Categoria

Dicas de Viagem

Se você pretende passar alguns dias fora do Brasil, precisa conhecer a importância da vacina para viagem internacional a fim de evitar imprevistos durante o passeio.

As vacinas são uma forma de prevenção para diversas doenças, e alguns países exigem o comprovante delas. Por isso, dependendo do destino da viagem, será imprescindível providenciar o documento.

Quer entender melhor o assunto e descobrir se você deve tomar vacina para viagem internacional? Acompanhe o texto e saiba mais!

Vacinas obrigatórias e recomendadas

Hoje em dia, a única vacina obrigatória é a da febre amarela. Muitos países exigem comprovante de vacinação para quem embarca em áreas consideradas de risco, ou para quem pretende visitar essas regiões. Esse documento é conhecido como Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP).

A febre amarela é uma doença infecciosa viral que pode causar graves problemas de saúde. Ela é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti e está presente em zonas tropicais da América Central e do Sul e na África. A vacinação é essencial para evitar que ela se espalhe por outros países.

Como o Brasil teve casos da doença nos últimos anos, alguns brasileiros ficam na dúvida se é necessário apresentar o comprovante da vacina em qualquer viagem internacional. Contudo, é importante saber que muitos locais não exigem o certificado de vacinação de turistas brasileiros, a exemplo de EUA, Chile e países da Europa.

Entretanto, durante os preparativos da viagem, não deixe de consultar o site da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou da embaixada do destino. Confira as informações atualizadas, já que pode haver alteração nas regras em casos de surto da doença.

Além disso, lembre-se de que os órgãos de saúde aconselham que todos os moradores do território nacional sejam imunizados contra a febre amarela, desde que não estejam no grupo de contraindicação. A medida é preventiva e visa impedir o avanço da doença.

Em relação à imunização não obrigatória, a Anvisa recomenda que os turistas estejam com a carteira de vacinação em dia, incluindo proteção para Tétano e Difteria, Hepatites A e B e Sarampo, Caxumba e Rubéola (Tríplice Viral).

Essas vacinas são indicadas para evitar problemas de saúde durante e após a viagem, especialmente para quem visitará regiões rurais, terá grande contato com a natureza ou fará passeios ao redor do mundo.

Como obter o certificado de vacina para viagem internacional

Como falamos acima, o documento que comprova a imunização é conhecido como CIVP. Ele é emitido gratuitamente pelo governo. Veja abaixo quais são os principais passos para solicitá-lo.

Veja se o destino exige o comprovante de vacinação

O primeiro passo é descobrir se o destino pede algum tipo de vacina para viagem internacional. Você pode conferir essa informação no site da Anvisa ou com a companhia aérea.

Atualmente, o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia é obrigatório em mais de 130 países, como acontece, por exemplo, na Colômbia. Sendo assim, em uma viagem para Bogotá você deverá apresentá-lo.

Tome a vacina

Antes de solicitar o certificado é necessário tomar a vacina exigida pelo país. No caso da febre amarela, isso deve acontecer com no mínimo dez dias antes do embarque, que é o período para que o organismo produza anticorpos.

A imunização pode ser feita em postos de saúde ou clínicas particulares. No entanto, é essencial esclarecer que as vacinas fracionadas — que foram aplicadas em algumas regiões para conter a expansão da doença — não permitem a obtenção do certificado. Para isso, é preciso tomar a dose padrão, que oferece proteção para a vida toda.

Cadastre-se no site da Anvisa

Para facilitar o processo, a Anvisa recomenda que os turistas façam um pré-cadastro e realizem o agendamento online antes de comparecer nos postos emissores do CIVP — que podem ser centros de orientação a viajantes em aeroportos, unidades básicas de saúde, entre outros locais.

Caso haja urgência para a viagem, é possível entrar em contato com o posto de emissão mais próximo e se informar sobre o atendimento sem necessidade de agendamento.

Compareça ao local de emissão do certificado

Após realizar o agendamento, você deve comparecer ao local escolhido. O processo é feito pessoalmente, com exceção de crianças e menores de 18 anos, que podem ser representados pelos pais.

Se você for realizar um passeio em família com crianças pequenas, vale lembrar que bebês a partir de 9 meses também precisam do certificado de vacina para viagem internacional.

Para obter o CIVP, será preciso levar a carteira de vacinação com o comprovante da imunização e um documento de identidade original com foto (ou certidão de nascimento no caso de crianças pequenas). Além disso, os órgãos de emissão podem solicitar um comprovante de viagem ao país que exige a imunização, como reserva de passagem ou outro item que confirme a ida ao exterior.

Após receber o certificado, guarde-o junto com outras documentações da viagem, pois será necessário apresentá-lo no momento do check-in.

Como proceder caso você não possa tomar a vacina contra a febre amarela

A vacina da febre amarela é bastante segura. Entretanto, ela não é indicada para pessoas que apresentam alergia ao ovo ou que estejam com sistema imunológico debilitado. Entre os grupos de contraindicação, estão:

  • pessoas com reação alérgica grave ao ovo;
  • bebês de até 6 meses;
  • pacientes em tratamento de quimioterapia;
  • portadores de doenças autoimune;
  • pacientes que utilizam medicações antimetabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença.

Além desse grupo, idosos acima de 60 anos, gestantes ou lactantes e bebês entre 6 e 9 meses também só devem ser imunizados com indicação médica.

Caso você ou algum familiar tenha alguma das características acima e o médico mantenha a contraindicação para o procedimento, será necessário solicitar um atestado de isenção de vacinação em inglês ou francês. No site da Anvisa há um modelo para isso.

Se você está programando as próximas férias ou feriado no exterior, não se esqueça de conferir se há necessidade de vacina para viagem internacional. Além de ser requisito obrigatório para ingressar em alguns países, esse procedimento tornará o seu passeio mais tranquilo e seguro.

Gostou do texto? Quer receber outras dicas sobre organização de viagem? Então, siga a Avianca nas redes sociais e acompanhe as próximas publicações. Nós estamos no Facebook, Instagram, Twitter, LinkedInYouTube!

Se tem uma data que todo brasileiro espera ansiosamente para chegar é o Carnaval. A maior festa do calendário do país agita foliões em cidades como Rio de Janeiro, Salvador e Recife, deixando saudade no coração de quem aproveita bastante os 4 dias de festa. Mas você sabia que o Carnaval em Belo Horizonte também é um dos mais procurados do Brasil?

Segundo dados da Prefeitura de Belo Horizonte, 3,8 milhões de pessoas participaram dos festejos da capital mineira em 2018, e a expectativa é de que em 2019 esse número aumente em 20%.

Está curioso para saber mais sobre o Carnaval em Belo Horizonte e ficar por dentro de quais são os maiores blocos? Então, continue a leitura!

Como começou o Carnaval em Belo Horizonte

Muita gente não sabe, mas o Carnaval em Belo Horizonte teve início em 1940, com blocos caricatos e escolas de samba. No entanto, o primeiro desfile aconteceu apenas em 1990, na Avenida Afonso Pena, e a folia se restringiu a apenas essa apresentação por bastante tempo.

Felizmente, quem era de BH e região não ficava sem cair na folia. Afinal, as cidades históricas de Ouro Preto, Mariana, Diamantina, Sabará, entre outras, sempre receberam turistas de todas as partes do Brasil para curtir muito ao som dos blocos e aproveitar as centenas de festas realizadas nas repúblicas.

Em 2010, um Decreto do então Prefeito de Belo Horizonte proibiu a realização de determinados eventos em praças da capital. E esse foi o marco para que o Carnaval de Belô começasse a ganhar destaque nacional.

A população contrária à ideia se organizou, dando origem ao movimento Praia da Estação. Centenas de pessoas passaram a ocupar a principal praça da cidade nas tardes de sábado para se divertir em trajes de banho junto a um caminhão-pipa comandado por um Chapolin Colorado.

A partir daí, músicos e outros artistas da capital se uniram e iniciaram a ocupação do espaço público por meio de um autêntico carnaval de rua. Quase 9 anos depois, já são 400 blocos registrados na cidade e a folia aumenta a cada ano.

Principais blocos do Carnaval de BH

O grande diferencial do Carnaval de Belo Horizonte é a imensa variedade de blocos e a ocupação das ruas nos quatro cantos da cidade. Isso sem contar as elaboradas fantasias e o clima de muita diversão.

A seguir, listamos os maiores blocos da cidade para que você já comece a montar o seu roteiro!

Chama o Síndico

Se você curte MPB, mas não quer deixar de aproveitar o Carnaval, esse bloco é perfeito para você. Isso porque o Chama o Síndico arrasta multidões ao som de músicas de Tim Maia e Jorge Ben Jor. Claro, sempre com muita batucada.

O bloco faz parte da agenda de pré-carnaval, já que vai às ruas na semana que antecede os dias oficiais da folia, sempre no período da noite. O trajeto geralmente é pela Afonso Pena, no centro da capital. Em 2018, cerca de 60 mil pessoas foram atrás do bloco.

Baianas Ozadas

Em qualquer Carnaval não pode faltar axé! E é por isso que o Baianas Ozadas hoje é o maior bloco da cidade.

Em 2018, estima-se que 500 mil pessoas em trajes brancos tenham acompanhado o bloco na manhã da segunda-feira de Carnaval e prestigiado a lavagem da escadaria da Igreja São José, no centro da capital. Essa é uma forma de homenagear o ritual das tradicionais baianas na Igreja do Senhor do Bonfim, em Salvador.

Então, Brilha!

Esse bloco tem a inclusão das pessoas marginalizadas como marca principal. A saída acontece no sábado de Carnaval bem cedo, antes das 7h da manhã, e o principal lema é brilhar!

Então, não deixe de pular da cama e caprichar no glitter e nos acessórios nos tons de rosa e dourado. Em 2018, 125 mil pessoas acompanharam o trilho elétrico ao som do mais tradicional axé dos anos 1990.

Pena de Pavão de Krishna

Com nome retirado de um verso da canção “Trilhos Urbanos”, de Caetano Veloso, esse bloco presta uma homenagem à cultura indiana e promove um desfile todo em tons de azul. Isso porque os foliões seguem o trio com os corpos pintados em homenagem a Shiva, a famosa entidade induísta.

Outro diferencial do PPK (como é conhecido) é que o trajeto só é revelado no dia anterior ao desfile. O local escolhido é sempre uma comunidade de BH ou entorno. E é bom se preparar para a caminhada, pois o cortejo costuma seguir de forma bem tranquila na manhã do domingo de Carnaval, sempre ao som de músicas que pregam a paz e o amor.

Juventude Bronzeada

Esse é um dos points do Carnaval de BH para quem procura um clima de paquera. O Juventude Bronzeada arrebata os foliões com muito axé dos anos 1990 e presta uma homenagem ao drink que é a cara do Carnaval de Belô: o “catuçaí”, uma mistura de catuaba com açaí.

Em 2018, mais de 60 mil pessoas estiveram no desfile, que aconteceu na terça-feira de Carnaval, na região leste da cidade.

Além desses blocos, existem muitos outros com propostas diferenciadas e com cortejo em diversos horários e pontos da cidade. Alguns dos que também têm uma excelente repercussão com o público são:

  • Bloco da Bicicletinha;
  • Tchanzinho Zona Norte;
  • Bloco da Calixto;
  • Unidos da Estrela da Morte;
  • Beiço do Wando;
  • Alô Abacaxi;
  • Havayanas Usadas;
  • Me beija que eu sou pagodeiro;
  • Corte Devassa;
  • Magnólia;
  • Garotas Solteiras;
  • Alcova Libertina;
  • Ordináááários;
  • Manjericão.

Como você viu, atualmente o Carnaval em Belo Horizonte não perde em nada para as festas de outras regiões do país. E o melhor é que quem escolhe passar esse feriado na capital mineira ainda pode aproveitar para conferir a folia de Ouro Preto e de outras cidades históricas.

Ou seja, se você ainda não sabia onde passar o próximo período de folia, agora já pode começar a arrumar as malas!

Para ficar por dentro das novidades da Avianca e receber dicas de outros destinos, é só seguir a gente nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube!

