A comida potiguar é famosa pelos pratos deliciosos, bem-servidos e com preços honestos. Para quem vai fazer um mochilão pela região, vale a pena apostar nos pequenos restaurantes tradicionais. Eles servem comida farta e trazem muita economia aos viajantes.

O litoral do Nordeste é um dos melhores lugares para comer frutos do mar. Na capital do Rio Grande do Norte não é diferente, já que a cidade oferece centenas de restaurantes especializados em receitas de camarão, lagosta, lula, polvo, mexilhão, caranguejo e peixe.

Experimente o fantástico Camarão no Jerimum, que é uma abóbora assada e recheada com molho de sua polpa, camarões, queijo coalho, verduras, lascas de coco e coentro. Depois, o jerimum é gratinado com castanhas de caju e mais queijo coalho.

As especialidades da cozinha local também apresentam moquecas, risotos e grelhados, bem como muitos bolinhos, pastéis, tortas e até saladas com maravilhosos frutos do mar.

O viajante pode provar outros pratos típicos do Nordeste nos restaurantes de Natal, dos mais simples e familiares aos comandados por chefs de cozinha famosos. Ingredientes como carne de sol, farinha d’água, manteiga de garrafa, macaxeira (mandioca) e feijão-de-corda são os mais tradicionais, que formam refeições muito saborosas e a preços baixos.

Mesmo com todo o apego com as raízes da comida nordestina, quem visita Natal pode saborear as delícias da cozinha contemporânea, bem como as gastronomias de diversas partes do mundo, como a oriental, a mediterrânea e a latina.

Alguns dos melhores restaurantes da cidade ficam entre os bairros de Ponta Negra, na avenida Engenheiro Roberto Freire, na Via Costeira e na região central. Consulte na internet sobre as melhores casas para comer em Natal, além de buscar sugestões com moradores locais, amigos e parentes que já visitaram essa encantadora capital do Nordeste.

Curtiu as opções incríveis de uma viagem para Natal? A maior cidade do Rio Grande do Norte garante lindas praias, muito contato com a natureza e atividades culturais para todos os gostos. Isso sem contar a deliciosa culinária potiguar, que é um espetáculo à parte.

Gostou dessas sugestões de passeios na “Cidade do Sol”? Tem alguma outra dica ou ficou com dúvidas? Deixe seu comentário!

País de dimensões continentais, o Brasil oferece aos turistas os mais variados roteiros de viagem. Seja nos mais de 8 mil quilômetros de litoral exuberante, navegando pelos rios que cortam a Floresta Amazônica, ou aproveitando o clima cosmopolita das grandes cidades, os aventureiros encontram atrações surpreendentes em cada região.

Quer conhecer os melhores pontos turísticos do Brasil? Saiba neste artigo quais são os 12 melhores locais para visitar em terras brasileiras. Boa diversão!

1. Eixo Monumental de Brasília

Na Capital Federal da República, o imponente Eixo Monumental é a avenida principal da cidade. Nessa via estão os mais importantes prédios públicos do Brasil, como o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal, a Esplanada dos Ministérios e a Catedral Metropolitana.

Projetada em parceria por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, essa região de Brasília é repleta de monumentos e prédios belíssimos, que são muito procurados por turistas.

2. Mercado Municipal de São Paulo

Localizado no coração da maior cidade da América Latina, o Mercado Municipal de São Paulo é uma das paradas obrigatórias para todos os viajantes. Inaugurado em 1933, ocupa um imponente prédio concebido pelo arquiteto Ramos de Azevedo.

No Mercadão, o visitante encontra frutas exóticas, carnes, cereais, legumes, frutos do mar, bebidas, embutidos, massas e doces. No local também existem muitos bares e restaurantes, que servem pratos deliciosos das mais variadas cozinhas.

Um dos favoritos do público são os famosos e enormes sanduíches de mortadela. Endereço: Rua Cantareira, 306.

3. Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Na praia de Iracema, em Fortaleza (CE), o Centro Dragão do Mar é um importante espaço cultural da cidade. No local são realizadas exposições de arte e de fotografias, bem como apresentações cênicas, shows musicais e performances de dança.

O centro conta com duas modernas salas de cinema, com uma grande programação de filmes clássicos e produções alternativas. Os eventos costumam ser gratuitos ou com cobrança simbólica. Endereço: Rua Dragão do Mar, 81.

4. Catedral de São Sebastião

No litoral sul da Bahia, a cidade de Ilhéus é uma das mais visitadas do Nordeste. As praias da região são os maiores atrativos. No entanto, um passeio bastante agradável é conhecer a linda Catedral de São Sebastião.

Localizada no centro histórico de Ilhéus, a igreja é uma construção em estilo neoclássico, com riqueza de detalhes em sua decoração, como vitrais incríveis e pilastras ornamentadas. Endereço: Rua Cel. Paiva, s/n.

5. Mercado Ver-o-Peso

Na histórica Belém do Pará, o Mercado Ver-o-Peso é um dos pontos turísticos mais famosos do Brasil. Fica instalado em uma bela construção, cuja estrutura de ferro foi trazida da Europa no final do século XIX.

Esse mercado público é um local vibrante, com enorme variedade de barraquinhas, que vendem desde peixes e frutos do mar frescos até frutas e ervas amazônicas cheias de propriedades medicinais. Endereço: Avenida Boulevard Castilhos França, s/n.

6. Praia de Cabo Branco

Em João Pessoa, a ensolarada capital da Paraíba, as praias urbanas são os destinos preferidos dos turistas. Em uma área repleta de hotéis, a praia de Cabo Verde é uma das mais bem-frequentadas da cidade.

Com areia clarinha e mar de ondas suaves, essa praia é perfeita para desfrutar momentos maravilhosos com a família. Existem muitas áreas para a prática de esportes, como ciclofaixa, calçadão e quadras de futebol e vôlei de praia.

A orla está cheia de opções de alimentação, com muitos quiosques, bares e restaurante. Endereço: Avenida Cabo Branco.

7. Cristo Redentor

Um dos pontos turísticos do Brasil mais conhecidos em todo o mundo, a estátua de 38 metros de altura do Cristo Redentor fica no morro do Corcovado, no Rio de Janeiro.

A vista panorâmica dessa atração revela muitos detalhes da Cidade Maravilhosa, como a Baía de Guanabara, a Lagoa Rodrigo de Freitas e o Estádio do Maracanã. O acesso à atração pode ser feito por meio de um trem, que faz uma linda viagem em meio à Mata Atlântica preservada. Endereço: Rua Cosme Velho, 513.

8. Cataratas do Iguaçu

Uma das 7 Maravilhas da Natureza, as fantásticas Cataratas do Iguaçu ficam na cidade de Foz do Iguaçu (PR), na região da fronteira entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai. As formações geológicas do local revelam 19 quedas d’água surpreendentes, que chegam a 80 metros de altura.

Entre os meses de outubro e março, ocorre o período de maior vazão do rio Iguaçu, que alimenta as Cataratas. A pressão da água proporciona um dos espetáculos naturais mais magníficos do mundo, que é possível admirar desde mirantes.

9. Lago de Furnas

A pacata cidade de Capitólio, a 280 quilômetros de Belo Horizonte (MG), é banhada pelas águas do Lago de Furnas, um dos maiores lagos artificiais do mundo. A região tem natureza exuberante, com muitos passeios ligados ao ecoturismo e aos esportes de aventura.

Navegar por entre os seus magníficos cânions, que podem chegar a 20 metros de altura, é uma das atrações mais emocionantes desse destino. A área é repleta de cachoeiras, mirantes, piscinas naturais e trilhas.

10. Piscinas naturais da Barra da Lagoa

Em Florianópolis (SC) existem mais de 100 praias, mas as piscinas naturais da Barra da Lagoa são uma atração pouco conhecida dos visitantes.

Fica entre a Prainha da Barra e a Ponta da Galheta, onde as rochas formam piscinas de águas claras e mansas, ideais para nadar e curtir o dia. O acesso é feito por uma trilha leve, superada em 15 minutos de caminhada.

11. Ópera de Arame

Curitiba (PR) é uma das capitais mais modernas do Brasil, e a Ópera de Arame é um ótimo exemplo do que o visitante encontra nessa cidade.

Construída com estrutura tubular e coberta por material plástico transparente, essa linda casa de espetáculos recebe apresentações musicais de estilos que vão do clássico ao popular. Localizada no Parque das Pedreiras, é cercada por jardins, lagos e cascatas, formando um dos cenários mais bonitos da cidade paranaense. Endereço: R. João Gava, 970.

12. Convento da Penha

Construído no alto de um morro de 154 metros, o imponente Convento da Penha é um dos locais preferidos de quem visita Vila Velha (ES).

Suas obras tiveram início em 1558, com a chegada do Frei Pedro Palácios à região. A estrutura do convento passou por ampliações no decorrer dos séculos e hoje é um marco da cidade, de onde é possível avistar o mar e a vizinha Vitória. Endereço: Vasco Coutinho, s/n.

E aí, já escolheu os melhores pontos turísticos do Brasil para visitar? O nosso país está cheio de opções incríveis para a sua próxima viagem.

Quer receber primeiro as melhores informações sobre viagens? Curta a nossa página no Facebook e fique ligado nas novidades.

O Brasil tem uma culinária rica em temperos e sabores, e ir a um festival gastronômico é uma excelente oportunidade de conhecer, e provar, os pratos do local.

Cada região ganha destaque por algum ingrediente ou prato. Cidades do Sul do país, por exemplo, são conhecidas pela habilidade com o churrasco e a influência alemã na culinária. Já no Nordeste, o diferencial fica pelos temperos e a influência indígena e africana.

Está planejando uma viagem para as férias ou feriados e quer descobrir alguns festivais gastronômicos para incluir no roteiro? Continue a leitura e veja boas opções!

Festival Ver-o-peso

Se você ainda não foi a Belém, procure visitá-la no fim de maio. Nessa época, você poderá unir os passeios, atrativos e paisagens da região a uma experiência gastronômica diferenciada, o Festival Ver-o-peso da Cozinha Paraense.

Esse é o maior festival gastronômico da Região Norte e promove um grande encontro entre chefs nacionais, internacionais e paraenses com o público. Na ocasião, acontecem aulas abertas, degustações, feira para a compra de produtos e um concurso popular para eleger o melhor prato do evento.

Confira o site oficial para se informar sobre a data e a programação da edição de 2019.

Festival Gastronômico de Búzios

Localizada no litoral sul do Rio de Janeiro, a cidade é um bom destino para visitar em julho, mesmo que seja inverno. O festival gastronômico, também conhecido por FestBuzios, é o responsável por atrair diversos turistas à região nessa época do ano.

O evento é bastante tradicional — em 2019, será organizada a 18ª edição — e uma excelente oportunidade para provar pratos diferentes. A missão será escolher o preferido entre os cerca de 80 restaurantes participantes.

O festival acontece em diferentes pontos da cidade e oferece menus que incluem entrada, prato principal e sobremesas com bom custo-benefício. Este ano, a festa será realizada entre os dias 5 e 14 de julho (somente aos fins de semana).

Petrópolis Gourmet

O Petrópolis Gourmet é outro bom evento da área gastronômica para visitar no estado do Rio de Janeiro. O município fica a cerca de 70 km da capital carioca e, tradicionalmente, durante o mês de novembro, organiza um movimentado festival gastronômico.

O evento oferece menus elaborados com ingredientes produzidos na região e é repleto de muito aroma e sabor. Além da participação dos restaurantes da cidade, também há a presença de chefs renomados que organizam oficinas de culinária.

Festival Brasil Sabor

Esse é o maior festival gastronômico do planeta, registrado pelo Guinness Book, e acontece em todo o país. Ele tem como objetivo divulgar e valorizar a culinária brasileira. A ideia é que cada restaurante elabore um prato inédito com ingredientes regionais.

