Tag

Filmes

Destinos

Vídeos Turísticos

25 de julho de 2013 0 comentário

Puerto Vallarta capa

Sempre fui um cara meio descrente do poder efetivo da publicidade. Sobretudo no mundo cínico de hoje e com essa juventude já acostumada a filtrar anúncios pop-up e merchandisings cafonas da novela das oito. Acredito que as redes sociais criaram um novo rumo para o marketing, criando uma maneira bem mais orgânica e confiável de indicações através de redes de contatos. E vejo empresas e marcas ainda engatinhando (embora muitas vezes na direção certa) em busca da melhor sintonia e etiqueta mercadológica dentro desse novo mundo de múltiplas telas e interação virtual constante.

 

Mas confesso que ainda há um tipo de publicidade explicita, evidente, direta e extremamente tradicional capaz de despertar em mim o desejo consumista de viajante inveterado: os vídeos de turismo. São aquelas peças publicitárias criadas com o objetivo direto e bem definido de retratar as melhores atrações de um país ou cidade determinada.  Pequenos filminhos de poucos minutos veiculados em canais de notícias, circuito interno de aviões ou na própria internet.

 

Para apresentar minha teoria, clique nas fotos abaixo e assista aos vídeos.

 

1- Puerto Vallarta, México. Esse vídeo tem imagens oníricas e uma narrativa de cinema. Recurso bem comum nas bem produzidas chamadas turísticas geralmente narradas por representantes de seu público-alvo. No caso: um jovem e abastado jovem casal de férias.

Puerto Vallarta

 

 

2- Índia. Talvez um pouco longo, mas a produção digna de uma superprodução cinematográfica compensa e prende até o fim. A maneira criativa de retratar os cenários maravilhosos da Índia é o destaque.

India

 

 

3- Austrália. Esse comercial da Austrália opta por uma música que pega (nada melhor para espalhar o boca-a-boca). Mas abusa, com toda a razão, das imagens incríveis, tomadas aéreas, cenários surreais do país.

Austrália

 

 

4- Egito. Apresentar as maravilhas do Egito de maneira moderna e ao mesmo tempo em sintonia com sua aura fantástica de tempos imemoriais era o briefing desse anúncio. Perfeito!

Egito 3

 

 

5- Brasil! Começa criativo mas depois passeia por imagens clichês do nosso país. Podia ser melhor, mas como o Brasil é lindo, o resultado fica em alto nível. 😉

Brasil

 

André Fran é um dos criadores/apresentadores da série de TV “Não Conta lá em Casa” (Multishow), onde quatro amigos encaram os roteiros mais polêmicos do planeta e semanalmente escreve aqui no nosso blog!

DestinosRelatos

Viajando nos Filmes 2, a Missão!

11 de abril de 2013 1 Comentário

Poucos tiveram a oportunidade de estar no cenário de O Caçador de Pipas. Eu, em Cabul.

 

Fiquei tão impressionado com a repercussão da última coluna nas redes sociais que resolvi publicar uma sequência. Já que se tratava de uma coluna sobre filmes, nada mais apropriado. Permanecem as regras, nada de filmes patrocinados (Vicky Cristina Barcelona e quetais) ou aqueles coletivo com o objetivo exclusivo de retratar uma cidade específica (NY I love you e similares). Tentarei também fugir das obviedades (quantas colunas já não foram escritas para elogiar a Paris de Amelie Poulain, por exemplo?) e de destinos/ filmes mais comuns (Nova Iorque, Paris, Roma, Barcelona…).

 

Poderia gastar páginas e páginas citando os filmes americanos e suas cidades. A NY de “Esqueceram de Mim, as ladeiras de San Francisco em “Uma Babá quase Perfeita”, a velha Chicago de “Os Intocáveis”… e por aí vai.

 

Before Sunrise, Before Sunset e Before Midnight

http://www.youtube.com/watch?v=euOJkb0U8vE

Rodados com intervalo de 10 anos entre cada um, a trilogia romântica de Richard Linklater mostra o charmoso casal formado por Ethan Hawke e Julie Delpy em três períodos diferentes de seu relacionamento e em três cidades que não poderiam ter sido melhor escolhidas para cada fase: Vienna, Paris e a ilha grega de Messina.

 

Cidade de Deus

http://www.youtube.com/watch?v=ioUE_5wpg_E

Seja em Sarajevo, Los Angeles, Cuba ou Egito, sempre que o papo sobre Brasil escapa do batido binômio Samba-Futebol e cai no cinema a pergunta é sobre “City of God”. A bela obra de Fernando Meirelles sobre o nascimento e crescimento da violência urbana no Rio de Janeiro da década de 70/ 80 é um marco do cinema nacional mas, inegavelmente, afastou um batalhão de turistas potenciais das praias da cidade maravilhosa.

 

Asas do Desejo

http://www.youtube.com/watch?v=Ic8iGIdv80o

O clássico do genial diretor Win Wenders retrata a Berlin do pós-guerra em toda sua estática magnificência ao contra a história de amor de um anjo que quer se tornar humano. A cena do anjo sentado no famoso monumento da Coluna da Vitória é uma das fotografias mais lindas da história do cinema.

 

28 Semanas Depois

http://www.youtube.com/watch?v=eunaclr-WgU

Hecatombes zumbis estão na moda. Mas um de seus mais famosos expoentes na telona, o filme 28 Semanas Depois possibilitou algo bem interessante além das hordas de defuntos cambaleantes com fome de cérebro, imagens de uma Londres de hoje em dia completamente vazia.