Quando se pensa em uma viagem tranquila, a primeira preocupação é quanto ao período dentro da aeronave. Entretanto, é importante lembrar que o passeio tem início algumas horas antes disso.

O tempo no aeroporto, por exemplo, pode ser um pouco longo e deve ser planejado com atenção. Esse intervalo se faz necessário para a realização dos procedimentos de segurança de embarque e desembarque de todos os passageiros.

A boa notícia é que, ao seguir algumas recomendações, é possível garantir momentos mais agradáveis em todas as etapas da viagem, especialmente em época de alta temporada, quando a movimentação é ainda maior.

Quer saber como ter uma viagem tranquila nas próximas férias? Continue a leitura e veja nossas 8 dicas!

1. Procure chegar cedo ao aeroporto

Programar a chegada cedo ao aeroporto é uma das etapas essenciais para ter uma viagem tranquila e evitar perder o voo.

No caso dos nacionais, a recomendação é chegar com pelo menos uma hora de antecedência. Já em viagens internacionais, esse período é de no mínimo duas horas. Contudo, ainda é preciso considerar o trânsito até o local, o tempo para estacionar, entre outras situações.

Dessa forma, você terá mais tranquilidade para fazer o check-in, despachar malas e se dirigir ao portão de embarque. Para agilizar esse processo, o check-in pode ser feito de forma online, pelos canais virtuais da companhia aérea.

2. Viaje com uma roupa confortável

É recomendado viajar com roupas confortáveis em viagens longas de avião. Essa atitude também é positiva para o tempo de espera no terminal. O sapato é outro item importante nessa situação. Considere que pode haver filas e longos trajetos dentro do aeroporto, por isso, opte por um tênis ou sapato confortável.

3. Confira se a bagagem tem dimensões adequadas

É fundamental conhecer as regras de dimensão e peso das bagagens, tanto as que serão despachadas quanto as de mão, antes de preparar as malas. Não se esqueça de conferir os itens proibidos para embarque.

Essa atitude é positiva para deixar a viagem tranquila, pois evita tarifas extras e problemas no momento de despachar ou embarcar com as malas, caso elas estejam acima do peso ou fora dos padrões, por exemplo.

A bagagem de mão em voos domésticos e para a América Latina ou EUA deve pesar no máximo 10kg. Já a franquia para despachar é de 23kg. Se o seu voo for internacional, fique atento às regras para embarque com líquidos. O limite permitido é de 100ml por frasco. Ele deve ser acomodado em uma embalagem plástica transparente e bem vedada.

4. Alimente-se

A espera para o embarque pode ser demorada, e ficar com fome causa irritação e mau humor. Portanto, faça uma refeição adequada antes de sair de casa, providencie alguns petiscos ou vá a um dos restaurantes do aeroporto enquanto aguarda o voo. Cuidado para não exagerar no prato ou nas bebidas alcoólicas, isso pode causar um mal-estar no trajeto.

Se for viajar com crianças pequenas, procure manter a rotina de alimentação para que elas não fiquem irritadas no aeroporto. Nesse caso, a dica é levar mamadeiras prontas, biscoitos, frutas ou outro alimento que elas estão acostumadas a comer.

5. Separe itens de entretenimento para uma viagem tranquila

Mais uma dica para ter uma viagem agradável é separar itens de entretenimento. Eles são positivos tanto para o período dentro da aeronave quanto no aeroporto. Por isso, confira a bateria do celular antes de sair de casa e separe livros, revistas, jogos e outras ferramentas para se distrair enquanto aguarda o início do embarque.

Essa estratégia poderá ter melhor impacto em casos de viagem em família. As crianças costumam ficar impacientes durante os momentos de espera. Por isso, ter brinquedos, jogos e outros eletrônicos pode ajudar a entretê-los.

6. Faça uma boa mala de mão

A mala de mão é importante para armazenar objetos frágeis ou de valor, artigos de higiene, mudas de roupas, entre outros itens úteis durante toda a viagem. Por isso, prepare-a com atenção para não esquecer nada. Tente manter tudo organizado, pois isso facilitará a inspeção de segurança.

Outra recomendação para ter uma viagem tranquila é separar a documentação para o embarque em um local seguro e com fácil acesso. Procure colocar passaportes, passagens e documentos de identidade em uma pasta ou compartimento de sua bolsa.

7. Antecipe os procedimentos de segurança

A etapa de inspeção de segurança pode gerar um certo incômodo devido às filas. Esse procedimento é essencial para a integridade dos passageiros e deve ser feito com atenção, por isso, pode ser um pouco demorado.

Contudo, é possível tomar algumas atitudes para agilizar esse processo. Ao passar pelo detector de metal, por exemplo, não se esqueça de tirar acessórios que podem disparar o alarme, como cinto, relógios e chaves.

Ao colocar sua mala na esteira do raio-x, retire o notebook e outros eletrônicos e coloque-os na bandeja, assim como a embalagem com líquidos em caso de voos internacionais.

8. Fique atento às informações de embarque

Fez o check-in, despachou as malas e passou pelo portão de embarque? Então, esse será o momento de aguardar a liberação do voo!

Durante a espera, você pode passear pelas lojas, usar o Wi-Fi para conferir e-mails e redes sociais, analisar o roteiro da viagem etc. Entretanto, não se esqueça de ficar de olho no painel de informação e nos avisos sonoros que indicam o portão e o início do embarque.

Além disso, preste atenção nas informações da equipe da companhia aérea — as filas do embarque podem variar de acordo com a numeração do assento, além de haver prioridade para idosos, pessoas com crianças de colo e passageiros da classe executiva. Confira se você está na fila certa.

Essas foram nossas dicas para deixar o período no aeroporto mais agradável e garantir uma viagem tranquila em todas as etapas. Elas são simples e fáceis de cumprir, concorda? Ao seguir essas recomendações, você começará as férias da melhor forma possível.

Já conhecia essas dicas? Deixe seu comentário no post e conte para nós como você garante um início de viagem tranquilo!

Quando se tem crianças em casa, a época mais aguardada certamente é a de férias escolares. É só se aproximar o final do ano que toda a turma fica ansiosa para descobrir qual é a programação do próximo período de descanso, não é mesmo?

Com tanta empolgação, os pais precisam ter muito cuidado para escolher o destino ideal. Do contrário, os pequenos podem ficar decepcionados com a falta de passeios adequados para eles. Afinal, as férias escolares servem para descansar e se divertir!

Para ajudar você nessa missão, apresentamos a seguir 4 opções de destino para curtir a viagem em família. Confira nossas sugestões!

1. Belo Horizonte

A capital mineira é muito procurada por quem deseja proporcionar aos filhos lazer e informação.

A Praça da Liberdade abriga um circuito cultural com vários espaços incríveis. O Museu das Minas e do Metal apresenta de forma interativa a história da mineração e da metalurgia. Já o Espaço do Conhecimento UFMG tem como ponto alto o Terraço Astronômico, onde os visitantes podem observar o céu e assistir às exibições do Planetário.

Há outros espaços que você não pode deixar de conhecer no Circuito Liberdade, como o Centro Cultural Banco do Brasil, a Casa Fiat de Cultura, o Centro de Arte Popular Cemig e o Memorial Minas Gerais Vale.

A visita à famosa Igrejinha da Pampulha — projetada por Oscar Niemeyer e decorada com painéis de Candido Portinari — é mais um programa imperdível. Outras opções são as cidades de Sabará, Ouro Preto, Mariana e Diamantina, que ficam nos arredores de BH e são símbolos do estilo Barroco no Brasil. Dá até para fazer um passeio de maria-fumaça de Tiradentes a São João del-Rei!

Brumadinho, a 60 km de BH, também não pode ficar de fora. Afinal, é lá que está Inhotim — um museu a céu aberto com um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do país. Somente o passeio pelos belíssimos jardins, inspirados na obra de Burle Marx, já vale a visita.

2. Salvador

Se nas férias escolares as crianças não abrem mão de ir à praia, Salvador é uma ótima opção. E há muita história e cultura a oferecer aos pequenos!

Fundada em 1549, a cidade ainda tem marcas do início da colonização do Brasil. Além disso, por ter recebido muitos negros escravizados, a região absorveu grande parte da rica cultura do continente africano — o que pode ser facilmente observado na capoeira, na religiosidade e no acarajé.

O Elevador Lacerda é um dos pontos turísticos que não podem ficar de fora do roteiro. Considerado o primeiro elevador urbano do mundo, ele leva os moradores da Cidade Baixa para a Cidade Alta. De lá, a vista para a Baía de Todos os Santos é de tirar o fôlego.

Chegando ao Pelourinho, principal destino turístico local, não é raro encontrarmos grupos como Olodum e Timbalada pelas famosas ladeiras. Esse é o lugar ideal para provar a autêntica culinária baiana e tirar lindas fotos.

Para presentear os amigos com uma lembrancinha especial, a visita ao Mercado Modelo deve ser prioridade. O casarão mantém a arquitetura neoclássica original, mesmo já tendo enfrentado dois incêndios, e também abriga rodas de capoeira e vários restaurantes.

3. Aracaju

Se a sua família gosta de natureza, aventura e sossego, considere passar as próximas férias escolares na capital de Sergipe. Com menos de 700 mil habitantes, Aracaju ainda cultiva um clima de cidade do interior e tem aos seus arredores incríveis pontos a serem explorados.

Um dos destaques mais exuberantes é o Cânion do Xingó, no Rio São Francisco, que tem o status de maior cânion navegável do mundo. O catamarã sai da cidade de Canindé, a 210 km de Aracaju, e o passeio pelo rio dura cerca de 3 horas. Um detalhe curioso: de um lado do Rio está o estado de Sergipe e, do outro, o estado de Alagoas.

Sergipe, que é o menor estado do Brasil, também faz divisa com a Bahia. Viajando 75 km a partir de Aracaju, o visitante chega ao Mangue Seco, vilarejo que ficou conhecido nacionalmente com a novela Tieta. As dunas de areia branca, o mar azul e os coqueiros formam a paisagem perfeita para um passeio de buggy.

Ali perto está a Praia do Saco, considerada uma das 100 praias mais bonitas do mundo, e a Ilha da Sogra, um banco de areia com extensão de 1 km que desaparece e aparece diariamente, conforme a maré.

Dentro da cidade de Aracaju, existem muitas opções de passeio. Não deixe de visitar a praia de Atalaia e seus belos arcos. Para provar a típica culinária local, os bares da Passarela do Caranguejo não podem ficar de fora.

4. Nova York

É difícil conhecer um adulto que não deseje conhecer os famosos cartões-postais de Nova York — como Empire State, Estátua da Liberdade, Times Square e Ponte do Brooklyn. Mas o que nem todo mundo sabe é que a cidade conta com alternativas incríveis também para a diversão dos pequenos.

Museu de História Natural é um dos passeios obrigatórios para quem gosta de fósseis de dinossauros. O filme “Uma noite no museu” foi gravado lá, o que desperta a curiosidade das crianças. Já o Museu da Cidade de Nova York abriga uma exposição com mais de 100 mil brinquedos antigos, entre muitas outras atrações.

O Central Park tem opções de diversão que vão desde os passeios de carruagem até famoso zoológico do filme Madacascar, com ursos polares, pinguins e leões-marinhos. E que tal assistir a uma superprodução da Broadway? O Rei Leão e Aladim são alguns dos musicais mais amados pela crianças.

Quem vai aos EUA também não quer dispensar a chance de fazer umas comprinhas, certo? A American Girl Place é um reino encantado com absolutamente tudo para bonecas. Já a Dylan’s Candy Bar é a perdição para os amantes de doces. E se a sua ideia é aproveitar as férias escolares de janeiro, o momento será perfeito para curtir um dos programa mais legais em NY: patinar na pista de gelo do Rockefeller Center.

Como você viu, existem muitas opções dentro e fora do Brasil para se divertir nas férias escolares. Mas lembre-se: para tudo dar certo e a viagem ocorrer sem transtornos, é necessário ter planejamento e bastante diálogo com as crianças.