O Festival Brasil Sabor é bastante tradicional. Em 2018, foi realizada a 13ª edição, que contou com mais de 500 restaurantes em todo o território nacional. Entre as cidades participantes, estavam Curitiba, Fortaleza, Florianópolis, São Paulo, Blumenau, Maceió, entre outras.

Festa da Marejada

A Festa da Marejada de Itajaí é outro bom local para visitar um festival gastronômico, repleto de comida e animação.

Os ingredientes principais são os pescados e frutos do mar, mas o cardápio é bastante diversificado e inclui itens para todos os gostos. A festa conta com diversos restaurantes participantes, alguns com influência portuguesa. Entre os pratos oferecidos no último evento, estavam: caldeirada de frutos do mar, ostras no vapor, bolinho de sardinha e bacalhau com natas.

O festival acontece em Itajaí na primeira quinzena de outubro. Para visitar a região, você pode desembarcar no aeroporto de Navegantes, cidade vizinha, ou em Florianópolis, a cerca de 100 km de distância.

Festival Fartura Brasil

O evento busca valorizar e divulgar a culinária brasileira e é uma ótima oportunidade para que os amantes da gastronomia conheçam novos chefs, pratos e sabores.

O Festival Fartura Brasil acontece em diferentes cidades ao longo do ano e tem uma programação recheada com atrações gastronômicas e artísticas. Se você estiver pela região na data, essa é uma boa sugestão para incluir no roteiro.

Entre os locais que já constam no calendário do festival para 2019, estão: Brasília (23 e 24 de março); Porto Alegre (11 e 12 de maio); São Paulo (03 e 04 de agosto); Belo Horizonte (21 e 21 de setembro) e Fortaleza (26 e 27 de outubro).

Festa do Morango de Atibaia

A Festa das Flores e do Morango é um evento bastante tradicional do interior paulista e pode ser uma boa opção para diversificar a programação do fim de semana e experimentar novos sabores.

Atibaia fica a cerca de 60 km de São Paulo e é conhecida pela grande produção de morango e flores. Durante o evento, os visitantes podem provar sobremesas feitas com a fruta, além de uma área gastronômica com restaurantes de culinária japonesa e outros estabelecimentos com quitutes diversos.

Em 2019, a festa acontece entre os dias 30 de agosto e 22 de setembro, sempre às sextas, sábados e domingos, no Parque Municipal Edmundo Zanoni.

Festival Gastronômico e Cultural de Pirenópolis

Pirenópolis, que fica a cerca de 170 km de Brasília, é um bom destino para entrar em contato com a natureza e praticar turismo de aventura. Além disso, o município conta com um evento para valorizar e divulgar a culinária do cerrado, que apresenta alimentos como pequi e castanha de baru.

O festival acontece desde 2003, e todos os anos recebe diversos visitantes, além de chefs e profissionais da área. A programação inclui feira gastronômica, aulas de culinária para crianças, aula-show e apresentações artísticas.

Geralmente, acontece em um dos fins de semana de agosto no salão paroquial e em alguns estabelecimentos da cidade.

Essas foram nossas dicas para quem deseja visitar um festival gastronômico. Há diversos eventos desse estilo espalhados pelo país, e são uma boa oportunidade para provar alimentos diferentes e aprender mais sobre a culinária e a cultura de determinada região.

Gostou de saber mais sobre os festivais gastronômicos do Brasil? Conhece algum amante da gastronomia que adoraria ver essas dicas? Então, compartilhe este texto em suas redes sociais para que seus amigos e familiares fiquem por dentro do assunto!

Destinos

7 lugares para viajar com bebês

8 de fevereiro de 2019 0 comentário

Quando a família cresce, uma das preocupações dos pais é escolher lugares para viajar com bebês nos momentos de folga.

O fato de ter uma criança pequena no grupo não impede que os viajantes aproveitem o passeio. Entretanto, é importante analisar alguns fatores para garantir a diversão e o conforto de todos.

A maioria dos destinos está preparada para receber bebês e crianças pequenas. Contudo, um ponto a ser avaliado é a infraestrutura do local. Visitar cidades com farmácias, supermercados e outros estabelecimentos, sem dúvida, facilitará as suas férias.

Quer algumas dicas sobre o assunto? Então, continue a leitura e veja 7 lugares para viajar com bebês e quais são os principais preparativos para isso. Boa leitura!

Principais cuidados para viajar com bebês

A programação de uma viagem com bebê requer atenção a alguns detalhes, tais como a idade da criança, a infraestrutura da hospedagem, a duração do voo, a alimentação, entre outros.

De maneira geral, a recomendação é que a criança comece a viajar apenas a partir dos 3 meses. Um dos primeiros passos para organizar as férias é levar o seu filho ao pediatra para analisar as condições de saúde dele antes do passeio. Aproveite para se informar sobre pomadas úteis e remédios para pequenos desconfortos como febre, enjoo, gases etc.

Também é fundamental providenciar a documentação necessária para a viagem, que pode ser a certidão de nascimento, a carteira de identidade ou o passaporte, dependendo do destino. Além disso, procure levar a carteira de vacinação ou uma foto ou digitalização dela. Caso ocorra algum imprevisto, você estará com esses dados em mãos.

Antes de reservar o hotel, verifique se ele conta com berço e com espaço para preparar a alimentação infantil. Ter uma pequena cozinha no quarto ou uma copa kids, por exemplo, será ótimo para preparar mamadeiras e aquecer as refeições da criança.

Lugares para viajar com bebês

Muitos destinos são propícios para viajar com bebê. Ao colocá-lo em um carrinho ou canguru, a família conseguirá explorar o local normalmente, com tranquilidade.

Contudo, dê atenção às características da região. Cidades históricas com ruas de pedra, como Paraty e Ouro Preto, podem exigir um pouco mais de esforço para passear com os pequenos no carrinho.

Veja abaixo algumas sugestões de lugares para viajar com bebês!

1. Praia do Forte, Bahia

A Praia do Forte, que fica a cerca de 50 km do aeroporto de Salvador, é uma boa opção para viagem com bebês.

Os resorts da região com sistema all inclusive são uma alternativa para aproveitar dias de descanso sem grandes preocupações. Mas há ainda opções de hotéis e pousadas.

Se você estiver viajando com crianças maiores, vale a pena visitar o Projeto Tamar e conferir a programação da semana. Por lá, a garotada poderá participar de atividades educativas e conhecer mais sobre a vida marinha.

2. Itu, São Paulo

Itu é um destino interessante para quem deseja visitar o interior de São Paulo. A cidade, conhecida pelos objetos gigantes, fica a 100 km da capital paulista e tem a estrutura necessária para garantir uma estadia confortável para toda a família.

Entre os atrativos turísticos estão a Praça dos Exageros, com telefone, lápis, jogo de xadrez e outros objetos em tamanho gigante, e a Cidade da Criança, um parque municipal que garante a diversão do público infantil.

3. Petrópolis, Rio de Janeiro

O estado do Rio de Janeiro também tem bons lugares para viajar com bebês. Uma das sugestões é Petrópolis, a cerca de 60 km da capital, onde sua família poderá aproveitar o clima da serra para curtir dias de lazer e descanso.

Entre as dicas de atividades estão o Palácio Quitandinha, que tem um lago e uma extensa área verde, a biblioteca Rocambole e a visita aos parques da cidade.

4. Gramado, Porto Alegre

Gramado, a cerca de 110 km de Porto Alegre, é mais um bom destino para bebês e crianças. A rede hoteleira variada e os atrativos da região fazem com que esse seja um local interessante para passar as férias em família.

Contudo, ao viajar no inverno é preciso dar uma atenção maior à escolha das roupas, já que as temperaturas por lá podem ser bem frias nessa estação. Por outro lado, quem visita a cidade entre o fim de outubro e meados de janeiro encontra um clima mais quente e ainda pode conferir o famoso espetáculo Natal Luz.

5. Florianópolis, Santa Catarina

A região sul do país também tem bons lugares para viajar com bebês, e um deles é Florianópolis. A cidade tem diversas praias adequadas para visitar com crianças.

A Praia da Daniela e a Praia Cachoeira do Bom Jesus, na parte norte da ilha, são dois excelentes locais para aproveitar com a criançada. Geralmente, contam com um mar calmo, quase sem ondas.

Na Lagoa da Conceição, é possível fazer um passeio com os pequenos no fim da tarde e ir a restaurantes e lojas.

6. Porto de Galinhas, Pernambuco

Porto de Galinhas, a 50 km de Recife, é um bom destino para visitar com crianças em qualquer estação. A água costuma ter temperaturas agradáveis ao longo de todo o ano.

A região tem uma rede hoteleira variada que atende a todos os perfis de família, indo de pousadas simples até resorts. Além disso, conta com infraestrutura de restaurantes e comércio.

Para passear com bebês, a dica é ir à praia na parte da manhã. Além de ser o período adequado para tomar sol, a maré está mais baixa e a faixa de areia fica maior.

7. Curitiba, Paraná

Curitiba é mais um dos lugares para viajar com bebês no Brasil, especialmente se você busca um destino com muita área verde. A cidade tem diversos parques e bosques, ótimos para fazer piquenique ou brincadeiras em família, observar árvores e pássaros e se divertir em meio à natureza.

Um dos atrativos para conhecer com a criançada é o Bosque do Alemão, que tem a trilha João e Maria, baseada no clássico infantil, e a Casa dos Contos, um espaço com biblioteca onde também acontece contação de histórias.

Esses são alguns bons lugares para viajar com bebês. Ao programar a viagem com cuidado, você e sua família aproveitarão o período da melhor forma possível.

Gostou das dicas? Ficou com alguma dúvida sobre viagem com bebês? Deixe seu comentário!

As cidades do Nordeste brasileiro estão entre as preferidas dos turistas para as férias. E não é para menos! Afinal, as belas praias e paisagens encantam os viajantes. Contudo, não são só as atrações turísticas que diferenciam a região, há diversas características e fatos interessantes que a tornam ainda mais especial.

O Nordeste é composto por 9 estados e é errôneo pensar que eles são uma coisa só. Cada um deles conta com uma imensa diversidade cultural que inclui culinária, gastronomia, sotaque, artesanato etc.

Você já conhece o Nordeste brasileiro? Quer saber mais sobre os diferenciais da região? Então, continue a leitura e veja as dicas que separamos sobre o assunto!

1. É a região do Brasil com o maior número de estados

O Nordeste é a região do país com o maior número de estados, sendo eles: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Por lá estão localizados destinos famosos que recebem inúmeros turistas ao longo de todo o ano, tais como Salvador, Fortaleza, Lençóis Maranhenses, Maceió, Jericoacoara, entre outros.

Cada local conta com diferentes atrativos. Salvador, por exemplo, é conhecida pelos pontos turísticos famosos como o Farol da Barra, o Pelourinho e o Elevador Lacerda. Além disso, a região em seu entorno tem belas praias, como a Praia do Forte.

Já em João Pessoa, na Paraíba, é possível ver um belo nascer ou pôr do sol na Ponta do Seixas. Esse é o trecho mais oriental das Américas, e é onde os raios do sol aparecem primeiro.

Cumbuco, a 35 km de Fortaleza, e São Miguel do Gostoso, a cerca de 100 km de Natal, são dois bons destinos para quem gosta de velejar. Por ter ventos fortes e frequentes, esses municípios recebem diversos praticantes de kitesurf.

2. Tem destinos para todos os perfis de viajantes

Devido à variedade de cidades, o Nordeste brasileiro apresenta atrativos para todos os públicos. Quem gosta de resorts com boa infraestrutura para passar as férias com crianças pode visitar Salvador e outros destinos próximos.

