Durante a Viagem

Extravio de bagagem: como evitar e o que fazer se acontecer

13 de março de 2019 0 comentário

Você já se deparou com a situação desconfortável de desembarcar do avião e não encontrar sua bagagem na esteira indicada? Certamente, quem já passou por isso nunca se esqueceu da preocupação de ter que ficar longe de seus pertences, e teme ter que lidar com o problema mais uma vez.

Infelizmente, a situação não é incomum. A ANAC (Agência Nacional de Aviação Comercial) já registrou um número crescente de reclamações no que diz respeito às malas em 2018. Apesar de o extravio de bagagem ser o pavor de qualquer passageiro, muitos não sabem o que fazer para evitá-lo e como proceder a partir do momento em que percebem a perda de seus bens.

Se este é o seu caso, não se preocupe. Neste post, você vai conhecer seus direitos e deveres na hora de lidar com a bagagem extraviada. Confira!

Onde está a minha mala?

A partir do momento em que você não conseguir localizar a bagagem no destino final, o primeiro passo é manter a calma. Afinal, existem grandes chances de que seus pertences sejam encontrados e entregues no endereço que você desejar, sem custo algum.

Para isso, é preciso fazer uma reclamação formal no balcão da sua companhia aérea. De acordo com as recomendações da ANAC, você deve procurar um funcionário antes de deixar a área de desembarque do aeroporto (isso é muito importante, pois é possível que as reclamações posteriores não sejam aceitas). Apresente o comprovante de despacho das malas junto ao cartão de embarque e documento de identificação pessoal.

Em seguida, formalize a reclamação com o preenchimento de um formulário RIB (Registro de Irregularidade de Bagagem) ou PIR (Property Irregularity Report), caso esteja no exterior. Nele, você deverá informar as características físicas da sua mala e detalhar seu conteúdo. Se você tiver contratado um seguro-viagem, também é recomendado informar sobre o extravio o mais rápido possível.

Por fim, você deve receber um protocolo ou confirmação por escrito com um número de referência. A partir dele, será possível acompanhar a busca da sua bagagem.

Quais são os meus direitos?

Segundo as resoluções da ANAC, a companhia aérea é a responsável pela bagagem desde o check-in até a entrega final ao passageiro. Se os seus pertences não forem localizados enquanto estiver no aeroporto, a empresa terá, no máximo, 7 dias (no caso de voos nacionais) ou 21 dias (no caso de voos internacionais) para encontrá-los e enviá-los ao endereço indicado no registro de perda.

Se esse prazo for ultrapassado e o passageiro permanecer sem a bagagem, a companhia deverá indenizá-lo em até 7 dias. O valor dessa indenização pode chegar até em 1131 DES (Direitos Especiais de Saque), uma espécie de moeda internacional cuja cotação varia diariamente.

Além disso, se estiver fora de sua cidade, o passageiro também terá direito a um ressarcimento extra. Esse reembolso serve para garantir o acesso a itens básicos, como roupas, alimentos e produtos de higiene pessoal. É importante lembrar que esse ressarcimento terá o valor e limites diários definidos de acordo com cada companhia aérea. Em todos os casos, a empresa deve efetuar o pagamento em até 7 dias.

Como evitar o extravio de bagagem?

Não existem medidas que podem excluir a possibilidade de um extravio de bagagem de forma definitiva. No entanto, várias atitudes simples podem minimizar as chances de isso acontecer.

Identifique a mala

Fixar uma etiqueta ou cartão com seu nome e contato é fundamental para evitar furtos, extravios e até mesmo a troca acidental. Fitas coloridas, acessórios, tags e adesivos também são boas maneiras de diferenciar sua bagagem das demais — especialmente se o tipo de mala for muito comum e não tiver nenhum detalhe chamativo.

Prefira conexões com a mesma companhia

Embora nem sempre seja possível fazer uma viagem sem conexões, dê preferência por realizar todas elas com a mesma companhia aérea, quando possível. O motivo é simples: o transporte da sua bagagem entre duas empresas pode aumentar as chances de extravio.

Quando você opta por viajar em aeronaves diferentes, está sujeito a atrasos no embarque e desembarque causados por imprevistos como condições climáticas desfavoráveis, check-in muito próximo ao horário da decolagem, falhas de comunicação entre funcionários do aeroporto etc.

Declare o valor antes da viagem

No momento de check-in, é possível optar pela declaração antecipada do valor estimado de seus pertences. Caso escolha essa alternativa, o passageiro deverá pagar uma pequena taxa (a ser definida pela empresa) e revisar o valor declarado pela companhia aérea.

Essa declaração não contempla a inclusão de bens de alto valor, como joias, dinheiro em espécie e eletrônicos. Por isso, esses tipos de itens sempre deverão estar presentes apenas na bagagem de mão.

Outra dica é incluir uma muda de roupas limpas, medicamentos e acessórios de primeira necessidade (como escova de dentes, agasalho e desodorante) junto a eles, para estar preparado em caso de imprevistos.

Confira seus dados

Ao despachar a bagagem, não deixe de conferir se a etiqueta recém-impressa apresenta:

  • o seu nome e sobrenome;
  • o número do voo;
  • o nome do destino;
  • o dia e horário do embarque.

Verifique se todas as informações estão corretas. Além disso, se utilizar a mesma mala de novo em uma outra viagem, não se esqueça de remover as etiquetas antigas (correspondentes aos trechos anteriores) para evitar enganos.

Utilize um rastreador

Você sabia que já existem diversos tipos de dispositivos para localizar sua bagagem em tempo real? Algumas etiquetas inteligentes, como a Super Smart Tag ou rastreadores como o Autotrac indicam onde as malas estão por meio da conexão com aplicativos, e-mail ou SMS.

Uma alternativa que está se popularizando no Brasil são as malas inteligentes, que já contam com um rastreador embutido. Apesar de ainda ser um recurso novo (e um pouco mais caro), a competição entre fabricantes tende a reduzir os preços com o tempo.

Agora que você já sabe o que fazer para resolver e prevenir o extravio de bagagem, fique atento a essas orientações na próxima viagem e lembre-se de nunca deixar sua mala desacompanhada. Outra dica é permanecer sempre próximo à esteira nos momentos de desembarque e deixar para ir ao banheiro apenas quando tiver seus pertences em mãos.

Se você gostou deste post, aproveite para curtir nossa página do Facebook e conhecer mais dicas para ter uma viagem tranquila. Você ficará por dentro de todas as novidades do blog e ainda poderá interagir com as postagens!

Veja Também