Quer ter mais ideias para as próximas férias? Então, confira nossas dicas de como montar um roteiro de viagem com as crianças.

Cerca de 4 bilhões de pessoas utilizam o transporte aéreo e, sem dúvida, uma parte desse público apresenta algum receio em relação à segurança no avião.

Se você está no grupo das pessoas que têm medo de andar de avião, ou conhece alguém que passa por isso, fique tranquilo! A boa notícia é que esse é o segundo meio de transporte mais seguro do mundo, atrás apenas do elevador.

Esse título foi conquistado devido ao investimento em tecnologia, equipamentos, treinamento de equipe, entre outros fatores que certificam a excelência das aeronaves e a integridade dos passageiros.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e entenda como funciona a segurança do avião!

Por que tem segurança no avião?

A aviação é bastante regulada, o que contribui para a segurança do transporte. Para você ter uma ideia, um novo modelo de avião precisa passar por um minucioso processo de certificação e um extenso programa de testes antes de entrar em operação.

Além disso, as exigências do setor envolvem treinamentos para pilotos, comissários, equipe de solo e mecânicos para que as habilidades sejam avaliadas e atualizadas, pelo menos uma vez por ano, garantindo que as melhores técnicas e procedimentos sejam aplicados no dia a dia da área.

Outro fator de grande importância para a segurança no avião é a manutenção preventiva, que segue critérios rigorosos, e as verificações periódicas para que a aeronave só decole se estiver em pleno funcionamento.

O setor da aviação investe em melhorias contínuas e novas tecnologias para evitar falhas ou qualquer tipo de problema durante o voo, pouso e decolagem.

As aeronaves contam com diversos sistemas de segurança e tecnologias, como:

  • radar meteorológico, que indica as condições do tempo e emite alertas de turbulências e precipitações;
  • sistema anti-ice para evitar a formação de gelo na estrutura do avião;
  • sistemas de backup integrados para o controle do motor.

Todos esses fatores fazem com que a segurança no avião seja cada vez maior, e isso também pode ser constatado pela queda no número de acidentes aéreos. No Brasil, foram registradas 90 ocorrências em 2012 e 47 em 2016, de acordo com informações da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA).

Relatório 2018 da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI) — que analisa todo o setor, inclusive voos de pequeno porte —  esclarece que aconteceram apenas 5 acidentes fatais no período.

Entretanto, quando analisamos os voos comerciais de grandes companhias aéreas, em 2017 não houve nenhum acidente com vítimas, segundo uma pesquisa da Aviation Safety Network (empresa holandesa especializada no segmento).

De acordo com a OACI, em 2017 foram transportados 4 bilhões de passageiros e os dados representam o ano mais seguro já registrado no setor.

Por outro lado, foram registrados cerca de 80 mil acidentes graves nas rodovias federais brasileiras no ano passado. Diante disso, é possível perceber que a viagem de avião é mais segura que a de carro ou moto, por exemplo.

Como é feito o controle do tráfego aéreo?

Outro componente importante para reforçar a segurança no avião é o controle do tráfego aéreo. As equipes em terra monitoram os voos para organizar o fluxo de aeronaves e evitar colisões, atrasos ou qualquer tipo de incidente.

Antes da decolagem, é feito um plano de voo que indica os locais de partida e de chegada, rotas, velocidades, horário previsto para pouso e decolagem, entre outros dados. Esse plano é analisado pela central de controle de tráfego aéreo, que pode fazer ajustes se necessário.

Dessa forma, além da atuação dos pilotos, os passageiros contam com o trabalho dos controladores de tráfego aéreo. Eles se comunicam com os profissionais por rádio e acompanham o voo com o auxílio de sistemas de radar, satélites e navegação. Assim, fica garantido que a decolagem e o pouso serão feitos de forma satisfatória.

Há algum período que seja mais crítico durante o voo?

Embora a segurança no avião seja uma preocupação constante de toda a equipe de bordo e de terra, dois momentos são considerados mais críticos durante o voo: a decolagem e a aterrissagem.

As aeronaves estão próximas dos aeroportos e ficam mais sujeitas a imprevistos como pássaros, balões e fenômenos meteorológicos. No entanto, não há motivo de preocupação por parte dos passageiros. Existem diversos procedimentos de segurança para minimizar qualquer risco, como a navegação e a comunicação com controle de tráfego aéreo.

Outra atitude significativa durante o pouso e a decolagem, e que reforça a integridade dos passageiros, é o fato de todos estarem sentados com os cintos afivelados. Por isso, é fundamental seguir as orientações dos comissários para esses momentos.

O que o passageiro pode fazer para deixar o voo mais seguro?

Algumas pessoas acreditam que a escolha do assento interfere na segurança do avião — que poltronas na parte da frente, ou no meio, apresentam menos riscos que as do fundo, por exemplo. No entanto, é preciso esclarecer que a escolha da poltrona não tem relevância nesse caso.

A aeronave é construída seguindo altos padrões de exigência. Além disso, passa por testes de desaceleração e resistência que avaliam o nível de proteção de todos os assentos, independentemente do local em que se encontram.

Para contribuir com a segurança do voo, você pode tomar atitudes como:

  • respeitar os limites de peso e dimensão da bagagem de mão e despachada;
  • seguir as regras quanto às restrições e proibições de itens perigosos, como substâncias explosivas ou inflamáveis;
  • ficar atento às instruções de segurança dos comissários de bordo;
  • manter o cinto afivelado durante todo o voo e só se levantar da poltrona após a finalização do pouso.

Como vimos, existem inúmeras normas que garantem a segurança no avião. Contudo, os passageiros também podem colaborar para que a viagem seja ainda mais tranquila. Por isso, não deixe de atender às recomendações da tripulação e da equipe de terra.

Conhece alguém que tem medo de andar de avião? Então, compartilhe este texto em suas redes sociais para que seus amigos saibam os motivos de a viagem de avião ser cada vez mais segura!

Se viajar já é muito bom, imagine voar com mais conforto, qualidade e eficiência? Essa é a proposta da classe executiva, também conhecida como business class, que vem sendo cada vez mais procurada pelos brasileiros.

Neste texto, vamos explicar exatamente o que é a classe executiva Avianca, quais são as vantagens de contar com esse serviço e os diferenciais que a companhia oferece para os passageiros dessa categoria.

Ficou interessado? Então, continue a leitura!

O que é a classe executiva?

A classe executiva é uma categoria de acomodação que oferece uma experiência de alto nível àqueles que buscam se deslocar de maneira ainda mais tranquila e confortável. Por esse motivo, é muito procurada por passageiros em viagens de negócios. Afinal, quando o voo é confortável, a estadia no local de destino fica bem mais proveitosa.

A proposta da classe executiva é oferecer um serviço altamente diferenciado e ser um meio termo entre a classe econômica e a primeira classe. As vantagens são tantas que é muito comum o viajante, após experimentar a business class, dar preferência a essa categoria na hora da compra.

O primeiro diferencial da business class é o espaço dos assentos. Eles são mais largos que os da classe econômica e a distância para as pernas, dependendo da aeronave, chega a 220 cm. Além disso, as poltronas são totalmente reclináveis.

As refeições na classe executiva também são diferenciadas. O cardápio é mais variado, assim como as opções de bebidas alcoólicas, e a qualidade dos pratos, talheres e guardanapos é superior. Algumas companhias aéreas ainda oferecem outras comodidades aos clientes que optam por essa categoria, como lounges exclusivos nos aeroportos.

Como é a classe executiva da Avianca?

Que o serviço de bordo da Avianca é o melhor do Brasil você já sabe. A partir de agora, você vai ficar por dentro dos diferenciais que a companhia oferece também para a classe executiva.

O ponto alto desse serviço da Avianca são as poltronas, já que todas elas têm acesso direto ao corredor, com a disposição na configuração 1-2-1, com divisórias. Isso garante aos clientes business conforto e privacidade dignos de primeira classe. Além disso, os assentos são reclináveis em 180 graus, a chamada posição fully-flat.

Confira outros diferenciais da classe executiva da Avianca:

  • tela touchscreen de 15 polegadas com controle remoto;
  • ampla variedade de filmes, séries e jogos;
  • painel de controle do assento;
  • descanso ajustável para a cabeça;
  • iluminação auxiliar;
  • mesa de apoio;
  • tomadas;
  • conexão USB;
  • porta-objetos.

Como a classe executiva torna a viagem ainda melhor?

Até aqui você já percebeu que a classe executiva é ideal para o viajante que procura uma experiência de voo diferenciada e altamente confortável. Agora, vamos explicar como o cliente business Avianca ganha em praticidade em todas as etapas da viagem. Acompanhe!

Check-in

Ao optar pela classe executiva da Avianca, o cliente conta com guichês preferenciais. Dessa forma, consegue fazer o check-in e despachar as bagagens com mais agilidade e conforto.

Alteração de bilhete

Os clientes business podem pedir o reembolso da passagem ou fazer a alteração do bilhete com isenção de taxas. Além disso, o acúmulo de pontos no Programa Amigo é até três vezes maior, se comparado ao da classe econômica.

Franquia extra de bagagem

O cliente business Avianca tem direito ao despacho de uma bagagem a mais, o que é um grande diferencial da categoria. Por exemplo: se o passageiro que sai de São Paulo para Miami na classe econômica tem direito à franquia de duas malas de 23 kg, o cliente da classe executiva pode despachar três malas.

Ou seja, se a sua intenção é retornar do exterior com algumas compras, vale a pena investir na classe executiva em vez de pagar a taxa de bagagem extra.

Conforto

Além de todos os diferenciais das acomodações citados anteriormente, os passageiros business ainda recebem colcha, travesseiro e um kit com itens de higiene de alta qualidade. Protetor de ouvidos e tapa-olho também entram na lista de mimos.

O serviço de bordo também merece destaque, já que os talheres são de metal e as louças delicadas. As toalhas e os guardanapos são de tecido. Além disso, enquanto os outros passageiros embarcam, é servido aos clientes da classe executiva um welcome drink e um mix de nuts.

Embarque e desembarque

Os clientes business são os primeiros chamados para ingressar à aeronave e têm preferência no desembarque. Sempre que possível, as bagagens dos clientes da classe executiva também são as primeiras a serem disponibilizadas na esteira do aeroporto.

Atendimento

Todo o atendimento da equipe Avianca é de altíssima qualidade. No entanto, os passageiros da classe executiva recebem um tratamento ainda mais personalizado e diferenciado.

Para os que buscam ainda mais exclusividade, a dica é acessar os lounges Star Aliance. No Brasil, o espaço é encontrado nos aeroportos de Guarulhos (São Paulo) e do Galeão (Rio de Janeiro).

Como adquirir um bilhete na classe executiva?

Se você já está com passagens compradas e ficou interessado em desfrutar de todas as vantagens da classe executiva, a boa notícia é que, em alguns casos, é possível pedir um upgrade e desfrutar de todo o conforto e comodidade oferecido pela categoria.

Para isso, basta acessar a página inicial da Avianca na internet, clicar em upgrade e inserir os dados de reserva. Se a opção estiver disponível para o seu voo, é só seguir as informações a fim de finalizar a transação.

Caso ainda esteja em busca das melhores passagens, na hora de pesquisar o voo a partir da data prevista para a viagem, é só selecionar a opção classe executiva e escolher a alternativa ideal para você.

E tenha atenção, pois na pesquisa você encontra a opção de categoria business e categoria business promo, que têm algumas diferenças, como número de pontos acumulados e franquia de despacho de bagagem.

Agora que você já conhece os diferenciais da classe executiva Avianca, está esperando o que para ter uma experiência inesquecível em sua próxima viagem?

Entre em contato com a gente e se surpreenda com a qualidade e o conforto das nossas aeronaves!

Nada melhor do que finalmente sair para curtir as férias e relaxar durante o voo. Mas, para que a experiência seja agradável, é indispensável que a companhia aérea ofereça boas opções de entretenimento com alta tecnologia.

A pergunta é: você já conhece o entretenimento Avianca? No post de hoje, vamos mostrar a você que a companhia número um do Brasil no quesito conforto também sai na frente quando o assunto é a diversão dos passageiros.

Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura!

Voo mais confortável com entretenimento de qualidade

Principalmente em viagens longas, é natural se sentir entendiado e ansioso para chegar logo ao tão sonhado destino. Nesses casos, o melhor a fazer é procurar uma maneira de se distrair, ouvindo uma música ou assistindo a um programa de TV.

No entanto, quem viaja muito sabe que algumas companhias aéreas oferecem um pacote de entretenimento limitado e repetitivo, o que gera bastante frustração.

A situação fica ainda mais complicada quando o trajeto é feito com crianças. Afinal, em certos momentos, é realmente necessário criar estratégias para distrair os pequenos.

Para a Avianca, entretenimento é coisa séria. Por isso, não são poupados esforços para oferecer ao viajante o máximo de conforto nesse quesito.

Tecnologia do entretenimento de vídeo Avianca

O sistema de entretenimento de bordo e a programação disponível são gratuitos e variam de acordo com o modelo da aeronave. Mas a melhor parte é que há uma grande variedade de filmes, séries e programas de TV transmitidos em alta qualidade digital.

As telas de vídeo são individuais ou suspensas. As individuais têm 9″, são sensíveis ao toque e estão disponíveis nos Airbus A319, A320 e A320neo. Elas também podem ser usadas com controle remoto.

Já as telas suspensas têm 10,4″ e são exclusivas dos Airbus A318. Ficam localizadas nos painéis acima dos assentos e garantem diversão aos passageiros durante todo o trajeto.

Opções de entretenimento Avianca

Como você viu, a tecnologia do entretenimento de bordo da Avianca é pensada para oferecer o máximo de conforto durante os voos nacionais e internacionais. E as vantagens não param por aí! Confira mais detalhes a seguir.

Programação variada

A Avianca disponibiliza uma programação especialmente pensada para o tempo de duração de cada voo. Por esse motivo, os longas-metragens estão disponíveis apenas para as rotas internacionais. Assim, você não passa pelo inconveniente de ter o filme interrompido porque chegou a hora de desembarcar.

A programação de vídeo é fixa e são feitas trocas mensais, para que mesmo os passageiros mais frequentes possam sempre usufruir de novidades. A equipe responsável faz uma seleção criteriosa do que há de melhor em filmes, séries de TV, jornais, programas esportivos, documentários, músicas e videoclipes.

As crianças também contam com uma programação selecionada especialmente para elas. São vários desenhos, programas infantis e jogos à disposição.

A Avianca ainda proporciona 9 canais de músicas separados por gêneros. Há opções para todos os gostos e estilos, e certamente um deles será perfeito para você.

Internet a bordo

Outro grande diferencial do entretenimento de bordo da Avianca é a presença de internet Wi-Fi em alguns voos. Ou seja, agora é possível postar fotos nas redes sociais, navegar nos seus sites preferidos e trocar mensagens online ainda a bordo, seja via laptop, smartphone ou tablet. Demais, não é mesmo?

A Avianca foi a primeira empresa aérea da América do Sul a oferecer o serviço, em parceria com a Global Eagle Entertainment (GEE), referência mundial em conectividade via satélite. Veja como acessar:

  • certifique-se de que o aparelho está em modo avião;
  • habilite o Wi-Fi e selecione a rede “airtimeinflight”;
  • abra o navegador e acesse: aviancawifi.com.br;
  • clique em “acesso Wi-Fi”;
  • escolha o pacote mais adequado para você e efetue a compra;
  • acesse “iniciar navegação” e pronto!

Apesar de o recurso contar com tecnologia de última geração, o desempenho da rede pode variar. Isso ocorre porque a internet chega por meio de satélites localizados a 3.400 km de distância. Além disso, em alguns casos, muitos passageiros conectam os seus aparelhos à rede simultaneamente, o que pode comprometer a velocidade de transmissão dos dados.

A dica para não ter esse problema é fazer com antecedência o download do aplicativo gratuito SpeedNet, que ajuda os sites a carregarem de forma mais rápida.

Como em qualquer rede pública, há restrição para acessar conteúdos inapropriados, vídeos e serviços de streaming, que exigem muitos dados. Antes de embarcar, confira se a opção de internet a bordo está disponível para a sua aeronave!

Avianca em revista

Quem não dispensa uma boa leitura durante o voo certamente vai gostar da Avianca em Revista — eleita na 30ª edição do Prêmio Veículos de Comunicação como a melhor publicação customizada de 2016.

A revista oferece textos inteligentes e bastante variados, capazes de agradar diferentes públicos. As reportagens são sobre arte, cultura, dicas de viagem, gastronomia etc. Essa é uma oportunidade de ficar por dentro de inspirações imperdíveis para já ir preparando o próximo passeio.

Na edição de agosto de 2018, por exemplo, a Avianca em Revista publicou uma matéria especial sobre Belém do Pará, e desvendou as principais iguarias da culinária surpreendente do local. Já na edição de abril de 2018, o destaque foi a região serrana do Espírito Santo, que conta com belezas naturais e muita riqueza cultural.

Além disso, há sempre uma personalidade interessante na reportagem de capa. Na edição de novembro de 2018, o entrevistado foi o músico Thiaguinho. Ele contou toda a sua trajetória, desde a infância até estourar como sucesso nacional.

Outros artistas que também já estamparam a capa da Avianca em Revista são Adriana Calcanhoto, Tatá Werneck, Rodrigo Hilbert e até Hugh Jackman, conhecido pelo personagem Wolverine.

Com este post, você viu que a Avianca não abre mão do melhor quando o assunto é o conforto dos seus passageiros. Por isso, ao definir a sua próxima viagem, escolha a companhia aérea que pensa no seu bem-estar e oferece entretenimento de primeira qualidade.

Para saber mais sobre todos os diferenciais da companhia, confira nosso post com 5 dicas para voar e amar a Avianca Brasil!

Em viagens internacionais e em algumas rotas nacionais, é comum haver uma parada antes do voo chegar ao destino. Muitos passageiros ficam com dúvidas sobre as regras de conexão e escala e por que elas acontecem. Você também passa por isso?

Esses procedimentos são normais e ocorrem, principalmente, devido à distância entre o local de partida e o destino. Mas não há motivo para preocupação! Ao conhecer as regras de conexão e se preparar para esse período, você poderá ter uma experiência agradável durante o tempo de espera.

Quer saber mais? Continue a leitura e veja nossas dicas!

Entenda a diferença entre voos com conexão e com escala

Alguns turistas ficam na dúvida sobre o significado desses dois termos. A escala é quando a aeronave faz uma breve parada durante o percurso, mas não há necessidade de descer. Isso pode acontecer para embarque de passageiros ou para abastecimento, por exemplo.

Já no caso do voo com conexão, há uma troca de aeronave e a espera costuma ser um pouco maior. Os passageiros devem desembarcar e depois embarcar em outro avião para continuar a viagem.

8 dicas para quem vai pegar um voo com conexão

Em um voo com escala, não há desembarque. Então, o procedimento é mais simples. Mas se a parada for maior, é importante conhecer as regras de conexão para evitar imprevistos com o trajeto. Veja abaixo quais são as principais recomendações!

1. Fique atento às informações da passagem

Ao comprar a passagem aérea, analise os dados do voo que indicam sua duração e se ele será direto ou se terá escalas ou conexões.

Cidades grandes, como São Paulo, contam com mais de um aeroporto na região, e em alguns casos o desembarque acontece em um aeroporto e o embarque em outro. Verifique essa informação antes de adquirir a passagem e avalie se o tempo de conexão será suficiente para o deslocamento.

2. Veja se é preciso ter documentação extra para desembarcar na cidade da conexão

Em caso de voos internacionais, é preciso analisar as regras de conexão do local. Alguns países, a exemplo dos EUA, solicitam visto para trânsito.

Verifique se o destino exige esse documento. Se você já tiver um visto de turismo para o país onde ocorrerá a conexão, isso não será um problema. Caso não tenha, será necessário solicitar um visto de trânsito junto ao consulado.

3. Esclareça suas dúvidas no momento do check-in

Se tiver dúvidas sobre as regras de conexão, você pode esclarecê-las com a equipe no momento do check-in ou pelos canais de atendimento da empresa. Eles indicarão os principais procedimentos para evitar contratempos no trajeto.

4. Saiba o que fazer com as bagagens despachadas

Em geral, as bagagens despachadas são recolhidas apenas no final da viagem. Mas em alguns casos pode ser necessário retirar as malas na conexão para despachá-las novamente. Verifique essa informação no momento do check-in ou com a equipe de bordo.

5. Faça uma boa mala de mão

Na maioria dos casos, você só terá acesso à sua bagagem no destino final. Por isso, é imprescindível montar uma mala de mão adequada com todos os itens importantes para o voo e para o período da conexão.

Não se esqueça de incluir itens como: kit de higiene, blusa de frio, livro ou eletrônicos para passar o tempo durante a espera, carregadores, fone de ouvido, entre outros objetos.

6. Fique atento às informações da equipe de bordo no momento do pouso

A equipe de bordo explica quais são os procedimentos para o desembarque de todos os passageiros, além de orientações para aqueles que estão em trânsito. Sendo assim, fique atento às informações sobre bagagem, portão de embarque etc.

7. Verifique o portão de embarque e o horário do próximo voo

Alguns terminais são grandes, e o trajeto entre o portão de desembarque e o de embarque pode ser longo. Por isso, ao descer da aeronave, verifique o portão de embarque e o horário do próximo voo. Em caso de destinos internacionais, é fundamental considerar o horário local.

Se tiver dúvidas, procure um funcionário da companhia ou agente do aeroporto.

8. Mantenha o cartão de embarque em mãos para conexões curtas

O período mínimo para a conexão é definido de acordo com a estrutura do aeroporto e pensado para que o passageiro consiga chegar tranquilamente até o portão de embarque. Se o tempo for curto, evite paradas e siga direto para o próximo voo.

Uma dica para não ter problemas no trajeto é ter em mãos o mapa do aeroporto para conseguir se localizar mais facilmente. Além disso, mantenha seu cartão de embarque e documento em local com fácil acesso para agilizar o próximo embarque.

Saiba o que fazer enquanto aguarda sua conexão

Comprou a passagem e percebeu que terá algumas horas de conexão? Veja agora o que fazer para aproveitar o tempo livre!

Utilize essa pausa para atualizar as redes sociais e conversar com amigos

Você pode aproveitar o Wi-Fi da área de embarque para atualizar as redes sociais, responder mensagens de amigos, organizar fotos, responder e-mails etc.

Separe leituras ou jogos

Outra dica é ter livros ou revistas na mala de mão para não ficar entediado com a espera. Ter jogos, séries ou filmes baixados no celular, tablet ou notebook também é uma boa ideia para se entreter enquanto aguarda o próximo voo. Não se esqueça de separar carregadores e fones de ouvido.

Conheça o aeroporto

Se a conexão for um pouco mais longa, veja as facilidades que o aeroporto oferece. Você pode passear com calma pelas lojas, comer uma comida típica ou mesmo descansar. Mas dê atenção ao horário de seu voo e às orientações para o embarque, para não acabar se distraindo e perdendo a hora.

Faça um tour rápido pela cidade

Algumas conexões são longas, com 6 horas ou mais. Dependendo do local, é possível sair do aeroporto e fazer um tour rápido pela cidade.

Essa é uma estratégia interessante, pois você aproveita o tempo livre para conhecer os principais atrativos do destino. Um voo para Miami, por exemplo, pode ter uma parada em Bogotá.

Antes de organizar a visita, é preciso considerar a duração do deslocamento entre o aeroporto e a região central e avaliar se o período da conexão será suficiente para o trajeto de ida e volta e o passeio pela cidade. Lembre-se de que você deve estar de volta pelo menos 2 horas antes do embarque.

Essas são as principais regras de conexão e dicas para aproveitar o tempo livre. Ao organizar a viagem com atenção, você conseguirá ter uma experiência agradável durante todo o percurso. Se ficar com mais alguma dúvida sobre a conexão, entre em contato com a companhia aérea pelos canais de atendimento.