Para aproveitar dias de descanso em locais um pouco menos movimentados, vale a pena conhecer João Pessoa, Aracaju ou Ilhéus. Se a ideia for visitar pontos famosos, a dica é incluir no roteiro a Praia da Pipa, no Rio Grande do Norte, Maragogi, em Maceió e Porto de Galinhas, em Pernambuco, por exemplo.

3. Tem algumas das festas mais animadas e movimentadas do país

Não dá pra falar em festa e não pensar no Carnaval de Salvador, não é mesmo? O evento é um dos mais movimentados do país e recebe turistas do Brasil e do mundo.

Contudo, outras cidades também apresentam uma festa animada — o carnaval de Recife e Olinda são exemplos disso. O Bloco Galo da Madrugada, em Recife, é considerado o maior bloco de carnaval do mundo pelo Guinness Book.

Outra data importante da região é o São João. Diversas cidades organizam festas animadas que são decoradas com bandeirolas e contam com muita música e comida típica. A festa mais famosa é a de Campina Grande, na Paraíba. Conhecido como “O Maior São João do Mundo”, o evento dura um mês e pode receber cerca de 80 mil pessoas por dia.

4. O Nordeste brasileiro tem paisagens diversificadas

As praias são os principais atrativos da região, mas engana-se quem pensa que ela fica restrita a isso. Por lá você poderá ver construções históricas, como centro histórico de Olinda, reconhecido como Patrimônio Mundial Cultural pela UNESCO, que guarda edifícios coloniais do século XVI e outros estilos arquitetônicos.

Além disso, há outras paisagens interessantes como as dunas dos Lençóis Maranhenses e a Chapada Diamantina — um bom local para visitar mirantes, formações rochosas, cavernas, cachoeiras, entre outros atrativos.

5. Tem algumas das praias mais lindas do mundo

Se você já conferiu alguma lista que indicava as praias mais bonitas do mundo, provavelmente já viu praias do Nordeste brasileiro por lá. Uma relação elaborada pela CNN Travel com as 100 melhores praias do mundo, por exemplo, inclui a Praia Porto da Barra, em Salvador, e a Praia Porto do Sancho, em Fernando de Noronha.

Já a praia da Baía dos Porcos, também em Fernando de Noronha, aparece na 6ª posição da lista elaborada pelo site de viagem Flight Network com as 50 melhores praias do mundo.

6. A região tem a maior quantidade de ilhas de todo o litoral do Brasil

O Nordeste brasileiro tem cenários incríveis e que encantam os viajantes. Outro fato interessante é que lá fica localizada a maior quantidade de ilhas do litoral do país.

Maranhão é o estado campeão nesse quesito: o Arquipélago de Maiaú é formado por mais de 50 ilhas. Algumas delas são de difícil acesso, mas é possível visitar a Ilha dos Lençóis, Ilha do Bate-Vento e a Ilha de Guajerutíua.

Outro lugar repleto de ilhas é Fernando de Noronha. O arquipélago tem 21 ilhas, mas somente a principal pode ser visitada. O destino tem praias e paisagens paradisíacas que encantam os turistas.

7. Tem uma culinária rica em sabores e temperos

A gastronomia do Nordeste brasileiro é outro ponto alto. A culinária tem influência portuguesa, africana e indígena e utiliza itens que, em alguns casos, só são encontrados na região.

Além do óleo de dendê, do leite de coco e dos condimentos mais apimentados que são característicos, alguns dos itens que complementam o cardápio são os peixes e os frutos do mar, a carne de sol, a tapioca, o feijão-verde e o cuscuz. Há ainda frutas como caju, graviola e pitomba.

Os pratos típicos podem variar de acordo com o estado, mas alguns exemplos são:

  • acarajé;
  • carne de sol com queijo coalho;
  • baião de dois;
  • moqueca;
  • bolo de rolo;
  • cocada.

O Nordeste brasileiro é bastante diversificado e conta com opções para variados gostos e orçamentos. Por lá, você encontrará locais badalados e outros mais tranquilos, desde os resorts até as pousadas em estilo rústico. Veja as características de cada estado e selecione o destino ideal para a sua próxima viagem.

Gostou de conhecer alguns dos atrativos do Nordeste do Brasil? Quer receber outras dicas de viagem? Então siga a Avianca nas redes sociais e acompanhe as próximas publicações! Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube.

A maior cidade do Brasil e da América do Sul é um dos destinos perfeitos para quem busca muitas opções urbanas de lazer, além de uma atmosfera agitada, típica de uma megalópole.

No entanto, é interessante montar um roteiro alternativo para São Paulo (SP), fugindo um pouco dos pontos turísticos convencionais — como a Avenida Paulista e o Parque do Ibirapuera. Melhor ainda se puder combinar esses dois aspectos!

A cidade conta com uma diversidade cultural muito rica, o que ajuda a explicar por que ela atraiu mais de 15 milhões de turistas em 2017.

Na capital paulista, há várias opções pouco conhecidas do grande público, mas que têm o seu valor. Elas envolvem desde espaço para músicas de gêneros não tão populares, mas charmosos, até manifestações artísticas em construções ou em áreas inusitadas.

Se ficou interessado nesses locais, confira a lista especial que preparamos e conheça 5 deles!

1. Jazz Nos Fundos

A maior cidade do Sudeste brasileiro também tem um cenário musical muito ativo e para múltiplos gostos! Tanto que, se você deseja curtir um bom Jazz ou Blues, basta ir até o Jazz Nos Fundos. Trata-se de um clube decorado com arte e que conta com um bar.

Ele tem dois espaços: um (Sala JazzNosFundos) é utilizado para a apresentação de Jazz e música instrumental, enquanto o público assiste de suas mesas. O outro ambiente é mais reservado (Sala do Autor), no qual dá para presenciar uma apresentação de música autoral em silêncio, a fim de aproveitar a acústica e a qualidade do som.

O Jazz nos Fundos está localizado no Centro Cultural de Música Instrumental, na rua Cardeal Arcoverde, 742, em Pinheiros. Funciona de terça a sexta, das 20h às 2h, e de sexta a sábado, das 20h às 3h. Seu telefone de contato é (11) 3088-0645. Os valores dos ingressos variam de show para show e conforme o dia da semana.

2. Passeio noturno no zoológico de São Paulo

Se você deseja uma experiência única e animada, o passeio noturno no zoológico de São Paulo pode ser o que você procura! Nele, é possível observar animais que têm hábitos noturnos e que nem sempre estão ativos e visíveis durante o dia. Por exemplo, lobos, hipopótamos e morcegos!

É uma bela aventura para ir com os filhos, sobrinhos ou crianças, em geral. Mas há uma ressalva: o passeio requer agendamento prévio, pois é bastante disputado. Para não se frustrar, lembre-se de marcá-lo com antecedência, bem como de reservar o valor para o ingresso. Ele custa R$ 100 por pessoa, sendo que crianças com idade entre 5 e 10 anos pagam R$ 70.

As datas do passeio são predefinidas, ocorrendo de 15 em 15 dias, às sextas-feiras, com início às 19h e duração de cerca de 3 horas. É possível consultar o cronograma com as datas no site do Zoológico de São Paulo.

Para agendar, você deve ligar para o número 5073-0811, ramal 2119. Lembrando que o zoológico está localizado na Avenida Miguel Estéfano, 4241, Vila Água Funda.

3. Farol Santander

O Farol Santander está localizado no Centro de São Paulo, na rua João Brícola, 24. Fica próximo a outro ponto turístico: o Mosteiro de São Bento. No Farol, é possível apreciar uma vista ampla da região central de São Paulo, além de visitar exposições de arte e acompanhar debates.

Se você gosta de história, poderá aproveitar o espaço “Memória”, em que estão presentes elementos que fizeram parte da trajetória do prédio. O mirante em si fica no 26° andar, onde também há uma cafeteria. De lá, você consegue tirar fotos incríveis da paisagem urbana da maior capital brasileira. Há ainda uma pista de skate em seu 21° andar, para quem gosta da modalidade.

O tempo médio de duração do passeio é de 1 hora e meia, o que significa que há bastante coisa para ser apreciada. Os horários de visitação vão das 9h até as 18h, de terça a sábado, e das 9h às 17h aos domingos. É possível permanecer até duas horas a mais no prédio após o fim desses horários. Os ingressos são vendidos na bilheteria local (no térreo) ou pelo site. É possível comprar ingressos para diferentes áreas no Farol.

4. Beco do Batman

Se você aprecia arte contemporânea urbana, como o graffiti, tem grande chance de se encantar por uma caminhada no Beco do Batman. E o melhor: sem prejudicar seu planejamento financeiro, afinal, o passeio é gratuito!

O local é repleto de arte de rua, que também é renovada constantemente. Dessa forma, de tempos em tempos, o cenário artístico muda, apresentando algo novo para quem o visita. Vale destacar que o graffiti cobre de tudo: muros, escadas, calçadas… Ou seja, para onde você olhar é capaz de ver uma pintura.

Carros não podem transitar no Beco do Batman, de modo que a aventura fica reservada para os pedestres. Ele está localizado entre a Rua Medeiros de Albuquerque e a Rua Gonçalo Afonso, na Vila Madalena (Zona Oeste de SP).

5. Mirante 9 de Julho

Esse é outro ponto a céu aberto com visitação gratuita. É possível conferir uma galeria de arte de rua, usufruir de um espaço de coworking com wifi gratuito (para quem viaja, mas ainda precisa trabalhar) e comer ou beber algo na cafeteria local.

No mirante, também ocorrem eventos, como sessões de cinema abertas ao público, que podem ser apreciadas diretamente de suas escadarias. Ele está localizado na rua Carlos Comenale, s/n, no bairro Bela Vista. Para descobrir os eventos e seus horários, é importante checar a programação no site do Mirante 9 de Julho.

Se você deseja fazer um mochilão, viajar com a família ou ir à cidade a trabalho, vale a pena montar um roteiro alternativo para São Paulo. Dessa forma, você acompanha um lado menos conhecido da capital paulista, mas que conta com atrativos suficientes para tornar sua estadia mais divertida e proveitosa.

Que tal começar a planejar esse roteiro agora mesmo e, de quebra, garantir sua passagem para São Paulo? Acesse o site da Avianca e fique por dentro das nossas promoções.

Se você gosta de viajar em família, sabe que é muito importante pesquisar bastante sobre cada destino escolhido para aproveitar ao máximo as atrações e garantir a diversão de todo o grupo. E um dos itens que não podemos deixar de analisar é o clima. Afinal, nada melhor do que conciliar as estações do ano e turismo, concorda?

Por ter tamanho continental, o Brasil apresenta características muitos distintas de região para região, e isso fica ainda mais evidente em certas épocas do ano. Em julho, por exemplo, enquanto a serra gaúcha está coberta de geada, Fortaleza pode estar sob um sol escaldante.

Continue a leitura do texto e confira algumas opções de destino perfeitas para curtir o melhor de cada estação do ano!

Primavera

A estação das flores é uma das mais esperadas do ano, não só pelo clima agradável, mas também pela beleza que invade as ruas de muitas cidades. Confira alguns destinos brasileiros para visitar nessa época do ano!

Blumenau

Quem vai para Blumenau tem a opção de chegar pelo aeroporto de Navegantes (a 55 km) ou de Florianópolis (a 150 km). Independentemente de qual for a sua escolha, o certo que é essa cidade é perfeita para ser visitada na primavera.

O motivo é que em outubro Blumenau realiza a versão brasileira da Oktoberfest — festival que celebra as tradições alemãs, com muita comida típica e cervejas artesanais! O complexo que recebe a festa conta ainda com bares, lojas e espaço para acolher o público de mais de 500 mil pessoas.

Belo Horizonte

A capital de Minas Gerais é outro destino perfeito para ser visitado na primavera. Além do clima ameno, nessa época o turista se encanta com as ruas cobertas com ipês das mais variadas cores. Não é à toa que BH já recebeu o título de “cidade jardim”.

