BelémDestinosGastronomiaNacionais

O que fazer em Belém do Pará? Roteiro para 2 dias na cidade.

9 de abril de 2018 1 Comentário

Belém do Pará é uma cidade autêntica, com sabores únicos e grandes riquezas culturais, naturais e humanas. Por isso, criamos um roteiro de dois dias para você conseguir capturar ao menos a essência dessa terra brasileira tão peculiar.

Dia 1

Complexo Ver-o-Peso

Complexo Ver-o-Peso

Se você gosta de ver de perto a cultura de um lugar quando viaja, então, madrugue e vá à Feira do Açaí lá pelas 5 h. A experiência é única! Visto que consiste em observar o descarregamento e a comercialização do fruto amazônico.  Ele chega da floresta pela Baía do Guajará em diversas embarcações.

Continue o passeio indo ao Mercado do Peixe. Então, observe mais um ponto forte local: a pesca. Ainda no Complexo do Ver-o-Peso, você encontra o Mercado da Carne, barracas de farinhas, ervas, frutas, industrializados e refeições. Dessa forma, o roteiro é um mergulho na cultura de Belém.

Theatro da Paz

Se você pretende fazer a visitação guiada por dentro do edifício histórico, é melhor ir na parte da manhã ao Theatro da Paz. O espaço foi fundado durante o rico Ciclo da Borracha em 15 de fevereiro de 1878. O projeto arquitetônico foi inspirado no Teatro Scalla de Milão, na Itália. Sendo assim, é mais uma daquelas paradas obrigatórias.

Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré

A única Basílica da Amazônia Brasileira começou a ser construída em 1909 no local em que a imagem de Nossa Senhora de Nazaré foi encontrada. A arquitetura da igreja é bastante eclética, reunindo o que os idealizadores acreditavam ser o melhor de cada estilo. O local é realmente muito bonito, espiritualizado e símbolo da fé local.

Museu Paraense Emílio Goeldi

Muito mais do que um museu, o Emílio Goeldi abriga um Parque Zoobotânico com mostras da fauna e da flora da Amazônia. Além de um importante centro de pesquisas da região vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação do Brasil.

Fundado em 1866, o espaço ainda promove atividades educativas e o contato com a natureza em meio à área urbana de Belém.

Parque Estadual do Utinga

Recém-revitalizado, o Parque Estadual do Utinga tem sido uma das grandes atrações para os moradores e os visitantes de Belém. O local é ideal para quem quer ficar mais próximo dos ecossistemas regionais. Além de ser um centro de pesquisa de espécies amazônicas, busca desenvolver o turismo ecológico.

Música Típica

Para quem quer conhecer os ritmos locais, como o carimbó, o brega, o tecno-brega, o calipso e a guitarrada, o ideal é procurar uma festa típica enquanto estiver por lá. Atualmente, a mais famosa é a Lambateria.

Verifique também a programação do Espaço Cultural Apoena e a programação de shows dos grandes cantores do brega.

Dia 2

Vista Mangal das Garças

Cidade Velha

Visite o Forte do Presépio! A vista das muralhas é incrível e contempla a Baía do Guajará, o Complexo Ver-o-Peso e a Estação das Docas.

Depois, conheça o Museu Casa das Onze Janelas. O centro cultural abriga obras de arte moderna, contemporânea e fotografias. As mostras destacam os olhares de artistas paraenses e brasileiros.

Continue o passeio caminhando pela Praça Frei Brandão. Aviste a Catedral da Sé Metropolitana de Belém. É dali que sai a procissão do Círio de Nazaré rumo à Basílica.

Saiba um pouco mais sobre a história sacra paraense no Museu de Arte Sacra que fica na Igreja Santo Alexandre. O mais interessante aqui é observar os ornamentos e as imagens de santos lapidadas em madeira.

Feche a visita à Cidade Velha com o Museu do Círio. O Círio de Nazaré uma das festas religiosas mais importantes do Brasil. Ela ocorre em outubro e deixa as ruas de Belém lotadas.

Mangal das Garças

O Parque Naturalístico Mangal das Garças é um passeio bastante interessante para quem quer ter uma vista panorâmica de Belém, relaxar e ter contato com a fauna e a flora local. O parque abriga o Memorial Amazônico da Navegação, o Farol de Belém, o Viveiro das Aningas, o Borboletário e mais. Vale conhecer!

Espaço São José Liberto

O Espaço São José Liberto foi originalmente construído para ser o convento de São José. Ele já foi olaria, quartel, depósito de pólvora, hospital, cadeia pública e por um longo período presídio.

Atualmente, o espaço é um Polo Joalheiro. O local abriga o Museu de Gemas do Pará e uma área de exposição e venda do artesanato regional, entre outras atrações.

Igreja de Nossa Senhora das Mercês

A Igreja de Nossa Senhora das Mercês passou por várias fases. Começou como um convento feito de taipa coberto por palha. Foi reconstruída em alvenaria de pedra. Ficou fechada por um longo tempo. Foi reaberta ao público e sofreu com um incêndio parcial.

Em 1986, foi restaurada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. Atualmente recebe visitantes e fieis.

Estação das Docas e passeio de barco

A Estação das Docas é parada obrigatória para quem visita Belém. Provavelmente você irá visitá-la mais de uma vez durante a sua estadia na cidade.

No antigo porto fluvial estão reunidos ótimos restaurantes, a Sorveteria Cairu e alguns bares, como o Amazon Beer.

É daqui que sai o passeio de Barco mais tradicional de Belém, o Orla ao Entardecer. Nele, você observa em meio à Baía Guajará e o Rio Guamá as belezas históricas e naturais da cidade. Além do pôr do sol e a vida dos barqueiros. Tudo isso com apresentações da cultura local dentro da embarcação.

O Passeio dura cerca de 1h30 e tem saída de terça a domingo às 17h30. Na volta, você pode aproveitar o restinho da noite nos bares da Estação das Docas.

Onde comer em Belém do Pará?

O que fazer em Belém do Pará

Aposte nas delícias locais e peculiares do Pará! Coma um bom peixe com açaí no Point do Açaí ou no Ver-o-Peso – se você quer economizar e não tem muita frescura. Ou um prato com Filhote nos restaurantes da Estação das Docas. Delícias paraenses, como a maniçoba, também são servidas no Tomaz Culinária do Pará.

Na área dos petiscos, vá à Lanchonete Portinha que tem um dos melhores salgados assados de Belém. Prove o Tacacá do Renato ou o Tacacá da Dona Maria. Se jogue na Unha de Caranguejo na Tia Maria Doceria. No Amazon Beer peça pelo bolinho de pato no tucupi.

Ah, você não pode passar por Belém sem provar os sorvetes da Cairu. Peça para experimentar os vários sabores que valorizam as delícias locais e escolha o seu favorito.

Garanta agora mesmo a sua passagem aérea para Belém!

Confira dicas de viagem para outras capitais brasileiras!

Veja Também

1 Comentário

Viajar em novembro: os 8 melhores destinos para curtir o feriado - 14 de setembro de 2018 at 14:09

[…] Belém é um bom local para viajar em novembro e aproveitar uma folga de 3 ou 4 dias, pois a quantidade de chuva é menor nessa época do ano. Além disso, cidades como São Paulo e Brasília contam com voos diretos para chegar ao destino em poucas horas. […]

Responder