Gostou do texto? Quer outras dicas para facilitar sua viagem? Veja nosso próximo artigo e saiba como agilizar o embarque na alta temporada.

A organização de uma viagem em família envolve inúmeros preparativos e, além de reservar passagens aéreas, hotéis e separar a documentação necessária, é importante pensar sobre o que fazer dentro do avião.

Se você for viajar para um destino mais distante, como os EUA, é recomendado levar alguns itens para aproveitar melhor as horas de voo, especialmente em uma viagem com crianças, já que elas costumam ficar entediadas com a espera.

Quer saber o que fazer dentro do avião e tornar o percurso ainda mais confortável para toda a família? Acompanhe o texto e veja as dicas que separamos!

Garanta o conforto da família

Antes de mais nada, é fundamental garantir que todos estejam confortáveis e preparados para as longas horas dentro do avião.

Uma dica significativa é dar atenção às roupas. Opte por peças mais largas e confortáveis, tanto para você quanto para as crianças. Ter uma blusa de frio e meias por perto é outra atitude recomendada, assim a temperatura dentro da aeronave não será um problema.

Outra sugestão é levar travesseiros de pescoço para garantir o conforto durante o cochilo e evitar dores ao longo do trajeto.

A alimentação no dia da viagem também deve ser adequada. Evite alimentos gordurosos e refeições pesadas antes do voo, pois isso pode causar enjoo e mal-estar.

Leve itens de entretenimento em sua mala de mão

Em uma viagem longa a melhor alternativa é optar por voos noturnos, assim a chance de a família dormir em grande parte do trajeto é maior.

No entanto, sabemos que nem sempre isso é possível. Portanto, independentemente do horário do voo, é importante separar atividades para fazer dentro do avião e se distrair durante a viagem. Veja abaixo algumas dicas.

Livros e revistas

Livros e revistas são ótimos para o entretenimento adulto e infantil. Você pode aproveitar o tempo livre dentro do avião para se dedicar a uma leitura por diversão, para estudo ou com dicas sobre o destino da viagem, por exemplo.

As crianças alfabetizadas podem passar o tempo com a leitura de livros infantis, revistas e gibis. Já para os pequenos, vale aproveitar o material para contar uma história ou incentivá-los a criar as próprias narrativas a partir das imagens do livro.

Livros e revistas de colorir ou com atividades de passatempo são outras boas opções para fazer dentro do avião com a garotada. Separe um estojo com lápis, giz e canetinhas para que eles se entretenham com o material.

Eletrônicos

Embora algumas companhias aéreas ofereçam uma programação de entretenimento de bordo diversificada, às vezes, não há aquele filme ou série que você gostaria de assistir. Nesses casos, a melhor alternativa é separar os vídeos em seu celular, tablet ou notebook.

Esses aparelhos ainda são úteis para jogos, filmes e músicas para as crianças. Alguns dias antes da viagem, separe jogos e vídeos que os pequenos gostem e procure novas opções, assim eles terão um conteúdo diversificado para diversão.

Além disso, não se esqueça de levar fones de ouvido e carregadores para não ficar sem bateria ao longo do voo. Ter baterias extras também é uma boa estratégia.

Brinquedos

Outra recomendação é levar alguns brinquedos para o entretenimento dos pequenos. Dê preferência aos itens silenciosos para não incomodar os outros passageiros, tais como bonecas e bichinhos de pelúcias.

Evite brinquedos com peças pequenas e soltas que podem se perder devido à movimentação nas poltronas ou à turbulência do avião.

Além disso, procure não exagerar na quantidade de brinquedos, isso pode deixar a criança mais agitada e querendo brincar cada hora com uma coisa. Leve os itens que considerar adequados ao perfil do seu filho.

A novidade desperta o interesse dos pequenos, sendo assim, a dica é separar algum brinquedo mais recente ou que esteja guardado há muito tempo para chamar atenção dos seus filhos durante o voo.

Jogos da memória também são boas alternativas para garantir a diversão em família. Esses materiais não ocupam tanto espaço na mala e podem ser utilizados em locais pequenos, como a mesa da poltrona.

Brincadeiras

As crianças enjoam fácil dos objetos, por isso, é recomendado ter opções de atividades para entretê-las. Há alguns jogo e brincadeiras que não necessitam de materiais e podem ser realizados em qualquer espaço.

O jogo de adivinhação, por exemplo, é uma boa atividade para quem não sabe mais o que fazer dentro do avião com as crianças. Você precisa pensar em um objeto, personagem ou cidade e elas devem fazer perguntas para adivinhar do que se trata.

Outra forma de entretenimento em família é inventar histórias. Comece a contar uma narrativa e peça para cada membro do grupo completar um trecho.

Escolha uma companhia aérea que tenha entretenimento de bordo

Contar com o entretenimento de bordo é extremamente positivo para aliviar a tensão e o tempo da viagem.

Muitas companhias aéreas oferecem programação diversificada para viagens longas com filmes, séries, músicas, entre outros conteúdos. Antes de adquirir a passagem, veja se a empresa tem esse serviço.

Opções de entretenimento que a Avianca oferece

A Avianca tem um excelente serviço de entretenimento de bordo, com telas individuais e programação diversificada e atualizada para todas as idades com música, jogos, desenhos, séries, documentários e filmes no caso dos voos internacionais.

A programação infantil conta com conteúdo para diversas idades, a exemplos de desenhos da “Turma da Mônica”, “Casa do Mickey” e “Hora da Aventura”.

Entre as opções de filmes para adolescentes se encontram “Os Incríveis 2”, “Fala sério, Mãe!”, “Jurassic Park” e “Os Vingadores 2”. Já para os adultos há opções de filmes de comédia, ação, drama, entre outros conteúdos.

Além da programação audiovisual adulto e infantil, a companhia também disponibiliza revistas para o entretenimento dos passageiros.

Essas foram nossas dicas sobre o que fazer dentro do avião. Veja quais estratégias se adéquam melhor ao perfil da sua família e prepare a mala de mão com os objetos necessários para deixar o percurso mais agradável para todos.

Gostou deste conteúdo? Quer receber outros textos que podem ajudar na organização de uma viagem em família? Assine a nossa newsletter para não perder as próximas publicações!

Se você tem uma rotina agitada e trabalha muito, certamente o momento mais esperado do ano são as férias escolares. Afinal, essa é a hora de pegar as crianças e partir em busca de aventuras, descanso e momentos de convivência.

Mas, ao viajar com os filhos, os pais recebem muito mais do que lazer e diversão. Com a família reunida, fica mais fácil transmitir aos pequenos valores importantes e reforçar sentimentos de companheirismo. Ou seja, os laços familiares são fortalecidos e todos voltam para casa com um forte sentimento de união.

Continue a leitura do texto e confira mais detalhes sobre a importância de viajar com os filhos.

Desenvolve a capacidade de negociação

Poucas coisas na vida exigem tanta tolerância quanto as viagens em grupo. Isso porque, para que todos aproveitem as férias da melhor forma, é fundamental haver negociação e muito diálogo.

Nem sempre um passeio, um restaurante ou mesmo o destino escolhido será o preferido de todos da família. Nessas horas, pode até ser que algum dos membros fique frustrado e se mostre insatisfeito com as escolha dos pais ou da maioria.

Se isso acontecer ao viajar com os filhos, procure conversar com tranquilidade e explicar os motivos de certo passeio ter sido escolhido, e não outro. É muito importante também não desvalorizar a fala e o sentimento dos pequenos, ainda que seja preciso deixar claro que a decisão já foi tomada.

Estimula a empatia

Em férias em grupo, esse é um valor que pode ser trabalhado a todo momento com as crianças. Por exemplo: na hora de um passeio muito aguardado, o que não falta é empolgação. Mas e se um dos membros da família acordar indisposto e não se sentir em condições de cumprir com o planejado para o dia?

Em casos como esse, os pais devem conversar bastante com os pequenos e mostrar que a pessoa que não se sente bem precisa ser acolhida e respeitada. Mais uma vez, a palavra-chave é o diálogo, pois assim todos podem transformar o sentimento de frustração em um momento de solidariedade.

O mesmo tipo de situação pode ocorrer em passeios que exigem mais esforço físico, como trilhas e escalada. Afinal, nesses momentos, o bem-estar de todos deve estar acima do desejo de se chegar ao destino final.

A empatia também pode ser reforçada em outras pequenas atitudes. Que tal deixar o irmão que está mais cansado tomar banho primeiro? Por que não esperar um pouco pelo lanche, se não estiver com tanta fome?

Revela a importância da responsabilidade

Ao viajar com os filhos, o senso de responsabilidade pode ser reforçado em vários momentos, a começar na preparação para a viagem.

Mostre às crianças a importância de organizar adequadamente as malas, escolhendo itens apropriados e que não ultrapassem o peso permitido para a franquia de bagagens.

Também é fundamental reforçar a necessidade de chegar ao aeroporto com antecedência, de controlar os gastos durante a viagem e de ser pontual em todos os passeios agendados. E lembre-se de que eles aprendem muito mais com o exemplo dos adultos do que com qualquer outra coisa.

Promove oportunidades de socialização

Cada vez mais, as crianças e adolescentes ficam em frente ao computador, dentro dos seus quartos ou simplesmente navegando no smartphone. Esses hábitos têm levado ao isolamento e à falta de interação.

As férias são o momento perfeito para desenvolver as habilidades de socialização. Reforce com os filhos a importância de cultivar um momento de vivência com a família e negocie o tempo que será destinado ao celular diariamente.

Também é interessante encorajar as crianças a fazer novas amizades, seja na praia, nos playgrounds ou resorts. Daí pode nascer uma grande parceria, que pode até mesmo ser mantida por muitos anos via internet.

Ressalta a importância do respeito

Ao viajarmos para lugares muito diferentes dos que vivenciamos no dia a dia, é comum nos depararmos com hábitos e costumes que podem parecer inusitados ou estranhos em um primeiro momento. Isso também vale para as outras expressões de cultura, como linguagem, religião, música e gastronomia. Essa diversidade é perfeita para educar os pequenos sobre a importância do respeito e da tolerância.

Procure sempre enfatizar que nenhuma cultura é superior a outra, que todos os povos têm imenso valor para a sociedade e que temos muito a aprender ao interagirmos com pessoas de outras regiões. E isso vale tanto para o exterior quanto para viagens dentro do Brasil.

Sempre que as crianças se mostrarem surpresas e curiosas com algum costume, procure não inibir a curiosidade, mas ressalte a importância de tratar a todos de forma igual e com educação e respeito. Também é essencial mostrar que os turistas precisam cuidar dos lugares que visitam, principalmente se o passeio for em meio à natureza.

Favorece a busca por novos desafios

Estimular as crianças a vencerem dificuldades e superarem seus limites pode não ser fácil na correria do dia a dia. Mas, ao viajar com os filhos, tente aproveitar os passeios para colocar em desenvolvimento algumas habilidades.

Procure conversar com os pequenos sobre opções de passeio nunca antes cogitadas e verifique qual é o nível de interesse da família. Algumas opções muito divertidas e ideais para a superação de limites são acampamento, trilhas e escaladas.

No entanto, a viagem com os filhos também pode ser estimulante em vários outros aspectos. Que tal experimentar um alimento típico da região visitada, ainda que ele pareça muito diferente à primeira vista? E por que não se matricular em uma aula local de dança ou música?

Estimula a curiosidade

A educação das crianças pode ser motivada pelos pais em todos os momentos da viagem. Ao preparar o roteiro, por exemplo, peça a participação dos pequenos e anote as ideias que eles têm de passeios e o que desejam saber sobre a região que vão visitar, desde a cultura até o idioma, se o destino for internacional.

Com a ajuda da internet, separe materiais e fotografias sobre os locais que serão visitados e estimule as crianças a também buscarem informações relevantes para a viagem. Isso vai fazer com que eles se sintam bem mais empolgados para os passeios e ainda vai ressaltar a importância da negociação.

Como você viu, a viagem em família pode ser muito mais do que lazer, descanso e divertimento. Ao viajar com os filhos para conhecer novas culturas e vivenciar experiências diversas, você investe na educação deles e contribui para a formação de cidadãos melhores e mais conscientes.