Essa época também é excelente para passear pelos principais pontos turísticos do local, como a Praça do Papa, o Complexo Arquitetônico da Pampulha e o Circuito Cultural da Praça da Liberdade.

Outra boa pedida é esticar a viagem até a cidade de Brumadinho (a 57 km de BH) para conhecer Inhotim, um incrível museu de arte contemporânea com projeto paisagístico de tirar o fôlego.

Verão

A estação mais quente do ano é a cara do Brasil — e o que não faltam são opções para curtir as altas temperaturas em atmosfera de muita festa.

Rio de Janeiro

Não há estação que represente melhor o clima carioca do que o verão. Praias cheias, termômetros marcando 40 graus e corpos bronzeados são a cara do Rio nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro.

Mas no verão a cidade também realiza festas imperdíveis, como o Réveillon e o Carnaval. Essa época do ano é perfeita para tomar uma cerveja gelada em Santa Teresa, curtir shows nos Arcos da Lapa ou mesmo visitar os incríveis pontos turísticos, como o Pão de Açúcar e o Cristo.

Salvador

Quando falamos em verão no Brasil, logo pensamos em praia, não é mesmo? E outro destino ótimo para aproveitar essa época do ano é Salvador.

Com muitas opções de festas e diversão, a capital da Bahia fica com clima ainda mais festivo quando as temperaturas estão elevadas. Também não podemos deixar de mencionar o já tradicional Festival de Verão de Salvador, que leva ao palco atrações musicais para todos os gostos.

Em 2018, alguns dos artistas foram Anitta, Ivete Sangalo, Gusttavo Lima e Planet Hemp.

Outono

No Brasil, uma das estações mais agradáveis é o outono, quando o clima fica mais seco, com temperaturas amenas e céu claro. Confira alguns destinos perfeitos para essa época.

Cuiabá

A capital mato-grossense é conhecida pelo forte calor na maior parte do ano. Por isso, para fazer passeios ao ar livre e explorar a exuberante natureza da região, o ideal é ir quando as temperaturas estão amenas.

Aproveite a época de outono para conhecer a Chapada dos Guimarães (a 70 km da capital) e desfrutar da paisagem dos cânions, cachoeiras e vegetação típica do cerrado.

Chapada dos Veadeiros

Uma das regiões mais bonitas do Brasil pode ser apreciada de um jeito especial na época de outono. Nesse período, as flores do cerrado dão um colorido diferenciado à paisagem.

Além disso, no outono as chuvas ficam escassas, portanto é seguro realizar trilhas, explorar a pé as belezas naturais e se aventurar em esportes como canoagem ou rapel.

A melhor maneira de chegar à Chapada dos Veadeiros é desembarcar no aeroporto de Brasília, que fica a cerca de 230 km da região.

Inverno

Apesar de o Brasil ser um país tropical, também é possível curtir as temperaturas baixas em um clima muito romântico e aconchegante, sabia? Veja as dicas!

Curitiba

A linda capital paranaense recebe muitos turistas na época de inverno, por registrar temperaturas bem próximas a zero grau e até mesmo negativas. Então, se você gosta de frio, esse é o destino certo para você!

Aproveite sua estadia em Curitiba para visitar bons restaurantes, comer fondue e tomar quentão. O clima também fica perfeito para conhecer museus e encerrar o passeio com um delicioso chocolate quente. E capriche nos trajes de inverno, que rendem lindas fotografias!

Gramado

Localizada a 115 km de Porto Alegre, Gramado é uma das cidades mais visitadas do Rio Grande do Sul. Chocolates artesanais, bons vinhos e o clima europeu são alguns dos motivos que levam milhares de turistas todos os anos a essa região da Serra Gaúcha.

No inverno, o destaque de Gramado vai para as baixíssimas temperaturas, o que deixa a cidade ainda mais romântica e aconchegante.

Como você viu, é possível conciliar estações do ano e turismo para desfrutar o melhor de cada destino. Então, ao decidir para onde será a sua próxima viagem, não deixe de levar em conta a época e o clima da região. Assim, você consegue aproveitar muito mais o local visitado, e toda a família se diverte.

Quer ficar por dentro de mais dicas de viagens? Então, curta a página da Avianca no Facebook e não perca nenhuma postagem!

Destinos

Saiba tudo sobre as regras de bagagem em avião

7 de janeiro de 2019 2 Comentários

Na hora de arrumar as malas para a viagem, sempre bate aquela dúvida sobre quais itens são permitidos e proibidos na bagagem em avião. E é muito importante que o passageiro tenha atenção a esses pontos, já que o motivo da existência das regras é a segurança de todos.

Em abril de 2017, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) alterou algumas regras de bagagem. Por isso, mesmo que você já tenha viajado outras vezes, é bom ficar atento.

Quer tirar todas as suas dúvidas sobre bagagem de avião? Então, continue a leitura!

Novas regras da ANAC para bagagens

Desde abril de 2017, as companhias aéreas podem cobrar uma taxa para despacho de bagagem. Até então, havia a obrigatoriedade de oferecer uma franquia de 23 kg para voos nacionais e 2 volumes de até 32 kg no caso de voos internacionais. Hoje, essa decisão fica a critério de cada empresa.

No caso da Avianca, a tarifa Promo para voos dentro do Brasil é a única que não inclui franquia de bagagem. Em voos domésticos, a tarifa Economy permite despachar 1 bagagem de até 23 kg e a Flex dá direito a 2 bagagens de até 23 kg cada.

Todos os voos internacionais da Avianca garantem o mínimo de 1 bagagem incluída na tarifa Promo. As demais franquias variam conforme a tarifa e o destino.

As novas regras da ANAC também modificaram as diretrizes para bagagem de mão. Agora, o volume transportado dentro da aeronave pode pesar até 10 kg, sendo que antes o limite era de 5 kg. E essa norma vale tanto para voos domésticos quanto internacionais.

Essa vantagem tem levado muitas pessoas a optarem por não despachar as malas, carregando os pertences dentro do avião. Mas você sabe exatamente o que pode ser transportado em sua bagagem de mão e no porão da aeronave? Continue a leitura para saber a resposta!

Regras para bagagem de mão

Visando a segurança de todos os envolvidos no voo, vários itens não podem ser levados na cabine do avião, com atenção especial para os frascos com líquidos. Confira mais detalhes sobre a bagagem de mão.

O que só é permitido levar na bagagem de mão

  • Dinheiro;
  • papéis negociáveis, ações ou outros valores;
  • documentos pessoais e de terceiros;
  • equipamentos eletrônicos e acessórios (celular, drone, máquina fotográfica, notebook, tablet, filmadora, pen drive e outras mídias);
  • fotografias e álbuns de recordação;
  • remédios;
  • objetos frágeis;
  • objetos de valor;
  • gelo seco (máximo de 2,5 kg por passageiro, em embalagens que permitam a liberação de dióxido de carbono);
  • chaves.

Regras para transporte de líquidos na mala de mão

Nos voos internacionais ou com embarque em portões internacionais, não é permitido transportar na bagagem de mão frascos com líquidos acima de 100 ml. A restrição vale inclusive para gel, pasta, creme, aerossol e similares.

A ANAC também determina que os frascos de até 100 ml devem estar em embalagem plástica transparente, vedada, de no máximo 20×20 cm, sem exceder a capacidade de um litro. Ou seja, o líquido não pode ser transportado em um frasco acima de 100 ml, ainda que ele esteja apenas parcialmente cheio.

Líquidos adquiridos em free shops não precisam seguir essas regras, desde que estejam em embalagens fechadas, devidamente lacradas e com o recibo de compra à mostra (cuja data deve ser a mesma do início do voo) para passageiros que embarcam ou em conexão.

No entanto, há algumas exceções: medicamentos com prescrição médica, alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais podem ser transportados na bagagem de mão, mediante comunicação prévia à companhia.

Regras para bagagem despachada

Ao optar por levar a bagagem no porão, o passageiro conta com uma maior possibilidade de itens para transportar para o local de destino. Confira!

O que é permitido levar na bagagem despachada

  • Roupas e sapatos;
  • itens de higiene pessoal;
  • maquiagem, cremes, desodorantes;
  • secador de cabelo, barbeador;
  • remédios de uso pessoal;
  • acessórios, bijuterias, livros, brinquedos;
  • roupa de cama e banho;
  • alimentos industrializados em suas embalagens originais, como chocolate, vinhos, biscoitos e doces.

Também existe a possibilidade de despachar objetos especiais, como instrumentos musicais, carrinhos de bebê, itens esportivos, cadeira de rodas e obras de arte. Nesses casos, é preciso entrar em contato com a companhia aérea e verificar as condições.

Itens que não podem ser transportados

Ainda visando a segurança de todos, há uma série de mercadorias perigosas que não podem ser transportadas nem na bagagem de mão e nem no porão da aeronave. As regras valem tanto para destinos nacionais quanto internacionais.

No entanto, alguns dos itens podem ser despachados por meio da Avianca Cargo, após avaliação e aprovação do Agente de Atendimento. O profissional será responsável por analisar o conteúdo e indicar o melhor tratamento para o transporte. Por isso, informe sempre o que há em suas bagagens no momento do check-in.

Veja a seguir a lista de objetos proibidos na bagagem em avião.

Armas

Qualquer arma de fogo; arma de caça; réplica ou imitação de arma, incluindo isqueiro com formato de arma de fogo; arma tipo “paintball” ou similar; arma de mergulho; peça de armas (excluindo lunetas); pistola ou espingarda de ar comprimido; pistola esportiva de partida; pistola de sinalização; pistola industrial; dispositivo capaz de gerar corrente elétrica (dispositivo de choque); bestas; soqueira de metal.

Instrumentos de ponta arredondada

Alavanca ou barra metálica similar; ferramentas como: martelos, alicates, chave de boca; material esportivo que possa contribuir para uma ameaça, tais como remo, “skate”, vara de pescar, bastão, cassetete e tacos de bilhar, sinuca, beisebol, polo, golfe,”hockey” etc.; soquete; cassetetes e equipamento para prática de artes marciais.

Objetos pontiagudos ou cortantes

Sabre, tesoura, punhal, espada, faca, objeto multifuncional, com lâmina pontiaguda, dobrável ou retrátil, metálica ou não, com comprimento de lâmina superior a 6 cm, sem considerar o cabo ou outra área de empunhadura; lâmina alongada, com ponta arredondada, sem aresta cortante, metálica ou não, com comprimento superior a 10 cm; navalha e lâmina de barbear, excluindo aparelho em cartucho; equipamento para prática de artes marciais; patins de lâmina; ferramentas tais como: furadeira, cortador retrátil, serra; arpão e lança; flecha, dardo, gancho de ferro, machado, rastelo, espora; pegador e furador de gelo; estilete, chave de fenda; cutelos e canivete; haste de esqui; agulhas hipodérmicas (exceto se houver receita médica); agulha de tricô e agulha de tecer.

Substâncias químicas e tóxicas

Material oxidante, tal como pó de cal, descorante químico e peróxido; cloro para piscinas e banheiras (Jacuzzi); material corrosivo, tais como mercúrio, ácido, alcaloide, bateria com líquido corrosivo, alvejante, em qualquer quantidade (inclusive instrumentos de medição térmica –termômetro); material infeccioso ou biologicamente perigoso (ex.: sangue infectado, bactéria ou vírus); material radioativo (isótopos medicinais e comerciais); “sprays” paralisantes (pimenta e lacrimogêneo); substâncias venenosas (tóxicas) e infecciosas, tais como arsênio, cianidas, inseticidas e desfolhantes em quaisquer quantidades; e extintor de incêndio.

