Durante a Viagem

Conheça as regras de conexão e aproveite melhor seu tempo

23 de novembro de 2018 0 comentário

Em viagens internacionais e em algumas rotas nacionais, é comum haver uma parada antes do voo chegar ao destino. Muitos passageiros ficam com dúvidas sobre as regras de conexão e escala e por que elas acontecem. Você também passa por isso?

Esses procedimentos são normais e ocorrem, principalmente, devido à distância entre o local de partida e o destino. Mas não há motivo para preocupação! Ao conhecer as regras de conexão e se preparar para esse período, você poderá ter uma experiência agradável durante o tempo de espera.

Quer saber mais? Continue a leitura e veja nossas dicas!

Entenda a diferença entre voos com conexão e com escala

Alguns turistas ficam na dúvida sobre o significado desses dois termos. A escala é quando a aeronave faz uma breve parada durante o percurso, mas não há necessidade de descer. Isso pode acontecer para embarque de passageiros ou para abastecimento, por exemplo.

Já no caso do voo com conexão, há uma troca de aeronave e a espera costuma ser um pouco maior. Os passageiros devem desembarcar e depois embarcar em outro avião para continuar a viagem.

8 dicas para quem vai pegar um voo com conexão

Em um voo com escala, não há desembarque. Então, o procedimento é mais simples. Mas se a parada for maior, é importante conhecer as regras de conexão para evitar imprevistos com o trajeto. Veja abaixo quais são as principais recomendações!

1. Fique atento às informações da passagem

Ao comprar a passagem aérea, analise os dados do voo que indicam sua duração e se ele será direto ou se terá escalas ou conexões.

Cidades grandes, como São Paulo, contam com mais de um aeroporto na região, e em alguns casos o desembarque acontece em um aeroporto e o embarque em outro. Verifique essa informação antes de adquirir a passagem e avalie se o tempo de conexão será suficiente para o deslocamento.

2. Veja se é preciso ter documentação extra para desembarcar na cidade da conexão

Em caso de voos internacionais, é preciso analisar as regras de conexão do local. Alguns países, a exemplo dos EUA, solicitam visto para trânsito.

Verifique se o destino exige esse documento. Se você já tiver um visto de turismo para o país onde ocorrerá a conexão, isso não será um problema. Caso não tenha, será necessário solicitar um visto de trânsito junto ao consulado.

3. Esclareça suas dúvidas no momento do check-in

Se tiver dúvidas sobre as regras de conexão, você pode esclarecê-las com a equipe no momento do check-in ou pelos canais de atendimento da empresa. Eles indicarão os principais procedimentos para evitar contratempos no trajeto.

4. Saiba o que fazer com as bagagens despachadas

Em geral, as bagagens despachadas são recolhidas apenas no final da viagem. Mas em alguns casos pode ser necessário retirar as malas na conexão para despachá-las novamente. Verifique essa informação no momento do check-in ou com a equipe de bordo.

5. Faça uma boa mala de mão

Na maioria dos casos, você só terá acesso à sua bagagem no destino final. Por isso, é imprescindível montar uma mala de mão adequada com todos os itens importantes para o voo e para o período da conexão.

Não se esqueça de incluir itens como: kit de higiene, blusa de frio, livro ou eletrônicos para passar o tempo durante a espera, carregadores, fone de ouvido, entre outros objetos.

6. Fique atento às informações da equipe de bordo no momento do pouso

A equipe de bordo explica quais são os procedimentos para o desembarque de todos os passageiros, além de orientações para aqueles que estão em trânsito. Sendo assim, fique atento às informações sobre bagagem, portão de embarque etc.

7. Verifique o portão de embarque e o horário do próximo voo

Alguns terminais são grandes, e o trajeto entre o portão de desembarque e o de embarque pode ser longo. Por isso, ao descer da aeronave, verifique o portão de embarque e o horário do próximo voo. Em caso de destinos internacionais, é fundamental considerar o horário local.

Se tiver dúvidas, procure um funcionário da companhia ou agente do aeroporto.

8. Mantenha o cartão de embarque em mãos para conexões curtas

O período mínimo para a conexão é definido de acordo com a estrutura do aeroporto e pensado para que o passageiro consiga chegar tranquilamente até o portão de embarque. Se o tempo for curto, evite paradas e siga direto para o próximo voo.

Uma dica para não ter problemas no trajeto é ter em mãos o mapa do aeroporto para conseguir se localizar mais facilmente. Além disso, mantenha seu cartão de embarque e documento em local com fácil acesso para agilizar o próximo embarque.

Saiba o que fazer enquanto aguarda sua conexão

Comprou a passagem e percebeu que terá algumas horas de conexão? Veja agora o que fazer para aproveitar o tempo livre!

Utilize essa pausa para atualizar as redes sociais e conversar com amigos

Você pode aproveitar o Wi-Fi da área de embarque para atualizar as redes sociais, responder mensagens de amigos, organizar fotos, responder e-mails etc.

Separe leituras ou jogos

Outra dica é ter livros ou revistas na mala de mão para não ficar entediado com a espera. Ter jogos, séries ou filmes baixados no celular, tablet ou notebook também é uma boa ideia para se entreter enquanto aguarda o próximo voo. Não se esqueça de separar carregadores e fones de ouvido.

Conheça o aeroporto

Se a conexão for um pouco mais longa, veja as facilidades que o aeroporto oferece. Você pode passear com calma pelas lojas, comer uma comida típica ou mesmo descansar. Mas dê atenção ao horário de seu voo e às orientações para o embarque, para não acabar se distraindo e perdendo a hora.

Faça um tour rápido pela cidade

Algumas conexões são longas, com 6 horas ou mais. Dependendo do local, é possível sair do aeroporto e fazer um tour rápido pela cidade.

Essa é uma estratégia interessante, pois você aproveita o tempo livre para conhecer os principais atrativos do destino. Um voo para Miami, por exemplo, pode ter uma parada em Bogotá.

Antes de organizar a visita, é preciso considerar a duração do deslocamento entre o aeroporto e a região central e avaliar se o período da conexão será suficiente para o trajeto de ida e volta e o passeio pela cidade. Lembre-se de que você deve estar de volta pelo menos 2 horas antes do embarque.

Essas são as principais regras de conexão e dicas para aproveitar o tempo livre. Ao organizar a viagem com atenção, você conseguirá ter uma experiência agradável durante todo o percurso. Se ficar com mais alguma dúvida sobre a conexão, entre em contato com a companhia aérea pelos canais de atendimento.

Gostou do texto? Quer outras dicas para facilitar sua viagem? Veja nosso próximo artigo e saiba como agilizar o embarque na alta temporada.

Veja Também