Gostou deste post? Então, aproveite a visita ao blog e não deixe de conferir estas 4 dicas de roteiro de viagem com crianças!

Quem viaja de avião certamente alguma vez já ficou imaginando como seria a vida de um comissário de bordo. A profissão, que é sinônimo de elegância e eficiência, desperta a curiosidade das pessoas e gera muitos questionamentos.

E não é para menos. Afinal, os profissionais precisam lidar com a ausência de rotina, se adaptar ao deslocamento constante e ainda reservar um tempinho para se manterem muito bem-vestidos e com um belo sorriso no rosto.

Mas nem só de glamour vivem esses profissionais. Muita gente não sabe, mas além de servirem as refeições, os comissários também têm a responsabilidade de zelar pela segurança e integridade dos passageiros.

Quer saber mais sobre o papel dos comissários e a importância do serviço de bordo? Continue a leitura!

Origem do serviço de bordo

Você sabia que uma enfermeira foi responsável por criar a profissão de comissário de bordo?

Em 1930, nos Estados Unidos, após ser reprovada em um teste de pilotagem, Ellen Church propôs aos responsáveis pela empresa que contratassem enfermeiras para embarcar nos voos a fim de acalmar os passageiros mais inseguros e prestar primeiros socorros, se necessário.

A Boeing Air Transit apostou na ideia e Ellen Church se tornou a primeira comissária do mundo. A profissão se tornou popular e novas funções passaram a ser atribuídas a esse cargo.

Importância do serviço de bordo

Como dito, são muitas as responsabilidades e atribuições dos comissários. Por esse motivo, é importante contar com uma empresa com profissionais qualificados e experientes.

Confira a seguir algumas das principais funções do serviço de bordo.

Procedimentos de segurança

Para que todos possam voar em total segurança, muito antes da decolagem, a equipe de bordo checa todos os detalhes com a aeronave ainda vazia. São conferidos itens de resgate, alimentação, luzes internas, portas, compartimentos de bagagem, entre outros.

Também faz parte do trabalho dos comissários fazer o controle do embarque, checar as documentações dos passageiros e auxiliar na acomodação das bagagens de mão. Tudo isso para garantir a segurança de todos os envolvidos com a viagem.

Antes da decolagem, também é feita a conhecida demostração dos procedimentos de emergência. E os profissionais alertam para que todos os passageiros prestem bastante atenção às instruções, ainda que sejam viajantes experientes.

Bem-estar

Em um único voo, há o embarque de clientes com diferentes perfis e necessidades. Alguns exemplos são pessoas com mobilidade reduzida, pais e mães com bebês pequenos, idosos, crianças desacompanhadas, gestantes e passageiros de primeira viagem.

Para que todos se sintam seguros e confiantes, a tripulação deve ser totalmente treinada e apta a lidar com qualquer ocorrência. Somente dessa maneira cada passageiro pode ser atendido dentro das suas necessidades e ter o seu bem-estar garantido.

Alimentação

Se você pensa que a única responsabilidade da equipe de serviço de bordo com a alimentação é servir os passageiros, está enganado. São esses profissionais os encarregados de controlar as datas de validade das refeições, bem como a temperatura de armazenamento e consumo. E a atenção é redobrada, já que uma intoxicação alimentar pode colocar em risco a saúde e a segurança de todos a bordo.

Também para evitar esse tipo de ocorrência, pilotos, copilotos e demais integrantes da tripulação não ingerem as mesmas opções de pratos durantes as refeições. Essa é a forma de garantir que, caso alguém se sinta mal após se alimentar, a segurança do voo não seja colocada em risco.

Administração de conflitos

Em algumas situações, é preciso que a equipe de bordo tenha equilíbrio emocional e frieza para solucionar certos conflitos. É o que ocorre, por exemplo, quando há desentendimento entre os passageiros por causa de lugares, desrespeito com algum cliente ou tripulante ou mesmo brigas de casais.

Mas a atuação dos responsáveis pelo serviço de bordo também se faz necessária quando acontecem casos mais extremos, como assédios, passageiros que se recusam a obedecer instruções de segurança e até agressões.

Em situações como essas, a equipe pode contar com a assistência da polícia e solicitar a retirada de algum passageiro antes do embarque.

Emergências

Não é muito raro acontecerem ocorrências emergenciais nas aeronaves. Afinal, alguns passageiros podem se sentir ansiosos, em caso de turbulências, por exemplo, outros podem enfrentar náuseas e até mesmo uma gestante pode entrar em trabalho de parto.

Por esse motivo, a equipe de bordo é treinada para prestar os primeiros socorros e atuar em caso de qualquer outra eventualidade que venha a ocorrer. Além disso, todas as aeronaves são equipadas com kits de medicamentos e aparelhagem para situações mais graves. Dessa forma, é possível controlar as emergências até que a aeronave chegue em solo.

Serviço de bordo da Avianca

O serviço de bordo da Avianca é totalmente gratuito e faz parte da excelente experiência de voo oferecida pela companhia.

Além de os profissionais serem altamente capacitados para agir em situações de emergência, na segurança e nas outras ocorrências mencionadas, também são encarregados de coordenarem com excelência as refeições.

As opções de alimentação variam de acordo com a duração do voo, o destino e o modelo da aeronave. Nos voos domésticos, são servidos como cortesia lanches quentes e frios e também salgados. Em algumas rotas, ainda há opções de frutas ou sobremesa.

Além disso, há uma ampla opção de refeições especiais nos voos internacionais. Algumas das refeições disponíveis são: vegetariana, para bebês, Hindu, Kosher, com baixo teor de sódio, de frutos do mar e para pessoas diabéticas ou intolerantes ao glúten.

Até mesmo em voos com duração mais curta, como os das rotas Ilhéus-Salvador e Brasília-Goiânia, é servido um bombom ou bolinho.

Como você viu, o serviço de bordo vai muito além da assistência básica aos passageiros. Os profissionais são capacitados para atuar em casos de emergência e conflitos, bem como sempre estão disponíveis para ajudar os clientes com o que for preciso.

Gostou de saber mais sobre a importância do serviço de bordo e os diferenciais que a Avianca oferece? Então, entre em contato conosco e comece a programar a sua viagem com a companhia que tem o melhor serviço de bordo do Brasil. Até a próxima!

Se você já adquiriu passagens aéreas Avianca, sabe que a empresa oferece um excelente conforto aos passageiros e tem o serviço de bordo mais bem avaliado do Brasil. Mas será que você conhece todas as cidades em que essa importante companhia atua?

Neste post, apresentamos quais são os destinos da Avianca dentro e fora do Brasil e sugestões de passeios em cada local. Você vai perceber que a companhia pode levá-lo para desfrutar opções culturais, paisagens paradisíacas e, claro, incríveis momentos de relaxamento e descanso.

Após a leitura, com certeza, você vai se sentir pronto para começar a organizar a próxima viagem e aproveitar as melhores promoções. Confira!

Destinos internacionais

A Avianca Brasil leva você a destinos internacionais imperdíveis, com voos diretos saindo de Fortaleza, Salvador e São Paulo. A seguir, oferecemos algumas dicas de o que encontrar em cada uma das cidades que já são queridinhas dos turistas brasileiros!

Nova York

O voo direto da Avianca para Nova York parte do Aeroporto Internacional de Guarulhos (São Paulo) e desembarca no Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK).

A cidade é uma das mais visitadas do mundo e dispensa apresentações. Times Square, Broadway, Quinta Avenida, Estátua da Liberdade, Empire State e Ponte do Brooklyn são alguns dos cartões-postais dessa metrópole que respira cultura, sofisticação e modernidade.

E uma grande vantagem é que Nova York é um lugar perfeito para ser visitado tanto no verão (quando acontecem inúmeros eventos e apresentações musicais no Central Park) quanto no final do ano, época em que a neve e as luzes de Natal deixam um clima mágico no ar!

Miami

Essa cidade da Flórida é uma das preferidas dos brasileiros. E não é para menos. Afinal, em Miami o turista pode relaxar em belíssimas praias, aproveitar os preços imperdíveis dos outlets, curtir a noite em boates super badaladas e conhecer sofisticados restaurantes de gastronomia contemporânea.

Também há muitas opções culturais e artísticas na cidade. O bairro Little Havana, por exemplo, é como uma parte de Cuba em território americano. Não dá para visitar o local e não provar um típico café cubano!

Já a região de Wynwood Walls, que por muito tempo ficou abandonada, é hoje um verdadeiro museu a céu aberto. Nas paredes estão obras de artistas urbanos renomados.

Para conhecer tudo que a cidade oferece, confira o nosso Guia Completo de Miami.

Santiago

A capital do Chile sempre foi muito procurada no período de inverno, devido à incrível região do Valle Nevado. A estação de esqui fica a 3 mil metros de altitude, na Cordilheira dos Andes, a cerca de 60 km de Santiago, e é destino certo dos turistas brasileiros.

No entanto, há outros maravilhosos passeios que podem ser feitos pela região em outras épocas do ano, como a visita às vinícolas — Concha y Toro é uma das mais procuradas.

O turista também pode aproveitar para conhecer pontos importantes de Santiago, como A Plaza de Armas, a Catedral Metropolitana e o Palácio de La Moneda.

Bogotá

A maior cidade da Colômbia ainda é um destino pouco procurado pelos brasileiros, mas, a partir de agora, deve ser uma das suas opções se você aprecia boa gastronomia e passeios urbanos e culturais.

Bogotá tem clima ameno o ano todo, com temperatura média de 14°C. Isso se deve ao fato de estar situada a 2.640 metros de altura, o que faz dela a terceira capital mais alta do mundo.

Aproveite, então, sua estadia para caminhar pelo bairro histórico de Candelária, curtir a vista do Cerro Montserrate (o ponto mais alto da cidade) e visitar a Catedral de Sal de Zipaquirá, localizada a 300 metros abaixo da terra.

Destinos nacionais

Como você viu, as opções de destino internacional oferecidas pela Avianca são incríveis. Mas quem é brasileiro não precisa procurar apenas o exterior para se esbaldar com cultura diversificada, boa gastronomia e ótimos hotéis, não é mesmo?

Então, confira a seguir para onde a Avianca leva você em cada região do Brasil, com dicas de passeio em cada cidade!

Região Norte

Belém 

Essa é uma das cidades mais autênticas e ricas em expressão cultural em todo o nosso país. E se você aprecia culinária regional, esse é mais um motivo para não deixar de conhecer Belém do Pará.

É lá que é preparado o autêntico açaí e outros pratos muitas vezes desconhecidos da população do restante do Brasil, como o pato no tucupi, o tacacá e a maniçoba — elaborados com ingredientes riquíssimos da Amazônia.

Entre os pontos turísticos da cidade estão o Mercado Ver-o-Peso, o Theatro da Paz e o Parque Mangal das Garças.

Região Nordeste

Aracaju

É impossível visitar a capital de Sergipe e não se apaixonar! Isso porque, com menos de 700 mil habitantes, Aracaju tem um certo clima de interior no ar, além de incríveis pontos para serem explorados.

Dentro da cidade, a grande pedida é visitar a orla de Atalaia e tirar uma bela foto dos seus arcos. À noite, a diversão fica por conta dos bares da Passarela do Caranguejo, que serve a iguaria típica da culinária local.

Quem procura lugares paradisíacos pode esticar um pouco a viagem e ir até a divisa com o estado da Bahia. Lá está o Mangue Seco (que ficou muito conhecido pelas filmagens da novela Tieta) e a Praia do Saco, com mar deslumbrante e dunas de areia branca.

Para deixar a sua viagem ainda mais inesquecível, coloque no roteiro a visita a um verdadeiro tesouro do Nordeste brasileiro: o Cânion do Xingó, no Rio São Francisco.

Fortaleza

O Ceará é um dos destinos mais procurados pelos turistas brasileiros. Em se tratando de Fortaleza, o ponto alto são as belas praias e a excelente infraestrutura, que proporciona um conforto extra aos viajantes.