Substâncias explosivas ou inflamáveis

Cápsula explosiva; cartucho gerador de fumaça; detonador e fusíveis; espoleta; explosivo e réplica ou imitação de explosivo; sinalizador luminoso e pólvora; material pirotécnico e fogos de artifício; aerossol de qualquer substância, exceto os de uso médico e de asseio pessoal, sem que exceda a quantidade de quatro frascos por pessoa e que o conteúdo, em cada frasco, seja inferior a 300 ml ou 300 g; bebida acima de 70% do padrão de graduação alcoólica, por volume; material de ignição ou combustão espontânea; fósforo, exceto em unidades acondicionadas em invólucro para uso cotidiano; sólido inflamável, tais como fósforos e artigos de fácil ignição, em qualquer quantidade; líquidos inflamáveis (ex.: gasolina, óleo diesel, metanol); substância que, em contato com água, emita gases inflamáveis; munições e projéteis; gás comprimido de qualquer espécie, tais como: butano, propano, extintores e cilindros de oxigênio em quaisquer quantidades e recipientes; minas, explosivos plásticos, pólvora, dinamite, materiais militares explosivos e granadas.

Outros

bagagem de mao

Dispositivo de alarme (excluindo dispositivo de relógio de pulso e de equipamentos eletrônicos permitidos a bordo); skate elétrico e material cujo campo magnético seja suficiente para interferir nos equipamentos das aeronaves e que não estejam relacionados entre os dispositivos eletrônicos permitidos, tais como telefone celular, notebook, tablet, jogos eletrônicos, que são de uso controlado a bordo de aeronaves.

Também não é permitido o transporte de carne e qualquer derivado, como embutidos e produtos de charcutaria; peixes, vegetais e frutas frescas e derivados como geleias e frutas secas; sementes, ovos e produtos frescos; terra, plantas e flores.

Como você viu, são muitos os detalhes que precisam ser levados em conta pelo passageiro quando o assunto é bagagem em avião. Então, na hora de organizar a sua próxima viagem, não deixe consultar este material e de conferir as recomendações gerais da companhia. Assim, você garante um embarque tranquilo e pode aproveitar melhor o seu passeio.

Que tal ajudar seus amigos com essas informações? Compartilhe o post nas redes sociais!

O Carnaval é a manifestação cultural que melhor representa o espírito dos brasileiros. Toda a alegria, a diversão, os ritmos, as cores e os movimentos se expressam na festa mais popular do país.

Além de curtir os cinco dias de folia, os viajantes têm nesse feriado uma grande oportunidade de explorar novos lugares. Não importa se você quer sambar na avenida ou apenas relaxar na praia ou na montanha, o que vale é aproveitar esses momentos ao máximo.

Já está planejando a sua viagem de Carnaval? Neste artigo vamos mostrar quais são os melhores locais, no Brasil e no exterior, para visitar durante a festa mais alegre do mundo. Aqui você conhecerá os principais atrativos de cada destino, tanto para quem quer cair na festa quanto para quem deseja fugir dela. Boa diversão!

O que devo saber antes de viajar durante o Carnaval?

Em 2019, o feriado de Carnaval começa de forma oficial no dia 1º de março (sexta-feira) e vai até a quarta-feira de cinzas (6/3). Como se trata de um período de muita procura por passagens e hospedagens, essa data é considerada alta temporada.

Isso quer dizer que os valores dos serviços de turismo tendem a aumentar, sendo necessário fazer as reservas com antecedência. Faça as pesquisas pelos voos o mais cedo possível, já que os clientes podem conseguir bons descontos reservando os seus assentos com, ao menos, dois meses antes do embarque. Vale o mesmo quando o assunto é hospedagem e outros serviços oferecidos nas cidades turísticas, como passeios, aluguel de automóveis e atividades de lazer.

Antecipe os traslados

Como essa é uma época de muito movimento nos aeroportos, o recomendado é sair mais cedo de casa no dia da viagem. O maior fluxo de pessoas pode gerar filas nos balcões de check-in e nos postos de segurança antes do embarque.

Em geral, as companhias recomendam chegar ao terminal com duas horas de antecedência para voos nacionais. Quando se tratar de uma viagem internacional, o indicado é se apresentar no aeroporto de três a quatro horas antes de voar. Esse tempo extra garante tranquilidade para os passageiros, que ficam com boas margens para superar eventuais problemas durante o traslado.

Quais são os melhores destinos para curtir o Carnaval no Brasil?

Cada cidade brasileira tem as suas peculiaridades na hora de celebrar o Carnaval. Locais como Salvador, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo têm extensas programações, que envolvem desde desfiles de escolas de samba até bailes privados, passando por blocos de rua. Para saber mais sobre esses destinos tradicionais, veja este outro conteúdo que preparamos.

Contudo, o Brasil é um país continental, e o Carnaval pode ser muito bem aproveitado em outras capitais. No Nordeste, por exemplo, se destaca o litoral de praias paradisíacas, localizadas em cidades com ótima infraestrutura para receber os turistas. As festas ocorrem dia e noite, por isso o viajante tem a possibilidade de desfrutar das atrações naturais sem perder a folia.

O Sudeste é muito mais do que o eixo Rio-SP. Desde as montanhas de Minas Gerais à orla do Espírito Santo, o viajante terá uma porção de destinos incríveis para curtir o Carnaval. Afinal, essa grande expressão da cultura brasileira é celebrada em todos os cantos do território nacional.

A seguir, vamos contar quais são as melhores cidades do Brasil para pular o Carnaval.

Fortaleza (CE)

A capital do encantador Ceará tem 15 ótimas praias urbanas, que fazem um cenário perfeito com a modernidade e a quantidade de atrações da cidade. O ponto mais conhecido é a avenida Beira-Mar, onde ficam os melhores hotéis, restaurantes e bares. Um dos principais passeios é visitar a feirinha de artesanato dessa região, bem como apreciar a deliciosa gastronomia local nos quiosques de frente para o mar.

Entre o sábado (2) e a terça (5) de Carnaval, a cidade tem uma grande programação de desfiles na avenida Domingos Olímpio. Entre escolas de samba, maracatus, blocos, cordões e afoxés, são mais de 40 apresentações para os turistas caírem na festa.

Veja outros locais para visitar quando for passar o Carnaval em Fortaleza:

  • praia de Iracema;
  • praia do Futuro;
  • Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura;
  • Mercado Central de Fortaleza;
  • Parque Ecológico do Rio Cocó;
  • Ponte dos Ingleses;
  • Catedral Metropolitana de Fortaleza;
  • praça dos Mártires;
  • praia do Mucuripe;
  • Jardim Japonês.

Brasília (DF)

A Capital Federal, ao contrário do que muita gente pensa, tem uma intensa programação de Carnaval. A folia ocorre nas ruas, com os desfiles de dezenas de blocos no Plano Piloto.

Entre as festas privadas, o grande destaque tem sido o Carnaval no Parque, que reúne milhares de pessoas no Parque da Cidade. As atrações são shows de artistas famosos em todo o país.

Brasília também guarda muitas atrações turísticas interessantes para conhecer, como as construções concebidas pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Nos dias mais quentes, ficar às margens do Lago Paranoá é uma boa pedida para aproveitar a natureza no Planalto Central.

Pontos legais para visitar em Brasília:

  • Catedral de Brasília;
  • Praça dos Três Poderes;
  • Parque Nacional de Brasília;
  • Torre de TV de Brasília;
  • Memorial JK;
  • Jardim Botânico de Brasília;
  • Centro Cultural Banco do Brasil;
  • Planetário de Brasília.

Natal (RN)

Na maior cidade do Rio Grande do Norte, o Carnaval tem a presença de centenas de bloquinhos, que saem de diversos pontos de Natal atraindo os foliões. Na praia de Ponta Negra, a mais conhecida da capital potiguar, é a concentração de muitos blocos, como o Folias de Estandarte.

Entre um desfile e outro, é possível curtir a cidade, que oferece praias gostosas para banhos de mar e práticas de esportes aquáticos, como mergulho, windsurf e kitesurf. Em Genipabu, o grande destaque são as dunas, que formam o cenário perfeito para se aventurar a bordo de um buggy.

Outro destaque da cidade é a culinária, que tem como base ingredientes como os frutos do mar, a macaxeira, o feijão-de-corda, a farofa d’água, a carne de sol e a manteiga de garrafa. Existem centenas de restaurantes deliciosos, que oferecem pratos bem servidos a preços honestos.

Aproveite a sua visita e conheça também estes outros pontos turísticos:

  • Morro do Careca;
  • Parque Estadual Dunas de Natal;
  • Forte dos Reis Magos;
  • praia dos Artistas;
  • lagoa de Pitangui;
  • Museu Câmara Cascudo;
  • Cidade da Criança;
  • Catedral Metropolitana de Natal;
  • Aquário Natal.

Florianópolis (SC)

A “Ilha da Magia”, como é conhecida a principal cidade de Santa Catarina, tem uma natureza exuberante, mas com todas as facilidades de uma metrópole. Entre as suas praias, destaca-se a Joaquina com suas dunas, onde os mais corajosos podem se aventurar morro abaixo a bordo de pranchas.

A Lagoa da Conceição é outra importante atração de Floripa, que reúne muitos restaurantes e bares, além de ser um dos palcos preferidos dos locais para praticar esportes. Um passeio delicioso é subir no mirante da lagoa para apreciar o pôr do sol, que é um dos mais bonitos do sul do Brasil.

Durante os dias do Carnaval, os desfiles das escolas de samba rolam na passarela Nego Quirido, que é a sede oficial da festa há 30 anos. Em todas as regiões da cidade ocorrem as apresentações de blocos, que tomam as ruas de Florianópolis com muita alegria.

Esses são os pontos turísticos que merecem a sua visita em Floripa:

  • praia Mole;
  • Ilha do Campeche;
  • praia do Santinho;
  • Ponte Hercílio Luz;
  • praia de Naufragados;
  • Palácio Cruz e Sousa;
  • Museu de Arte de Santa Catarina;
  • Jurerê Internacional;
  • Mercado Público de Florianópolis.

Maceió (AL)

Com as praias urbanas mais belas do Brasil, a capital de Alagoas é um paraíso natural no Nordeste. As formações de corais no litoral de Maceió, conhecidas como galés, atraem turistas para a prática do mergulho. A vida marinha que habita essa região pode ser apreciada bem de perto, graças às águas cristalinas do mar.

O Carnaval é comemorado tanto nas ruas quanto em clubes, com grupos organizando desfiles de blocos animados, apresentação de espetáculos folclóricos e palcos com bandas. As atividades estão espalhadas por diversos bairros de Maceió, com destaque para as festividades na praia de Pajuçara, como desfiles de escolas de samba, grupos de bumba meu boi e bandas de afoxé.

Veja quais são as melhores atrações da cidade:

  • praia do Gunga;
  • Feirinha de Artesanato da Pajuçara;
  • Mirante São Gonçalo;
  • praia do Saco;
  • Pontal da Barra;
  • Museu Palácio Floriano Peixoto;
  • Igreja de Nosso Senhor Bom Jesus dos Martírios;
  • Museu de Arte Pierre Chalita;
  • letreiro “Eu Amo Maceió”.

Belém (PA)

A histórica Belém do Pará tem um Carnaval animado e bastante disputado, com três grupos de escolas de samba, que desfilam na avenida Marechal Hermes, no bairro do Umarizal. Além da festa tradicional das agremiações, existem muitos blocos de rua, que garantem a diversão dos turistas.

Os clubes da cidade, como a unidade da rede Sesc, promovem bailes de Carnaval para as crianças, os adultos e o pessoal mais velho.

Quando os visitantes quiserem dar um tempo na folia, podem conhecer os principais pontos turísticos de Belém, como o popular Mercado Ver-o-Peso. Entre as construções seculares, o destaque é para a bela Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré, que começou a ser erguida em 1909.