 

O Caçador de Pipas

http://www.youtube.com/watch?v=WV5-_9UvGzU

Ok, mais certo seria cita-lo em uma coluna sobre livros, já que se trata de uma adaptação, mas a versão para a grande tela não deixa a desejar e permite um retrato de Cabul muito mais realista do que o da nossa imaginação (pelo menos a de quem não esteve na capital do Afeganistão, o que, infelizmente, acredito que seja a maioria dos leitores dessa coluna).

 

 

André Fran é um dos criadores/apresentadores da série de TV “Não Conta lá em Casa” (Multishow), onde quatro amigos encaram os roteiros mais polêmicos do planeta e semanalmente escreve aqui no nosso blog!

DestinosRelatos

Viajando nos Filmes

4 de abril de 2013 2 Comentários
Cenário de Ëncontros e Desencontros", em Tóquio

Cenário de Ëncontros e Desencontros”, em Tóquio.

 

Ao fazer pesquisa para uma viagem, seja a trabalho ou lazer, o caminho é basicamente o mesmo:  livros-guias, sites especializados, agencias de turismo, blogs de viagem.. Mas pouca gente percebe que uma das mais interessantes fontes de informação está em uma mídia muito mais agradável: o cinema mais perto de você. Filmes são usadas desde tempos imemoriais como um dos mais eficientes formadores de opinião pública. E, no caso dos filmes de viagem, não falo aqui de documentários educativos do Discovery Chanell ou National Geographic (apesar destes também terem seu valor), mas de produções artísticas que colaboram com a formação do imaginário de maneira muito mais lúdica. A 7a arte vai monta, sem que o espectador perceba, um mosaico de informações, sensações e emoções capazes de atrair ou repelir o mais informado frequente flyer do roteiro que for. Não é a toa que as agências nacionais de turismo mundo a fora gastam milhões em campanhas publicitárias que tem em filmes lindamente produzidos o seu maior chamariz. E, também, que campanhas de difamação são produzidas a título de entretenimento usando câmeras com a mesma função de uma arma de guerra.

Enfim, isso tudo só pra ir ao filé mignon e parte mais interessante desse texto que são as dicas cinematográficas que mais me impressionaram ao longo de minha ainda curta porém viajada existência.

 

Encontros e Desencontros

http://www.youtube.com/watch?v=eNK7N3AwVFQ

Sempre tive uma fixação com o Japão. Mesmo muito antes de conhecer o país. E esse filme de minha diretora favorita (Sofia Copolla) só veio reforçar isso. Além de uma obra linda sobre um relacionamento totalmente fora do óbvio, o filme conseguiu traduzir muito bem os contrastes tradição/ modernidade, caos/ organização que fazem do Japão um lugar tão único. Ah, e ainda peguei ali a dica de conhecer o famoso terraço do Grand Hyatt de Tóquio.

 Blackhawk down

http://www.youtube.com/watch?v=tnV6wM-vd9s

Passei anos evitando encarar um destino óbvio para meu tipo de profissão: Somália. Além do noticiário, o grande culpado por isso era o filme Blackhawk down. História real de um helicóptero militar americano que cai bem no centro do caos, pobreza e violência de Mogadíscio. O país segue há anos imerso nessa triste realidade e, apesar de ter conhecido outras regiões, a capital permanece off limits mesmo para os mais insanos aventureiros.

Senhor dos Anéis

http://www.youtube.com/watch?v=NHLdJCT_jCY

Me recuso a listar aqui os filmes propagandas financiados de Woody Allen, não por deficiência técnica, uma vez que são belíssimas obras de um dos mestres do cinema, mas por serem óbvios demais. Insuspeito mesmo foi o aumento inacreditável do turismo na Nova Zelândia em função das paisagens retratadas no clássico Lord of the Rings.  A cia aérea New Zealand Air fez até seu filme de segurança inspirado na trilogia.

Hangover 2

http://www.youtube.com/watch?v=RYL_T7f59o8

Muitos diriam que A Praia, com Leonardo di Caprio flanando pela paradisíaca Maya Bay seria um representante mais enaltecedor da Tailândia, mas quem já rodou por lá sabe que o caos urbano que serve de cenário para a alcoolizada sequencia de Hangover ajuda a compor um retrato muito mais fiel do país.

 

Um dos cenários invadidos pelos turistas de ˜Mamma Mia!˜ na Grécia.

Cenário invadido pelos turistas de ˜Mamma Mia!˜.

http://www.youtube.com/watch?v=yzhxHsqQvsI

A atuação da oscarizada Meryl Streep somada aos clássicos do cancioneiro mundial da banda ABBA fizeram de Mamma Mia! uma referencia cinematográfica e atraíram os olhos de cinéfilos de todo o planeta para as ilhas gregas. Quem não curtiu muito essa atenção foram os moradores locais, que viram suas tranquilas e pacatas cidades invadidas por hordas de turistas cantarolando canções desafinadamente.

Poderia passar horas, dias, semanas listando aqui outros filmes tão ou até mais interessantes e marcantes que esses, mas termino minha lista com o clipe de um que não aborda nenhum destino específico, mas o ato de viajar em si.

Up in the Air

http://www.youtube.com/watch?v=hnrDgLs8fQo

 

André Fran é um dos criadores/apresentadores da série de TV “Não Conta lá em Casa” (Multishow), onde quatro amigos encaram os roteiros mais polêmicos do planeta e semanalmente escreve aqui no nosso blog!