Já são destinos certos Canoa Quebrada, Jericoacoara e Cumbuco. A Praia de Porto das Dunas também merece destaque, já que é lá que está localizado o Beach Park, um passeio muito procurado por quem gosta de diversão e aventura.

Ilhéus

É impossível pensar em Ilhéus e não se lembrar do escritor Jorge Amado. Afinal, a cidade baiana é pano de fundo de várias de suas obras, muitas delas adaptadas para a televisão.

Dada a importância de Jorge Amado para a região, existem diversos lugares em Ilhéus que remetem à sua obra. Não deixe de visitar, por exemplo, o Bar Vesúvio, o Cabaré Bataclan e o Museu Casa de Jorge Amado.

O ciclo do cacau também é muito importante para a cultura de Ilhéus. Por isso, as fazendas de cacau não podem ficar de fora do passeio.

João Pessoa

A capital da Paraíba é o destino certo para quem deseja desfrutar de uma praia do Nordeste e, ao mesmo tempo, escapar dos locais mais movimentados.

A cidade, também conhecida como Porta do Sol (por ser o primeiro lugar em que o sol nasce em nosso continente), é repleta de belezas naturais e pontos turísticos.

A Praia do Jacaré, a Praia de Areia Vermelha e as piscinas naturais de Picãozinho são passeios que não podem ficar de fora do seu roteiro.

Juazeiro do Norte

Padre Cícero é um dos símbolos dessa cidade do Ceará, localizada na região do Cariri. A devoção do povo é tão grande que na Colina do Horto está a estátua do “Padim Ciço” , com 27 metros de altura.

Além desse ponto turístico, os visitantes também não podem deixar de fazer um passeio pelo Parque Ecológico das Timbaúbas e pelo Museu de Paleontologia, um dos sítios arqueológicos mais importantes do Brasil.

Maceió

Uma das razões que mais leva os turistas à capital alagoana são os 40 km de praias deslumbrantes, com nuances de tons que vão do verde-claro ao azul-turquesa.

A gastronomia de Maceió é outro ponto que chama atenção. Por toda orla há quiosques e restaurantes com várias opções da culinária regional, composta, sobretudo, por frutos do mar.

A Costa dos Corais e a praia de São Miguel dos Milagres estão entre os pontos mais procurados.

Natal

As praias lindíssimas e paradisíacas são o que mais atrai os viajantes à capital do Rio Grande do Norte. E não é para menos! Afinal, são várias opções de cartões-postais inesquecíveis a serem visitados.

A Praia de Ponta Negra é uma das mais famosas e onde estão os melhores restaurantes e hotéis. A Praia dos Artistas, por sua vez, é agitada e o ponto de encontro de quem curte animação.

Agora, se você procura um verdadeiro oásis e está em busca do famoso passeio de buggy pelas lindas dunas, o destino certo é a Praia de Genipabu.

Petrolina

A maior cidade do sertão nordestino ganha destaque pela proximidade com o Rio São Francisco. Por isso, o principal atrativo da região é a cultura sertaneja, com seus costumes e culinária tradicional.

O Balneário de Pedrinhas, a cerca de 30 km de Petrolina, é uma antiga vila de pescadores. Lá é possível saborear deliciosos pratos preparados com peixes de água doce e, ao mesmo tempo, desfrutar de uma bela paisagem. A Ilha do Fogo é outro local perfeito para apreciar as belezas do Velho Chico.

Já o Bodódromo é o centro gastronômico de Petrolina, que não pode ficar de fora da viagem se a sua ideia é provar tudo o que a gastronomia local tem de melhor.

Recife

A Capital do Frevo é outra cidade do Brasil riquíssima em cultura e cenários deslumbrantes. A Praia da Boa Viagem é o ponto de encontro de todas as pessoas e, além das piscinas naturais, oferece ótima gastronomia nos bares e quiosques.

Para desbravar as tradições locais, a dica é visitar sem pressa o Recife Antigo e também a cidade vizinha, Olinda, que proporciona uma vista inigualável do mar.

Salvador

A capital da Bahia é o destino ideal para quem deseja mergulhar na história do nosso país e conhecer as mais diversas expressões culturais do Nordeste.

O Elevador Lacerda, que tem a função de transportar as pessoas da Cidade Baixa para a Cidade Alta, garante uma vista deslumbrante da Baía de Todos os Santos. Esse também é o meio de transporte que leva até o Pelourinho, talvez o principal destino turístico do Centro Histórico da Cidade.

Para conhecer mais opções de passeios pela cidade, leia o nosso Guia completo da Bahia.

Região Centro-Oeste

Brasília

A Capital Federal ainda é um destino pouco procurado por quem deseja fazer turismo dentro do Brasil. No entanto, a cidade abriga marcos importantes da nossa história e da cultura dos brasilienses.

Ao visitar Brasília, alguns dos pontos turísticos que não podem ficar de fora do seu roteiro são a Praça dos Três Poderes e a Catedral Metropolitana. Para desfrutar de uma incrível paisagem e de bons restaurante, a dica é o Pontão do Lago Sul.

Campo Grande

Pode ser que você não saiba, mas a capital do Mato Grosso do Sul é uma das principais portas de entrada para o Pantanal, riquíssimo bioma do nosso Brasil. Por isso, logo ao chegar na cidade, já é possível avistar araras, papagaios e, até mesmo, tucanos voando livremente.

Em se tratando de passeios imperdíveis, não podemos deixar de citar a Feira Central, onde é possível saborear o verdadeiro sobá — um prato originário do Japão e que se tornou patrimônio cultural e imaterial de Campo Grande, devido ao grande número de imigrantes japoneses na região.

Cuiabá

A Capital do Mato Grosso conta com vários pontos turísticos importantes, como a Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, construída em 1730, e a Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá.

Porém, para que a viagem à cidade seja realmente completa, você não pode deixar de conhecer o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Algumas das suas principais atrações são a Cachoeira dos Namorados e o Mirante do Véu de Noiva.

Goiânia 

Vários pontos da cidade de Goiânia merecem ser desbravados pelos turistas, como a Catedral Metropolitana, a Praça Cívica e o Palácio das Esmeraldas.

No entanto, muitas das pessoas que chegam a essa importante cidade do estado de Goiás não abrem mão também de se deslocar 170 km até Caldas Novas em busca das piscinas de águas quentes.

Na região, também há parques aquáticos imperdíveis, como o Hot Park Rio Quente.

Região Sudeste

Belo Horizonte

Belo Horizonte é para aqueles que têm espírito boêmio. Afinal, é considerada a capital dos bares!

Se você se identificou com a ideia, não deixe de conhecer os estabelecimentos da Savassi, do bairro Santa Tereza e do tradicional Edifício Maletta, no Centro da capital.

O Mercado Central, que já foi considerado o terceiro melhor do mundo, é outro ponto da cidade que vale a visita, assim como a Praça do Papa e a Igrejinha da Pampulha.

Para quem gosta de arte, a dica é conhecer o Circuito Cultural da Praça da Liberdade e Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo. Fica em Brumadinho, região metropolitana de BH.

Vitória

A capital capixaba é o destino perfeito para quem gosta de praia, cultura e gastronomia.

As praias de Camburi e a do Canto são a pedida certa se você procura boa infraestrutura em quiosques e restaurantes. E não deixe de provar um dos principais pratos da região: a moqueca capixaba!

Se a ideia é conhecer um pouco da história do município, basta fazer um agradável passeio na Cidade Alta e visitar o Palácio Anchieta, a Catedral Metropolitana e o Teatro Carlos Gomes.

Rio de Janeiro

Esse é um dos destinos mais procurados do país, tanto por brasileiros quanto por estrangeiros. Cristo Redentor, Corcovado, lindas praias (com destaque para Copacabana e Ipanema), bairro de Santa Teresa e Arcos da Lapa são alguns dos motivos.

Isso sem falar nos bares que servem petiscos deliciosos e nos shows de samba raiz. Ou seja, há atrações para todos os gostos!

São Paulo 

A maior metrópole do nosso país não poderia deixar a desejar em termos de atrações, não é mesmo? As opções gastronômicas e culturais são inúmeras. A dica infalível é fazer um passeio pela Avenida Paulista e conhecer alguns dos museus da cidade, como o MASP.

Vila Madalena, Liberdade e Mercado Municipal são outros pontos de São Paulo que não podem ficar de fora de nenhum roteiro.

Região Sul

Porto Alegre

A capital do Rio Grande do Sul é uma das cidades brasileiras mais ricas em charme e estilo, principalmente durante o inverno, quando a temperatura chega a ficar negativa.

No entanto, também nas épocas mais quentes o que não falta são opções de diversão, gastronomia e cultura. Algumas delas são: Mercado Municipal, Praça da Alfândega, Praça da Matriz e Parque Farroupilha.

Chapecó

Conhecida como a Capital do Oeste Catarinense, Chapecó tem destaque nacional pela agroindústria e o turismo de negócios.

Um dos pontos mais procurados pelos turistas que chegam à cidade é o Balneário de Águas Termais, que tem águas naturais em até 43 ºC! Fica 12 km do centro de Chapecó.

Outro lugar que deve ser visitado é o Vale do Rio Uruguai, que fica na divisa com o estado do Rio Grande do Sul e oferece várias opções de turismo de aventura, como a chamada Tirolesa Interestadual.

Curitiba

A capital do Paraná é considerada por muitos uma das cidades mais bem planejadas e bonitas no Brasil. Além do famoso Jardim Botânico, Curitiba conta com diversos festivais de música, galerias de arte e bares descolados. Por isso, sempre atrai artistas e intelectuais de todas as partes do país.

Em sua visita à cidade, não deixe de conhecer a Torre Panorâmica, com 109 metros de altura, e o Batel Soho, bairro famoso por sua efervescência cultural e agitada vida noturna.

Florianópolis

Santa Catarina é o destino perfeito para férias de verão e tem praias e opções de diversão para todos os públicos.

Algumas das praias mais conhecidas são Jurerê e Praia da Joaquina. Se a ideia é encontrar um barzinho ou restaurante, a pedida é a Lagoa da Conceição, no centro de Floripa.

Ao visitar a capital você também pode esticar um pouco o passeio por cerca de 110 km para se divertir no Beto Carrero Word, o maior parque temático da América Latina.

Foz do Iguaçu

Não há dúvidas de que o destino mais procurado nessa linda cidade brasileira é o Parque Nacional do Iguaçu, onde estão localizadas as famosas cataratas e incríveis opções de trilhas e passeios de barco.

Mas há outros pontos em Foz do Iguaçu que não podem deixar de ser visitados por quem é um grande apreciador da natureza. Alguns deles são o Parque das Aves, a Usina Itaipu e o Marco das Três Fronteiras.

Outra grande vantagem de visitar Foz do Iguaçu é a possibilidade de pisar em solo argentino, já que a cidade vizinha, Puerto Iguazú, fica em território hermano.

Navegantes

Essa cidade catarinense é um excelente destino para quem busca lazer e descanso, além de ser porta de entrada para outros pontos do estado, já que o seu aeroporto tem localização estratégica.

Blumenau, por exemplo, conhecida como capital brasileira da cerveja, fica a apenas 1 hora do aeroporto de Navegantes. É em Blumenau que acontece a Oktoberfest, a maior festa alemã da América do Sul. Durante o evento, a cidade chega a receber 500 mil pessoas.

Balneário Camboriú é outro local que pode ser acessado a partir do aeroporto de Navegantes, já que fica somente a 16 km de distância. A região é muito valorizada por suas belezas naturais e opções noturnas de bares e restaurantes.

Neste post, você ficou sabendo todos os destinos nacionais e internacionais da Avianca. Há opções para quem gosta de natureza, para aqueles que sonham em conhecer a neve e que atendem quem não abre mão de explorar novos lugares e ainda fazer umas comprinhas.

E a melhor parte é poder usufruir de todos esses locais contando com uma companhia séria e que trabalha diariamente para oferecer um serviço de alto nível para todos os passageiros. Então, está esperando o que para pesquisar as passagens aéreas Avianca e definir o próximo destino das suas férias?

E para ficar por dentro de todas as novidades e de promoções imperdíveis, siga as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube. Até a próxima!