Outros pontos interessantes em Belém do Pará:

  • Museu Histórico do Estado do Pará;
  • praia do Chapéu Virado;
  • Mangal das Garças;
  • Museu Goeldi;
  • Forte do Castelo de Belém;
  • Estação das Docas;
  • Parque Estadual do Utinga.

Foz do Iguaçu (PR)

Localizada na tríplice fronteira entre o Brasil, o Paraguai e a Argentina, a bela Foz do Iguaçu é o lar das maravilhosas Cataratas do Iguaçu, uma formação de quedas d’água que impressionam pelas suas enormes vazões. A atração fica no Parque Nacional do Iguaçu, uma unidade de proteção ambiental com grande variedade de espécimes da fauna e da flora.

Quem visita Foz também pode conhecer os países vizinhos, que são ligados ao território nacional por meio da Ponte da Amizade (Paraguai) e da Ponte Tancredo Neves (Argentina). Nessas regiões existem zonas de livre comércio, onde os turistas encontram produtos eletrônicos, cosméticos, bebidas e roupas a preços mais em conta.

Aproveite a visita e conheça as seguintes atrações:

  • Parque das Aves;
  • Templo Budista de Foz do Iguaçu;
  • Ecomuseu de Itaipu;
  • Marco das Três Fronteiras;
  • Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho;
  • Itaipu Binacional;
  • Memorial Cabeza de Vaca.

Quais são os melhores destinos internacionais para fugir do Carnaval?

Tudo bem que o Carnaval é uma festa espetacular, mas há quem prefira passar os dias de folia numa outra “vibe”. Como se trata de um feriado nacional, uma boa saída é explorar destinos no exterior.

Serão de 5 a 6 dias de folga no início de março. Então, o ideal é escolher viagens mais curtas, que não demandem conexões e longos períodos de espera nos aeroportos. Afinal, ninguém quer passar a maior parte do período do Carnaval no traslado. Quando embarcamos numa jornada dessas, tudo o que queremos é chegar logo e curtir as atrações daquele país.

Enquanto o verão estará no fim aqui na América do Sul, o hemisfério norte tem os seus últimos dias de inverno. Isso quer dizer que o turista deve programar os seus passeios conforme o clima, que costuma variar bastante nessa época de mudança de estação. Mesmo assim, os visitantes podem encontrar temperaturas agradáveis, excelentes para atividades ao ar livre.

A seguir, vamos mostrar alguns dos melhores destinos internacionais para aproveitar o Carnaval longe da agitação brasileira.

Nova York

A cidade mais charmosa dos Estados Unidos tem voos diretos partindo do Brasil. É possível fazer um roteiro incrível em Nova York com o tempo disponível no feriado de Carnaval.

Como estamos falando da cidade com uma das maiores diversidades do mundo, a “Big Apple” oferece um extenso cardápio de atrações culturais e de lazer. Os amantes da gastronomia têm restaurantes dos mais requintados aos icônicos food trucks, mas que servem comida deliciosa das culinárias de todos os cantos do mundo.

O visitante pode curtir um espetáculo na famosa Broadway, uma região no centro de Manhattan na qual estão localizados mais de 40 teatros. Como estamos falando da cidade que nunca dorme, todos os dias são apresentadas peças, musicais, performances e shows dos melhores artistas da atualidade. Entre os preferidos do público, estão as montagens de “Rei Leão”, “Frozen” e do bruxinho “Harry Potter”.

Os ingressos para as apresentações dos maiores sucessos da Broadway são muito concorridos. O indicado é garantir os bilhetes com bastante antecedência, já que alguns espetáculos costumam estar esgotados bastante tempo antes da data. No entanto, como a quantidade de opções de entretenimento é bem grande, ainda é possível assistir a outros shows menos concorridos comprando os ingressos minutos antes do início.

Quem é fã dos esportes americanos pode assistir a uma partida da NBA, a liga profissional de basquete. Nessa época também ocorrem em Nova York as partidas da NHL, que é o campeonato de hóquei no gelo dos EUA. Assim como nos eventos culturais, as entradas para os jogos devem ser compradas antes da viagem, para garantir o passeio.

Os museus, institutos e galerias dedicadas às artes são uma atração à parte da cidade, já que os acervos desses locais contam com obras dos maiores artistas da nossa história, como Van Gogh, Picasso, Matisse, Basquiat, Andy Warhol e muitos outros. Uma instituição que vale a visita é o MoMA (Museu de Arte Moderna), onde estão expostos trabalhos de nomes conhecidos, entre eles, do chinês Ai Weiwei e da sérvia Marina Abramović.

Esses são alguns dos melhores pontos turísticos para visitar em Nova York.

  • Metropolitan Museum of Art;
  • American Museum of Natural History;
  • Rockefeller Center;
  • High Line Park;
  • Whitney Museum of American Art;
  • Times Square;
  • 5ª Avenida;
  • Brooklyn Bridge Park;
  • Central Park;
  • Estação Grand Central;
  • One World Trade Center;
  • SoHo;
  • Chelsea Market.

Santiago

A capital do Chile está a apenas algumas horas de voo das principais cidades do Brasil. A curta distância ajuda muito o turista, que pode começar a aproveitar essa bela metrópole no mesmo dia da viagem. Santiago está localizada aos pés da imponente Cordilheira dos Andes, com lindas paisagens que podem ser admiradas de diversos pontos da cidade.

No Sky Costanera, que fica no bairro Providência, os visitantes podem subir os 300 metros de altura do edifício para ter uma vista de 360 graus da cidade. Do mirante mais alto da América Latina, é possível apreciar um pôr do sol maravilhoso.

No período do Carnaval, o país andino estará no fim do verão, então é possível curtir dias agradáveis de calor. Os habitantes de Santiago têm o hábito de ocupar as ruas, parques e praças. No fim da tarde, é comum ver o pessoal praticando esportes, passeando com a família ou apenas tomando um sorvete sentado em um banco ao ar livre.

O melhor lugar para curtir as áreas verdes é o Parque Florestal, que ocupa uma grande espaço na região central, próximo do metrô Baquedano. Esse belo parque é muito bem-cuidado, repleto de árvores, flores e gramados bem-aparados, ótimos para fazer um piquenique.

Quando estiver passeando por ali, faça uma visita ao Museu Nacional de Bellas Artes, que conta com um excelente acervo de pinturas, esculturas, instalações, vídeos e até documentação histórica. A entrada do museu é grátis.

Próximo do parque fica o boêmio bairro Bellavista, onde estão instalados centenas de bares, cafés, restaurantes, lojas e serviços. Nessa parte de Santiago, o turista pode saborear as delícias da gastronomia chilena, como as empanadas, o ceviche (peixe marinado no limão com especiarias e hortaliças), os frutos do mar e o famoso vinho, um dos principais produtos de exportação do Chile.

Confira outros locais interessantes para conhecer em Santiago.

  • Cerro San Cristóbal;
  • Palácio de La Moneda;
  • Plaza de Armas;
  • Cerro Santa Lucía;
  • Parque Metropolitano de Santiago;
  • Valle Nevado;
  • Cajón del Maipo;
  • La Chascona (casa do poeta Pablo Neruda);
  • rua José Victorino Lastarria;
  • Parque Quinta Normal;
  • Pueblito de Los Dominicos;
  • Catedral Metropolitana de Santiago;
  • Centro Cultural Gabriela Mistral;
  • Vinícola Concha y Toro.

Miami

A sempre ensolarada Flórida, nos Estados Unidos, é um dos destinos preferidos dos brasileiros. O clima agradável, com temperaturas na casa dos 24 graus, as belas praias e a agitação de uma grande cidade fazem de Miami uma ótima opção para passear durante o Carnaval.

Como a folga terá entre 5 e 6 dias, dependendo do calendário e da disponibilidade de cada viajante, o importante é fazer um roteiro compacto, com as visitas às atrações ordenadas por proximidade. Quando a aventura é feita por um grupo, o ideal é alugar um carro e ter mobilidade para conhecer as praias mais distantes do centro de Miami, como Fort Lauderdale, que vale muito o passeio.

O dia da chegada é sempre puxado, então aproveite a região de South Beach, que fica na área mais movimentada da cidade. Caminhe pelo calçadão admirando o oceano, que tem uma cor incrível. Nessa parte, que fica em Miami Beach, uma ilha na baía de Biscayne, existem várias lojas de marcas famosas, bem como bares, baladas, restaurantes, cafés, cervejarias, docerias, serviços e muito entretenimento.

Entre os prédios da Ocean Drive e a faixa de areia da praia, fica o Parque Lummus, uma área verde cheia de coqueiros onde os cidadãos andam de bicicleta, praticam exercícios e passeiam admirando a paisagem. A sombra das árvores sobre o gramado é um convite a se sentar e passar algum tempo sem fazer nada, apenas sentindo a brisa do mar.

Não é só de centros de compras que vive a cidade. Miami tem diversos museus, galerias de arte e um bairro construído em art déco. As ruas do cool Wynwood, na parte continental, abriga centenas de obras de arte ao ar livre, além de uma extensa programação artística. É comum encontrar apresentações de dança e música, em meio a um comércio agitado e muitas opções de alimentação.

Veja outros postos turísticos interessantes em Miami:

  • Aquário de Miami;
  • Villa Vizcaya;
  • Bayside Marketplace;
  • Bill Baggs Cape Florida State Park;
  • Venetian Pool;
  • Bayfront Park;
  • Museu de Arte de Miami;
  • Haulover Park;
  • Virginia Key;
  • Miami Children’s Museum;
  • Matheson Hammock Park;
  • Wolfsonian-FIU;
  • History Miami Museum;
  • Historic Virginia Key Beach Park;
  • Miami Beach Architectural District.

E aí, encontrou o seu destino perfeito para o Carnaval? Não importa se o seu perfil de turista é festeiro ou sossegado, sempre existe uma opção incrível para conhecer.

Gostou deste conteúdo? Deixe o seu comentário no post e conte para a gente como você vai curtir esse feriadão no início de março de 2019!

Entrar em contato com a natureza é uma excelente estratégia para fugir um pouco da rotina, renovar as energias e se conectar consigo. E o melhor: há inúmeros locais para fazer isso, inclusive se você deseja viajar sozinho no Brasil.

As opções são diversas, afinal, o país conta com uma grande biodiversidade e é possível visitar locais próximos ou outros mais distantes.

Quer dicas de destinos para viajar sozinho no Brasil e ficar em contato com a natureza em sua próxima folga? Acompanhe o post e confira a lista que preparamos!

1. Pirenópolis

Localizada a 150 km de Brasília, a cidade tem uma infraestrutura eficiente para receber os turistas e conta com diversos atrativos, incluindo passeios em meio à natureza.

Em 1989, ela foi tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) devido à importância de seu conjunto arquitetônico, paisagístico e histórico.

Entre os atrativos naturais, estão as trilhas e cachoeiras Sonrisal e Garganta do Inferno no Parque Estadual dos Pireneus, a Cachoeira Bonsucesso, a Cachoeira das Araras e o Pico dos Pireneus, com 1.385 metros de altura.

2. Serra do Cipó

Localizada a cerca de 100 km de Belo Horizonte, a região abriga o Parque Nacional da Serra do Cipó e é uma boa sugestão de destino para quem deseja ficar em contato com a natureza.

Por lá você poderá apreciar uma rica biodiversidade, fazer trilhas, ir em cachoeiras e visitar grutas e cavernas com pinturas rupestres. Além disso, o local oferece atividades de aventura, como canoagem, rafting e rapel.

A cidade tem opções diversificadas de hospedagem com campings, hostels, pousadas e hotéis. Para quem pretende viajar sozinho no Brasil, a estadia em hostel ou albergue é uma boa alternativa, pois esses estabelecimentos incentivam a interação entre os hóspedes.

3. Cambará do Sul

A parte sul do país também conta com opções para os amantes da natureza. Uma delas é Cambará do Sul. O pequeno município, a cerca de 180 km de Porto Alegre, guarda inúmeros tesouros como cânions, cachoeiras, rios e florestas de araucárias.

O destino é ótimo para quem deseja contemplar a natureza e praticar turismo ecológico. Ele está em meio a locais como o Parque Nacional de Aparados da Serra e o Parque Nacional da Serra Geral. É possível visitar o Cânion Itaimbezinho e o Cânion Fortaleza, além de fazer passeio de bote e andar a cavalo, entre outras atividades.

4. São Francisco Xavier

São Francisco Xavier é uma boa alternativa para viajar sozinho, se você quiser algo próximo a São Paulo. O município, localizado nas montanhas da Serra da Mantiqueira, fica a cerca de 150 km da capital paulista e apresenta diversas atrações naturais.

Entre as sugestões de passeio, estão: as cachoeiras Pedro Davi, do Pouso Rochedo e do Roncador, o Mirante da Pedra do Porquinho e o Pico do Selado. Com mais de 2 mil metros de altitude, ele oferece uma linda vista do Vale do Paraíba e do Sul de Minas.

5. Formosa

Formosa, a 80 km de Brasília, é mais um bom destino para curtir a natureza na região centro-oeste.

A cidade é conhecida como “Berço das Águas” devido à presença de inúmeras cachoeiras, nascentes e rios que correm para as bacias do Amazonas, São Francisco e Paraná.

Alguns dos atrativos são o Salto do Itiquira, uma cascata de 168 metros de altura, o Buraco das Araras, a Gruta das Andorinhas e a Lagoa Feia — que, ao contrário do nome, apresenta uma bela paisagem e 6 km de extensão.

6. Bonito

Quando se fala em turismo ecológico, um dos principais destinos é Bonito, no Mato Grosso do Sul. A melhor forma de chegar até lá é desembarcar no aeroporto de Campo Grande, a 300 km de distância.

Entre os pontos turísticos, estão o Aquário Natural, a Gruta do Lago Azul e o Parque das Cachoeiras. Além disso, é possível realizar atividades de mergulho, cavalgadas e trilhas.

Esta é uma boa opção para famílias ou grupos, mas também para quem pretende viajar sozinho no Brasil. Como muitos passeios são feitos com agências, o turista terá a oportunidade de conhecer novas pessoas.

7. Foz do Iguaçu

A cidade abriga uma das sete maravilhas da natureza e não poderia ficar de fora desta lista, não é mesmo? E o grande atrativo da região são as Cataratas do Iguaçu, tanto do lado brasileiro quanto do argentino.

O Parque Nacional do Iguaçu recebe inúmeros visitantes, que chegam ao local para apreciar a magnitude das quedas d’água. Além disso, há ainda trilhas para observação de espécies nativas da fauna e flora e passeios de barco.

8. Chapada dos Veadeiros

Quem busca contato com a natureza também pode visitar a Chapada dos Veadeiros, localizada no estado de Goiás. Ela encanta os turistas devido às belas paisagens formadas por paredões rochosos, cachoeiras e uma extensa área verde.

A Chapada abrange vários municípios, mas os principais destinos dos turistas são Alto Paraíso de Goiás (a 230 km de Brasília e a 400 km de Goiânia) e a vizinha São Jorge, onde está a entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

O parque é uma reserva ambiental de mais de 65 mil hectares que guarda diversas espécies animais, cachoeiras e trilhas com tamanhos variados, nascentes e cursos d’água.

9. Ilha Grande

Ilha Grande é um bom destino de praia para viajar sozinho no Brasil e passar alguns dias perto da natureza.

A região é repleta de belezas naturais, a exemplo das águas cristalinas das praias e das paisagens formadas pela Mata Atlântica. Para chegar até lá, é necessário pegar embarcações em Mangaratiba, a aproximadamente 100 km do Rio de Janeiro, ou em Angra dos Reis.

Entre as atrações turísticas estão as praias Lopes Mendes e Caxadaço, a Cachoeira da Feiticeira, a Lagoa Verde e a Lagoa Azul, além dos passeios de barco e trilhas.

Acima, listamos bons locais para viajar sozinho no Brasil. Veja qual deles é mais adequado ao seu perfil, orçamento e ao tempo que você terá disponível, e aproveite para começar a organizar o próximo passeio!

E então, já conhecia todos esses destinos? Tem outras dicas de locais para entrar em contato com a natureza? Deixe o seu comentário!

Destinos

Descubra o Sudeste com a Avianca

12 de dezembro de 2018 2 Comentários

A vontade de viajar é grande, mas a agenda está apertada e não é possível realizar uma viagem para o exterior? Então, descubra o Sudeste!

A região, composta pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, conta com uma grande diversidade gastronômica, cultural e turística. É uma excelente opção para viagens em feriados ou nas férias. Há passeio em praias, montanhas, cidades históricas, entre outros.

Quer saber mais? Então, continue a leitura e descubra o Sudeste e seus atrativos!

Minas Gerais

Entre as opções de destinos do estado, um ótimo local para visitar é Belo Horizonte. A capital oferece atrativos culturais e históricos, a exemplo do Museu de Minas e Metais, passeios ao ar livre, como a Lagoa da Pampulha e o Mirante Mangabeira, além de outros diferenciais.

Um ponto alto de BH são os botecos e restaurantes. O Mercado Municipal é uma alternativa para o almoço, ou para provar o famoso pão de queijo mineiro. Já no jantar, vale conhecer o Dona Lucinha, de culinária mineira, o Glouton, de cozinha contemporânea, e o Taste-vin, eleito o melhor restaurante de 2018 pelo Encontro Gastrô — que seleciona os estabelecimentos de destaque da cidade.

Se a ideia for aproveitar o período de folga e conhecer mais sobre a história do Brasil, Tiradentes, Mariana, Congonhas ou Ouro Preto (a cerca de 100 km do aeroporto de BH) são bons locais para incluir no roteiro.

Já se o objetivo for descansar e ficar em contato com a natureza, a sugestão é conhecer Lavras Novas. Localizada a 120 km de Belo Horizonte, ela tem pousadas com boa infraestrutura, cachoeiras, trilhas, passeios de quadriciclo, entre outras atividades.

Espírito Santo

O Espírito Santo é mais um dos estados do Sudeste com ótimas atrações para uma viagem de férias ou feriado.

Em Vitória você encontra praias, infraestrutura de turismo e restaurantes para apreciar a rica gastronomia capixaba produzida na panela de barro. Além disso, ela guarda edificações antigas em seu centro histórico.

Colada à capital capixaba, Vila Velha é outro atrativo da região. No município, os turistas podem aproveitar as praias badaladas, como da Costa, Itapoã e Itaparica, além de conhecer o Convento da Penha e o Farol de Santa Luzia.

Seguindo pelo litoral, Guarapari (a cerca de 60 km de Vitória) é outro bom destino para descobrir o Sudeste em uma viagem. A região tem belas praias e é bastante movimentada, especialmente no verão. Entre os destaques estão a Praia dos Padres, que tem mar verde e mata nativa, e as praias Vermelha, Bacutia e Castanheiras.

A cidade de Domingos Martins é mais um dos atrativos do estado. Ela fica a aproximadamente 50 km da capital. Um dos principais pontos turísticos é o Parque Estadual da Pedra Azul, com trilhas, mirantes e piscinas naturais. Outra atividade é o passeio turístico pela Rota do Lagarto, que corta a região da Pedra Azul e conta com restaurantes, cafés e lojas.

Rio de Janeiro

Não dá pra falar do estado do Rio de Janeiro sem citar a capital carioca, não é mesmo? A cidade tem pontos turísticos conhecidos mundialmente, como o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e a Praia de Copacabana. Mas, além desses atrativos, ela ainda tem excelentes opções de lazer, diversão e gastronomia.

Para passeios culturais, vale incluir no roteiro a visita ao Museu de Arte Moderna, no Parque do Flamengo, ao Museu do Amanhã, na região central, e ao Instituto Moreira Salles, na Gávea.

Outro destino interessante no estado, a cerca de 150 km do Rio de Janeiro, é a Região dos Lagos, que abriga cidades como Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio. Ótimos locais para curtir praias e lindas paisagens.

Se a ideia for fugir das praias, uma boa alternativa é a região serrana, com clima ameno e vegetação abundante. Por lá encontra-se Petrópolis, conhecida como Cidade Imperial por ter sido destino de férias de Dom Pedro II. O local abriga construções históricas como o Palácio de Cristal, o Museu Imperial e a Catedral de São Pedro.

São Paulo

Um dos destaques do estado é, sem dúvida, a capital. O município é conhecido por seus espaços culturais e pela diversidade de bares, cafés, restaurantes e lojas. Entre os locais que valem a visita, estão a Avenida Paulista (especialmente no domingo, quando fica aberta para os pedestres), o Museu da Imagem e do Som, o MASP e os bairros da Liberdade e da Vila Madalena.

Para quem viaja com crianças, algumas alternativas de passeio são o Museu do Futebol, o Parque do Ibirapuera e o Museu da Imaginação.

São Paulo tem uma gastronomia bastante variada, com cozinha mexicana, japonesa, italiana, árabe, etc. No entanto, engana-se quem pensa que não há pratos típicos. Além do famoso sanduíche de mortadela do Mercado Municipal, um dos itens característicos da cidade é o virado à paulista — prato com arroz, farinha, couve, banana refogada, ovo frito, linguiça e outros ingredientes.

Para aproveitar a diversidade gastronômica em estabelecimentos renomados, algumas sugestões são: Arturito, da chef Paola Carosella, Bar da Dona Onça, no edifício Copan, e o Famiglia Mancini, de culinária italiana.

Quem gosta de praia também encontra bons locais no estado, a exemplo de Ilhabela, Ubatuba e Guarujá, que apresentam lindas paisagens e boa infraestrutura de hospedagem e restaurantes.

Entre os atrativos do interior do estado está a cidade de Socorro, localizada a cerca de 100 km da capital paulista. É recomendada para quem busca contato com a natureza e turismo de aventura, como trilhas, cachoeiras, cavalgada, rafting e tirolesa. Outra dica é Campos de Jordão, famoso destino de inverno na Serra da Mantiqueira, que encanta os turistas ao longo de todo o ano.

Essas foram nossas dicas para essa linda região do Brasil. Além dos atrativos citados no texto, a região ainda conta com inúmeras cidades e atividades de turismo e lazer. Sendo assim, não perca tempo: descubra o Sudeste e aproveite o melhor de cada estado!

Sabia que a Avianca tem rotas para os principais destinos do Sudeste? Entre em contato conosco e veja mais!

Considerada a capital do mundo, a fascinante Nova York nunca sai de moda. Um dos destinos turísticos preferidos dos brasileiros, a cidade tem atrativos para todos os gostos, não importa a época do ano.

Devido à sua enorme diversidade cultural, a mais importante metrópole americana tem um extenso cardápio de espetáculos musicais, shows, peças de teatro, cinemas, museus, galerias, lojas, restaurantes e todo o tipo de entretenimento que alguém possa imaginar. Como diz a canção de Frank Sinatra, o visitante quer “acordar na cidade que nunca dorme”.

Está planejando viajar para Nova York? Neste artigo vamos mostrar quais são as melhores épocas para conhecer o local de acordo com as suas expectativas. Divirta-se!

Melhor época do ano para ver espetáculos da Broadway

Nova York é conhecida como a cidade dos musicais, devido ao grande número de atrações em cartaz o ano inteiro. A Broadway é o sinônimo desse universo cheio de cores, movimentos e música, pois é nessa via, entre as ruas 41 e 54, que ficam os principais estabelecimentos do gênero.

Localizada no centro de Manhattan, bem perto da Times Square, essa região tem mais de 40 teatros, que oferecem shows de variados temas, estilos e preços (a partir de US$ 29). As novidades costumam entrar em cartaz a partir do outono (final de setembro até novembro), embora também existam lançamentos na primavera (março e abril).