Sem dúvidas, já faz alguns anos que a Black Friday se firmou como uma das datas mais esperadas do calendário dos brasileiros. E não é para menos. Afinal, não há quem não queira adquirir os produtos mais cobiçados e das melhores marcas com incríveis descontos.

Mas nem só de eletroeletrônicos é feita a Black Friday. Se você curte viajar e está esperando uma boa oportunidade para decidir o seu próximo destino, a hora certa pode ser essa, já que a Avianca vai disponibilizar muitas ofertas imperdíveis.

Ficou interessado? Então, continue a leitura do texto para conferir algumas dicas de como comprar passagens aéreas na Black Friday! A Avianca está preparando ofertas imperdíveis para você!

1. Siga a Avianca nas redes sociais

Quem não perde a oportunidade de viajar, sabe que para conseguir os melhores descontos em passagens aéreas é preciso acompanhar constantemente as ofertas e promoções. E na Black Friday não é diferente.

A cada semana, a Avianca lança um novo post em seus canais na internet, sempre com dicas importantes e anúncios de passagens imperdíveis. E durante o mês de novembro, haverá ainda mais novidades, com posts especiais para todos os seguidores.

Então, para não perder nenhuma oportunidade, siga a Avianca no Facebook, no Instagram e no Twitter. Dessa forma, você acompanha todas as novidades em primeira mão e ainda não perde tempo comparando preços em diferentes canais.

Outra ótima dica é se cadastrar na newsletter que a Avianca preparou especialmente para a época de descontos que todos esperam ansiosamente. Basta inserir os seus dados via desktop ou mobile para receber diretamente em sua caixa de e-mail as melhores ofertas da Black Friday.

2. Acompanhe os preços das passagens internacionais

A Black Friday é o momento que muita gente espera para tirar do papel a tão sonhada viagem internacional, não é mesmo? Se você também quer aproveitar a oportunidade, tenha atenção a alguns detalhes.

Quando se trata de viagem internacional, é muito importante acompanhar o dólar, já que o valor dos bilhetes varia conforme a cotação do dia. Então, tenha atenção a esse ponto para não ser surpreendido de última hora.

Essa dica também vale para reserva de hotéis fora do Brasil, compra de ingressos para parques de diversões e outras atrações.

Outra dica importante ao comprar uma passagem internacional na Black Friday é verificar com atenção o período válido para usufruir do preço promocional. Afinal, em alguns casos, os bilhetes são para datas específicas ou podem ser utilizados em um período determinado de meses.

3. Escolha a melhor forma de pagamento

Ainda que na Black Friday os preços sejam inacreditáveis, é importante se programar bem para quitar todas as despesas de viagem e não se complicar com o passar do tempo.

Por isso, escolha bem a forma de pagamento, sempre levando em conta qual método é o melhor para a sua situação atual e dos próximos meses.

Na Avianca, os voos nacionais podem ser parcelados em até 6 vezes no cartão de crédito. Já os bilhetes para os Estados Unidos podem ser divididos em até 10 vezes. Quem sabe não é o momento de finalmente conhecer Miami, Orlando ou Nova Iorque?

4. Baixe o app da Avianca

Se você vive conectado e não dispensa ferramentas que tornam o seu dia a dia muito mais prático, experimente acompanhar as ofertas da Black Friday pelo app da Avianca.

Durante todo o período de descontos, o usuário receberá alertas das promoções e outras novidades. Além disso, pelo aplicativo é possível comprar os bilhetes aéreos e até mesmo fazer o check-in.

Então, não perca mais tempo e baixe a versão do app para iOS ou Android.

5. Cadastre-se no programa Amigo

Quem não abre mão de viajar com muita economia e desconto não pode deixar de fazer parte de um bom programa de fidelidade. E se você ainda não sabe qual escolher, não deixe de conhecer melhor o programa Amigo.

Voando com a Avianca ou com uma companhia parceira, você acumula ponto e troca por passagens, bem como conta com benefícios exclusivos. Com o programa Amigo, também é possível transferir os pontos do cartão de crédito para aumentar a pontuação de forma ainda mais rápida.

Para fazer parte do programa é muito fácil. Basta fazer o cadastro no site e informar o seu número Amigo em todas as viagens. A partir daí, é só começar a usufruir dos benefícios do clube!

E se você vai comprar uma passagem aérea na Black Friday, não deixe de se cadastrar no programa Amigo. Afinal, todos os bilhetes emitidos no período da promoção serão válidos para o acúmulo de pontos!

6. Tenha flexibilidade de data e destino

Certamente, nem sempre é possível ter flexibilidade na hora de tirar as férias, principalmente quando é preciso conciliar com os outros membros da família ou com o período de recesso escolar.

Mas se você tem a sorte de poder escolher quando será o período do seu merecido descanso ou vai viajar sozinho, abra a mente e busque as melhores passagens sem se apegar a um destino em específico.

Na Black Friday, é possível encontrar tarifas com preços realmente impressionantes, ainda que não seja para um local que você vinha planejando conhecer. Essa pode ser uma boa oportunidade de sair da zona de conforto e aproveitar um destino realmente inesquecível!

Como você viu, comprar passagens aéreas na Black Friday pode ser uma ótima opção para economizar e já garantir a sua próxima viagem.

No entanto, fique atento a alguns detalhes, como tempo de escala, duração total do deslocamento, necessidade de visto e período mínimo de estadia na localidade. Tenha em mente que, ao comprar itens em promoção, as políticas de reagendamento e devolução podem ser diferenciadas.

Também vale a pena pesquisar opções de hospedagens, custo com alimentação e meios de transporte no local de destino. Assim, você economiza em todos os sentidos e realmente aproveita o melhor da Black Friday!

O que achou deste post? Quer ficar por dentro de mais dicas como essas? Então, curta a nossa página no Facebook!

Você deseja conhecer um determinado lugar, mas tem a impressão que nunca conseguirá arcar com o passeio? O primeiro passo é fazer um planejamento financeiro para viagem!

Muitas pessoas acreditam que viajar para locais distantes ou destinos internacionais é algo inalcançável. No entanto, com organização e economia é possível realizar a viagem dos sonhos.

Quer saber como fazer isso? Continue a leitura e confira nossas dicas!

Analise sua situação financeira

Um dos primeiros passos ao fazer um planejamento financeiro para viagem é analisar suas contas.

Verifique seus ganhos e despesas fixas e veja o quanto é possível economizar por mês para esse objetivo. Você também pode incluir no cálculo uma parte do seu 13º salário.

Esse processo será positivo para a definição do destino, pois você terá uma ideia do quanto conseguirá investir. Contudo, é fundamental manter o foco e a disciplina para guardar o valor estabelecido todo mês.

Defina o destino

A escolha do destino interfere diretamente no planejamento financeiro. Portanto, antes de defini-lo, analise seu orçamento e o período disponível para juntar a quantia necessária.

Se você deseja fazer uma viagem em poucos meses, destinos no Brasil, como Pernambuco e Bahia, ou na América do Sul, como Chile, podem ser mais atrativos.

No entanto, além dos custos comuns em todo passeio, quem pretende viajar para os EUA, por exemplo, também precisa considerar a cotação da moeda, especialmente em um cenário instável como o atual.

A dica para não extrapolar seu planejamento com a variação do dólar é adquiri-lo aos poucos. Assim você equilibra os valores e não corre o risco de pagar mais caro por isso.

Lembre-se que é necessário tirar o visto para ingressar em território americano. Caso você não o tenha, coloque esse valor no orçamento. Atualmente, a taxa de solicitação do visto de turismo é de US$160.

Estabeleça o período e a duração da viagem

Esses fatores também influenciam no orçamento final da viagem e precisam ser avaliados. Se você tiver flexibilidade para sair de férias, procure viajar em épocas de baixa temporada, a fim de conseguir um melhor custo-benefício em passagens e hospedagem.

Entretanto, é preciso verificar se não há feriados municipais, estaduais ou grandes eventos, que normalmente movimentam o turismo na região e elevam os preços — como acontece, por exemplo, em Blumenau no mês de outubro devido à Oktoberfest.

Pesquise as passagens aéreas

A passagem aérea tem um impacto significativo em um planejamento financeiro para viagem. Por isso, é fundamental pesquisá-la com antecedência, a fim de conseguir tarifas promocionais. Outra estratégia é utilizar um programa de pontos.

Além disso, verifique se o preço pode ser parcelado. Algumas empresas dividem o valor em até 10 vezes para destinos internacionais e em 6 vezes para nacionais, tornando o valor mais acessível.

Faça um levantamento dos custos da viagem

Nessa etapa você deve considerar todos os custos da viagem. Entre eles estão:

  • passagens aéreas;
  • hospedagem;
  • gastos com alimentação e gorjetas;
  • transporte (táxi, transfer, transporte público etc);
  • seguro viagem;
  • ingressos para atrações turísticas;
  • compras.

Pesquise sobre o destino escolhido a fim de saber qual o custo médio diário com refeição e transporte. Verifique também os atrativos turísticos e selecione aqueles que deseja conhecer. Por fim, faça um levantamento de quanto precisará para todo o período.

É importante incluir uma verba extra para compras e despesas não previstas, caso você precise utilizar táxis acima do planejado ou comprar algum remédio, por exemplo.

Corte alguns gastos

Se você fez o levantamento dos custos da viagem e percebeu que será difícil guardar o dinheiro necessário, pode tomar algumas atitudes para adequá-lo ao seu orçamento.

Uma dica é avaliar a hospedagem. A maioria dos destinos conta com uma rede hoteleira variada. Assim, pesquise bastante para encontrar um local com bom custo-benefício.

Optar por transporte público no destino, em vez de táxi ou transfer, também é uma boa alternativa para economizar no passeio. Outra atitude é verificar se os estabelecimentos oferecem descontos para compras online, pagamentos antecipados ou à vista.

Utilize sites e aplicativos ao fazer o planejamento financeiro

A tecnologia facilita o dia a dia das pessoas em inúmeras situações, e também é positiva para o planejamento financeiro da viagem.

Aplicativos de controle de despesas, como o Guiabolso, são úteis para analisar os gastos, acompanhar se sua meta foi alcançada no mês, entre outros benefícios.

Já o site Quanto Custa Viajar auxilia os turistas a elaborar o orçamento da viagem indicando os custos médios com alimentação, transporte, hospedagem e atrativos turísticos em inúmeras regiões do mundo.

Além disso, você pode conferir nossas dicas sobre diversos destinos — entre eles Nova York, Miami, Santiago, Salvador e Fortaleza — para montar um roteiro e definir os custos da viagem.

Economize

Após realizar todas as etapas acima, você terá uma base concreta do planejamento financeiro para viagem. A partir disso, estabeleça uma poupança mensal e o período em que levantará os recursos.

Além de reservar uma parte do seu salário para o passeio, procure reduzir seus gastos visando aumentar o montante acumulado por mês.

Normalmente, há dois tipos de despesas: as fixas — mensalidade de cursos, aluguel e contas da casa — e as variáveis — despesas do dia a dia com alimentação, combustível, entre outros.

Faça uma análise minuciosa de seus gastos e veja o que é possível reduzir. Para isso, coloque em uma planilha ou aplicativo de organização financeira seus gastos em shoppings, restaurantes etc.

Veja abaixo as etapas para economizar em uma viagem:

  • analise sua situação financeira e quite as dívidas (se houver);
  • faça um levantamento da quantia necessária para a viagem;
  • reserve um valor mensal para seu objetivo;
  • reduza gastos desnecessários e economize;
  • coloque a quantia em uma poupança ou outro tipo de investimento;
  • mantenha a disciplina e faça depósitos mensais na data estipulada;
  • não utilize esse dinheiro para outras despesas.

Essas foram nossas dicas de como fazer um bom planejamento financeiro para viagem. Comece a colocar esse plano em prática hoje mesmo e visite seu destino dos sonhos nas suas próximas férias!

Gostou do texto? Quer receber outras dicas sobre viagem? Acompanhe a Avianca no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube, e não deixe de conferir nossas próximas publicações!