Os ingressos para as apresentações aos finais de semana e feriados são muito concorridos, em especial para os maiores sucessos de bilheteria. O recomendado é adquirir as entradas com bastante antecedência, já que alguns musicais têm todos os assentos vendidos de 4 a 6 meses antes da data de espetáculo.

Mesmo com essa grande concorrência pelos bilhetes, ainda assim é possível assistir aos melhores shows do mundo comprando as entradas momentos antes do início.

Veja quais são os espetáculos mais populares de Nova York em 2018:

  • O Fantasma da Ópera;
  • Chicago;
  • Aladdin;
  • O Rei Leão;
  • Hamilton;
  • Frozen;
  • Escola do Rock;
  • Uma Linda Mulher: O Musical;
  • Harry Potter e a Criança Amaldiçoada.

Melhor época do ano para curtir a neve

O inverno no hemisfério norte começa de forma oficial apenas no fim de dezembro, mas há anos em que o frio e a neve já dão as caras em Nova York a partir de novembro. Essa estação mais gelada costuma durar até o final de março.

Nesse período, a cidade fica com aquela cara típica de Natal, como costumamos ver nos filmes de Hollywood: paisagem toda branquinha, áreas de patinação no gelo e muito frio, com temperaturas abaixo de zero.

Como durante o inverno não dá para ficar muito tempo ao ar livre, o recomendado é intercalar os passeios para curtir a neve com atividades em locais fechados, como museus, galerias de arte, centros de compras e afins.

Esses são os melhores locais da “Big Apple” para aproveitar a neve:

  • Rockefeller Center;
  • Central Park (Wollman Rink);
  • Bryant Park;
  • High Line Park;
  • Brooklyn Bridge Park;
  • Times Square;
  • 5ª Avenida;
  • Washington Square Park.

Melhor época do ano para fazer compras

Muita gente aproveita a sua visita a Nova York para renovar o guarda-roupa. A metrópole tem milhares de butiques de grife, centros comerciais, outlets e lojas de departamentos, com uma ampla faixa de preços e estilos.

Em algumas regiões — como na Times Square, na rua 34 e na 5ª Avenida — existem muitas megalojas, como a Apple Store, uma das mais procuradas na cidade. No Soho estão algumas das marcas conhecidas em todo o mundo, como Lacoste, Ralph Lauren, Nike e Adidas.

Em geral, as grandes promoções são realizadas junto com datas comemorativas, como o Natal, o Dia de Ação de Graças e o Dia do Trabalho. Nessas ocasiões, os lojistas queimam seus estoques para a chegada de novas coleções. Então, é possível encontrar ótimos descontos em roupas, calçados, acessórios, eletrônicos e produtos de beleza (perfumes, maquiagens, cosméticos).

Estes são os melhores períodos do ano para fazer compras na “Big Apple”:

  • após Natal e Ano Novo (26 dezembro a 2 de janeiro);
  • Presidents’ Day (3ª segunda-feira de fevereiro);
  • Memorial Day (última segunda-feira de maio);
  • Summer Sale (de 11 a 25 de julho);
  • Dia do Trabalho (1ª segunda-feira de setembro);
  • Columbus Day Sale (2ª segunda-feira de outubro);
  • Black Friday (4ª sexta-feira de novembro, após o Thanksgiving).

Melhor época do ano para aproveitar eventos culturais

Nova York é uma cidade cosmopolita e um destino turístico muito buscado em todas as estações do ano. Sendo assim, o visitante encontra uma extensa agenda de eventos culturais para aproveitar todos os meses.

Além dos espetáculos da Broadway, dos incríveis museus e algumas das melhores baladas do mundo, durante a primavera e o verão (de abril a setembro), a “Big Apple” conta com uma grande variedade de eventos realizados ao ar livre. São shows musicais, desfiles, festivais de cinema e teatro, competições esportivas e festas.

Em abril, por exemplo, o turista pode apreciar um lindo concerto da Orquestra Filarmônica de Nova York. Na 5ª Avenida, ocorre o tradicional Desfile de Páscoa, quando os nova-iorquinos se fantasiam e realizam uma divertida “caça aos ovos”. Nesse período é possível curtir jogos das principais ligas esportivas americanas, como a NBA (basquete), a NFL (futebol americano) e a MLB (beisebol).

No 4 de julho, o feriado mais importante dos Estado Unidos, a cidade tem diversas atividades. Uma delas é a grande queima de fogos da Macy’s, que pode ser vista de diversos locais de Manhattan. Existem empresas que organizam cruzeiros pelo East River durante o evento, de onde é possível ter uma ótima vista para apreciar o show.

A seguir, conheça os principais locais com atividades culturais em Nova York:

  • Metropolitan Museum of Art;
  • Museu de História Natural;
  • MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova York);
  • Whole Foods Market;
  • New York City Ballet;
  • Lincoln Center;
  • US Open (competição de tênis);
  • Little Italy (Festival de San Gennaro, em setembro).

Viu que, independentemente da época do ano, existe sempre um roteiro especial esperando por você? Se ficou com vontade de viajar para Nova York e conhecer esse destino incrível, entre em contato com a gente! Nosso time está sempre à disposição para ajudar você a realizar a viagem dos seus sonhos.

Destinos

Como fazer mochilão: 7 motivos para viajar sozinho

3 de dezembro de 2018 3 Comentários

Muitos turistas ficam em dúvida sobre como fazer mochilão sozinho e se a experiência será realmente positiva. Isso também acontece com você? Em uma viagem solo, você tem a oportunidade de montar o roteiro de acordo com seu perfil e interesses, conhecer novas pessoas, entre outras vantagens. Assim, a experiência pode ser bastante positiva.

Contudo, é preciso tomar alguns cuidados durante o planejamento para evitar imprevistos no passeio. Quer saber quais são as vantagens de uma viagem desse tipo e como fazer mochilão? Continue a leitura e veja nossas dicas sobre o assunto!

Por que fazer mochilão sozinho?

1. Liberdade para escolher os destinos

Uma das principais vantagens é a liberdade para escolher onde quer ir. Uma viagem nesse estilo envolve mais de uma cidade, muitas vezes em diferentes países, e pode ser difícil conciliar os interesses de todos os acompanhantes para montar o roteiro.

Ao viajar sozinho não haverá esse problema. Você precisará apenas conciliar os destinos com o orçamento e o tempo para o passeio.

2. Flexibilidade para datas

Uma das principais dificuldades ao fazer mochilão com um grupo de amigos é a montagem do roteiro. Isso porque cada pessoa tem rotina e hábitos distintos. Há quem goste de acordar cedo e aproveitar o dia, enquanto outros preferem acordar tarde e curtir a vida noturna, entre outras situações.

Dessa forma, ao fazer uma viagem individual você terá flexibilidade para definir a data de ida e volta, o tempo de permanência em cada destino e os passeios a serem realizados.

3. Melhoria no idioma

Ao viajar acompanhado é natural conversar mais em português. Por outro lado, em um passeio solo para o exterior haverá a necessidade de se comunicar o tempo todo no idioma local ou em inglês.

A experiência será positiva para você desenvolver suas habilidades com o idioma durante conversas com outras pessoas no aeroporto, em restaurantes, nas atrações turísticas etc..

4. Oportunidade de fazer novas amizades

Engana-se quem pensa que viajar sozinho significa passar dias ou até semanas em silêncio. Uma das grandes vantagens dessa experiência é justamente conhecer novas pessoas.

Quem faz um mochilão, geralmente, opta por ficar hospedado em albergues. Além de apresentar um bom custo-benefício para uma viagem longa e com múltiplos destinos, essa forma de hospedagem facilita a interação com outros turistas.

Contudo, se você preferir ficar em um hotel ou em um local mais reservado, também poderá conhecer novas pessoas durante os passeios, em bares, festas, entre outros lugares. Porém é preciso deixar a timidez de lado.

5. Autoconhecimento

Essa é uma ótima oportunidade de se conhecer melhor. Nesse período você conseguirá analisar seus gostos e seus interesses, fazer reflexões sobre a vida e aumentar sua confiança.

Além disso, terá tranquilidade para fazer as atividades escolhidas sem receio de incomodar seu acompanhante. Se você gosta de ficar horas a admirar uma paisagem, de acordar cedo para correr na praia ou passar um longo tempo no museu, por exemplo, não terá problemas com isso em uma viagem solo.

6. Independência

Não há como dividir as responsabilidades ao fazer uma viagem solo. Se por um lado essa situação parece um pouco desconfortável, por outro se torna uma oportunidade de independência. Você precisará fazer suas refeições sozinho, definir as melhores formas de transporte, pedir informação, pagar contas e resolver imprevistos.

7. Mais controle do orçamento disponível

É comum a ida a restaurantes ou passeios que não estavam previstos no orçamento em viagens com os amigos. Sozinho, o controle das contas tende a ser melhor, pois você poderá ir aos locais e restaurantes escolhidos e que estejam dentro de seu planejamento financeiro.

Como organizar a viagem?

Agora que você já sabe as principais vantagens dessa experiência, aprenda como fazer mochilão sozinho. Veja algumas dicas:

  • estabeleça o orçamento da viagem;
  • defina os destinos e os dias de permanência em cada local;
  • providencie a documentação necessária (passaporte, visto, cartão de vacinas etc.);
  • compre as passagens aéreas;
  • reserve as hospedagens;
  • analise as melhores formas de transporte entre os destinos (avião, aluguel de carro, trem);
  • monte um roteiro para a viagem;
  • reserve as atrações turísticas mais concorridas pela internet;
  • faça o câmbio de moedas;
  • faça um seguro viagem;
  • verifique a temperatura em cada destino para levar uma bagagem adequada;
  • se você for usar mais de uma companhia aérea, analise se sua mala ou mochila é compatível com as regras de peso e dimensão de todas elas.

Como manter a segurança durante o passeio?

Fazer mochilão sozinho apresenta inúmeras vantagens, mas pode gerar um certo receio, especialmente em relação à segurança. Contudo, ao seguir algumas dicas você, provavelmente, conseguirá aproveitar o passeio sem grandes preocupações.

Uma das principais recomendações é quanto à escolha dos hotéis. Procure reservar hospedagens bem localizadas. Análise a opinião de outros hóspedes para descobrir se o bairro é seguro e se tem fácil acesso a transportes.

Outra dica é ficar sempre atento aos seus pertences. Como não haverá um acompanhante para tomar conta de sua mala ou mochila em uma ida ao banheiro, por exemplo, é importante manter seus objetos por perto.

O cuidado com o dinheiro é outro ponto fundamental. Procure dividir seus recursos financeiros em mais de uma forma de pagamento, como cédulas e cartão de crédito. Dessa forma, você evita ficar sem dinheiro caso ocorra algum imprevisto. Utilize uma doleira para transportar as notas e seus documentos e mantê-los próximo ao corpo.

Baixar aplicativos de mapas e de transporte no destino é outra atitude significativa, assim, você minimiza os riscos de se perder em regiões mais inseguras. De acordo com a duração da viagem, talvez seja interessante comprar um chip para ter rede de internet no local.

Por fim, uma última dica é compartilhar seu roteiro de viagem com um amigo ou familiar. Inclua as cidades, as datas e os nomes das acomodações. Se houver algum imprevisto, eles conseguirão entrar em contato.

Aproveitar as férias ou um período sabático para realizar uma viagem é uma ótima oportunidade de visitar diversos destinos, fazer novas amizades e se conhecer melhor. Esperamos que este texto tenha esclarecido suas dúvidas sobre como fazer mochilão sozinho e as vantagens dessa experiência.

Tem vontade de fazer uma viagem nesse estilo ou já fez uma? Compartilhe conosco as suas experiências e dúvidas aqui nos comentários!